Tudo sobre Marketing e Empreendedorismo

Quais configurações do Google Analytics 4 devo verificar antes das festas de fim de ano?

A única maneira de obter uma comparação ano a ano de seus esforços de vendas de fim de ano com relação à próxima é começar as configurações do Google Analytics 4 agora. Então, veja todos os detalhes de como a ferramenta pode te ajudar e quais dados levar em conta.

Configurações do Google Analytics 4

Tecnicamente, você não precisa do Google Analytics 4 (GA4) para avaliar seus esforços de vendas de fim de ano porque o Universal Analytics (UA) ainda está ativo. No entanto, no próximo ano, a UA não irá mais rastrear dados e as contas individuais provavelmente serão encerradas e fechadas de forma permanente por volta de janeiro de 2024. 

A partir do ano que vem, os únicos dados de análise que você terá (de uma plataforma de análise de propriedade do Google, pelo menos) serão do GA4.

O GA4, por sua vez, mede a atividade do site de maneira muito diferente do UA, portanto, a única maneira de obter uma comparação ano a ano para esta temporada de férias versus a próxima temporada de festas é se você tiver a plataforma mais recente configurada corretamente agora. É por isso que você deve se importar.

Então, aqui estão 10 coisas que você vai querer ter certeza de que estão sendo rastreadas corretamente hoje. Mas, vale destacar que os caminhos de configuração listados abaixo são acessados ​​na própria plataforma GA4 e você deve ter privilégios de administrador).

Pessoa usando notebook sobre mesa de madeira e ao seu lado um cafézinho e diante dele uma janela de vidro

1. Sua plataforma de comércio eletrônico já possui um aplicativo ou plug-in fácil para permitir o rastreamento do GA4?

Seis meses atrás, o suporte robusto para GA4 de plataformas (por exemplo, Shopify, BigCommerce) ainda não estava disponível. Agora, existem aplicativos que se posicionam para facilitar o suporte às configurações do Google Analytics 4.

Muitos deles são muito novos, então eles ainda não têm uma grande base de usuários. Faça sua lição de casa antes de instalar um desses e pesquise bem sobre o funcionamento.

Na verdade, talvez fosse melhor consultar um profissional. Isso porque você precisa garantir que qualquer aplicativo ou plug-in atenda às suas necessidades específicas de medição e não comprometa os dados em seus relatórios.

2. Você tem exclusões de referência que precisam ser adicionadas? 

Você pode ter várias exclusões de referência a serem consideradas. Por exemplo, PayPal, GooglePay, AmazonPay, ApplePay, etc.  Aqui está o caminho para ver isso nas configurações do Google Analytics 4:

  • Administrador > Propriedade > Fluxo de dados > Definir configurações de tag > Mostrar mais > Listar referências indesejadas

3. É necessário algum acompanhamento de domínio?

Caso o seu site de comércio eletrônico seja todo um domínio, então não. Você está pronto para iniciar as operações no seu site. No entanto, se você tiver vários domínios, é melhor garantir que eles estejam configurados corretamente. Um exemplo disso seria um site que tem o seguinte:

  • https://www.nomedaempresa.com;
  • https://shop.companyname.com.

4. Você está direcionando tráfego por meio do Google Ads?

Em caso afirmativo, você tem públicos criados no Google Analytics para uso no Google Ads?  Você está importando conversões do Google Analytics para o Google Ads? 

É uma ótima ideia fazer isso, mas se você ainda estiver usando o UA para otimização de conversão atualmente, certifique-se de listar seus públicos-alvo do GA4 como secundários, não primários. Assim, veja dicas para se conectar ao Google Ads:

  • Administrador > Propriedade > Links de produtos > Links do Google Ads;

Para se conectar ao Google Merchant Center:

  • Administrador > Propriedade > Links de produtos > Google Merchant Center.

5. A qual conta de análise seu Google Search Console está conectado?

Você só pode conectar seu Search Console a uma conta de análise por vez. Portanto, se o UA for sua fonte de verdade e sua principal plataforma de uso para esta temporada de festas, mantenha-o conectado lá. No entanto, se você estiver pronto para fazer a mudança completa para o GA4, é bem simples. 

Para fazer essa conexão, siga o passo a passo abaixo:

  • Administrador > Propriedade > Links de produtos > Links do Search Console

6. Você configurou os relatórios da sua página de destino?

As páginas de destino geralmente são recicladas para o próximo ano, portanto, para fins de comparação de dados YOY, você deve certificar-se de que está configurado para isso. Veja como:

  • Relatórios > Ciclo de vida > Engajamento > Páginas e telas > Personalizar relatório (ícone de lápis na página superior direita);

7. Você ativou as opções de ‘medição aprimorada’ para eventos importantes?

Nas configurações do Google Analytics 4, tudo que vale a pena medir é um evento. Então, acostume-se e certifique-se de que está tudo pronto. Qualquer coisa relacionada ao caminho de conversão é considerado um evento na plataforma. Para comércio eletrônico, isso inclui pontos de contato críticos como:

  • Pesquisa de sites;
  • Página de visualização da lista de produtos;
  • Página de detalhes do produto;
  • Vídeo do produto ou visualização da galeria;
  • Adicionar ao carrinho;
  • Visita à página de pagamento;
  • Confirmar pedido;
  • Página de suporte/chat.

