Tudo sobre Marketing e Empreendedorismo

Google fala sobre texto alternativo para SEO e Acessibilidade

Nova discussão no podcast do Google considera equilibrar o texto alternativo para SEO e acessibilidade. Com isso, veja como foram os comentários e entenda falas dos representantes do buscador sobre o tema para entender como aplicar a estratégia da sua página.

John Mueller e Lizzi Sassman, do Google, discutem a criação de texto alternativo de imagem que seja bom para quem usa leitores de tela. Então, abordaram de forma breve o que fazer com imagens decorativas e como é complicado escrever texto alternativo que encontre o equilíbrio entre SEO e acessibilidade.

Alt Text é para acessibilidade e SEO?

De acordo com o World Wide Web Consortium (comumente referido como W3C), o órgão oficial de padrões HTML, o objetivo do texto alternativo da imagem é tornar as imagens compreensíveis para os visitantes do site que não podem visualizar o conteúdo da imagem e estão usando leitores de tela.

O Alt Text,como é conhecido, também ajuda aqueles que usam leitores de tela a entender o propósito da imagem ou a se conscientizar do texto que está na imagem. O W3C também diz que o texto alternativo também tem um propósito de SEO. O guia afirma:

“… se você deseja que seu site seja indexado da maneira que merece, use o atributo alt para garantir que eles não percam seções importantes de suas páginas.”

Pode-se dizer que o objetivo do texto alternativo para SEO é tornar as imagens compreensíveis e acessíveis para aqueles que não podem ver a imagem, o que inclui bots de mecanismos de pesquisa.

É preciso uma quantidade surpreendente de pensamento para acertar o texto alternativo para SEO e acessibilidade. O W3C publicou um tutorial de texto alternativo para sete tipos diferentes de contextos de imagem.

Imagem de prédio e na sua cobertura letreiro tipo placa com logomarca do Google
Texto Alternativo para SEO e acessibilidade deve dividir atenções, Imagem de Alex Dudar em Unsplash

Não diga que uma imagem é uma imagem

Embora o SEO possa exigir que o texto alternativo de uma captura de tela diga que a imagem é um print ou captura de tela, pois isso para fins de acessibilidade é considerado redundante (e irritante escrever que uma imagem é uma imagem).

Lizz Sassman e John Mueller discutem como lidar com esse problema:

“Portanto, uma das melhores práticas é não iniciar todas as imagens com uma captura de tela, uma captura de tela de, porque isso se torna repetitivo.

Já sabemos que é uma imagem. Você não precisa dizer: ‘É uma imagem de’ e depois a coisa.

Basta iniciar com qualquer que seja a descrição. E também não precisa necessariamente ser uma frase completa, eu acho.

John Mueller: Sim.

Lizzi Sassman: Pode ser apenas uma frase descritiva. Não precisa ser um pensamento completo, eu acho.”

Equilibre sempre as necessidades de SEO com acessibilidade

John Mueller introduz o tópico da tensão entre o que é a prática tradicional de SEO em relação ao texto alternativo da imagem e os requisitos de acessibilidade. Mueller continuou:

“John Mueller: Sim, sim. Acho que isso faz muito sentido.

Quero dizer, a parte complicada é provavelmente equilibrar os dois lados. O tipo de aspecto de acessibilidade. O que as pessoas querem do texto alternativo para acessibilidade.

E então o aspecto de SEO onde você faria algumas coisas como… tradicionalmente, você faria algumas coisas que podem ser um pouco diferentes.

Como você listaria um monte de sinônimos, por exemplo.

Tipo, “Ah, isso é uma praia no oceano com ondas”.

E esse é o tipo de coisa em que às vezes faz sentido fazer isso no texto alternativo por motivos de SEO, mas provavelmente não por motivos de acessibilidade.

E encontrar esse equilíbrio é algo que às vezes é um pouco complicado.

Então é bom ficar atento a isso.”

Alguma coisa é melhor que nada

Um ponto importante sobre o texto alternativo para SEO e acessibilidade da imagem é que é uma prática ruim deixar o campo de texto alternativo em branco. Uma razão pela qual é uma prática ruim é porque os leitores de tela podem começar a ler os nomes dos arquivos de imagem, o que é uma experiência negativa para o usuário.

Outra razão é porque priva os visitantes que usam leitores de tela de receber informações importantes que podem estar em algumas das imagens. Depois, há considerações de SEO em relação ao texto alternativo e à obtenção de imagens corretamente indexadas e encontradas na pesquisa.

John Mueller recomenda adicionar algo ao texto alternativo porque algo é melhor que nada. Ele sugeriu:

“John Mueller: Mas se você está apenas adicionando texto alternativo pela primeira vez, às vezes, mesmo qualquer texto alternativo é melhor do que nada.

Lizzi Sassman: Como nada.

Pelo menos começando com algo, mas então, o que você pode fazer para melhorar ainda mais em cima disso.”

Texto alternativo e imagens decorativas

Lizzi Sassman discutiu em seguida o que fazer com as imagens decorativas.

O primeiro problema é distinguir se uma imagem é realmente decorativa ou se é conceitual e contribui para o significado do conteúdo, nesse caso, o desafio é como comunicar uma imagem conceitual. Com isso, Lizzi comentou:

“E isso é definitivamente algo que… acho que luto mais, como quanto mais você entra em imagens decorativas, ou coisas que não são…

Eu não sei… a coisa do resultado da pesquisa é bastante simples.

Mas uma vez que entra em coisas como “Ah, isso é um conceito”, ou como “É decorativo”, então não…

Há alguns lugares que dizem: ‘Ah, você não precisa colocar texto alternativo em uma imagem decorativa.’

Como se estivesse lá apenas por estética, é melhor deixar o texto alternativo em branco.

Mas, por outro lado, por que eu o colocaria lá? Havia uma razão para colocá-lo lá.

Então, não deveríamos ter algo que preencha essa lacuna para a experiência de alguém que não está vendo a imagem?

Não deveríamos ter uma coisa de substituição? Estava servindo a um propósito.

Nós o colocamos lá por um motivo, como o que seria uma experiência alternativa para ainda transmitir essa informação, eu acho?

Então, como o Googlebot, como fazer coisas.

Às vezes, temos esses, acho, o que seria categorizado como uma imagem decorativa.

Onde é como se o Googlebot estivesse explorando a web ou algo assim.

Ou como se estivesse transmitindo algum tipo de ideia, e o texto alternativo deveria se concentrar na ideia? Ou tipo, ‘Ah, é o Googlebot com alguns amigos.’

Ou é o Googlebot… como colocar spam em um computador e depois ficar feliz no final.

Como descrever o que está acontecendo lá, para que você ainda tenha a ideia do que deveria estar lá, eu acho, uma das coisas que… sim, isso me confunde.

John Mueller: Sim. Quero dizer, de um ponto de vista pessoal, eu definitivamente adicionaria texto alternativo a esse tipo de imagem, porque elas são únicas e especiais.

Não é… não sei… um fundo floral, ou algo assim.

Na verdade, é algo em que as pessoas passam muito tempo criando essa imagem.

E também é algo que as pessoas podem querer encontrar nos resultados da pesquisa.

Então, se você está procurando pelo Googlebot, como passamos tanto tempo criando todas essas imagens, será bom poder ser encontrado por elas também.”

O W3C