Vale destacar que existem ainda mais pontos como estes. Por isso, se sua conta do GA4 não mostrar nenhuma das ações acima como eventos, você precisará configurá-las adequadamente.

Muitas das ações que você deseja acompanhar (pesquisa no site, visualizações de vídeo, rolagens etc.) exigem que o recurso “medição aprimorada” esteja ativado. Além disso, o rastreamento de inscrições de envio de formulários, cliques em botão, telefone e e-mail precisa ser configurado como eventos personalizados.

Para ativar a medição aprimorada siga o passo a passo abaixo:

  • Analytics > Propriedade > Fluxos de dados > Chave de alternância de medição aprimorada;

8. Suas atribuições e janelas de lookback estão definidas corretamente?

Embora os modelos de atribuição simples parecer ter um valor questionável em termos do que realmente gerou a conversão, eles são relevantes ao gerenciar uma campanha com vários pontos de contato em um processo de compra.

Por isso, quando se trata de janelas de lookback, o conceito é bem simples: “Até que ponto você olha para trás ao medir o que auxiliou na condução da conversão?” Portanto, uma boa regra geral é 30 dias para eventos relacionados à aquisição e 90 dias para outros.

É perfeito? Longe disso. No entanto, o padrão de 30 dias deve cobrir você na maioria dos casos (mas há exceções, é claro). 

Para garantir que suas janelas de atribuição e lookback estejam definidas corretamente:

  • Administrador > Propriedade > Configurações de atribuição;

9. Você já analisou o problema de limite do GA4 (contas menores)?

O que é “limiar”? Se você tiver os indicadores do Google ativados em sua conta do GA4, poderá obter detalhes da sessão de sites e aplicativos associados a uma conta do Google. 

Embora isso possa ser benéfico para entender o comportamento do usuário, o Google também não quer que você identifique pessoalmente um indivíduo por meio das configurações do Google Analytics 4

Por exemplo, se o seu site de comércio eletrônico tiver uma dúzia de produtos e receber de 10 a 20 pedidos por dia, há uma boa chance de ser possível identificar um usuário individual pegando as informações do pedido e comparando-as com os dados que você pode ver via GA4. Mas, se você já viu limites em um relatório Google Analytics 4, é terrível.

A boa notícia é que existe uma maneira de contornar o limiar (por enquanto), mas você precisa saber onde procurar. Em suma, veja abaixo como fazê-lo:

  • Administrador > Configurações da conta > Identidade de relatório > Mostrar tudo;

Uma vez lá, clique em “baseado em dispositivo”, que deve mitigar o problema de limite.

10. Como você fará anotações?

No Universal Analytics, o usuário pode adicionar uma anotação para adicionar contexto crítico a um número. Por exemplo, o mau tempo de inverno pode ter fechado todo o estado por um fim de semana inteiro, causando um aumento anormal no tráfego do site e nas conversões enquanto as pessoas estavam presas em casa entediadas.

Saber por que houve um pico anormal no tráfego é fundamental do ponto de vista de previsão, porque a causa não deve ser considerada um evento confiável e repetível.

Até o momento, as anotações ainda não estão disponíveis na plataforma GA4 nativa. (Lembra-se de todo o ponto deste artigo sobre a importância do rastreamento ano a ano?). Afinal, ter anotações para fornecer o contexto adequado aos números-chave é fundamental. 

No momento, suas melhores opções são documentá-los separadamente ou instalar uma extensão do navegador que lhe dará esse recurso. Faça uma pesquisa simples no Google por “extensão do navegador GA4” e você verá uma lista de opções.

Sem dúvida, as anotações serão adicionadas nativamente ao GA4 em algum momento no futuro, portanto, documentá-las em uma planilha em algum lugar seguro é certamente uma opção viável por enquanto.

Garanta que você tenha dados sólidos do GA4 para uso futuro 

O GA4 tem muitas possibilidades, mas também muitas complexidades quando se trata de configuração e uso.

Portanto, este artigo não é de forma alguma uma lista de verificação completa, pois a plataforma continua a evoluir. Mas, esta equipe espera que isso lhe dê uma base sólida para garantir que você possa ter dados sólidos desta temporada de férias para usar em futuras comparações ano após ano.

Seja o primeiro a ser notificado, sempre que um novo artigo ser publicado

Deixe uma resposta

Usamos cookies para melhorar sua experiência neste site. Ao continuar no site, você concorda com essas condições. Sim Mais detalhes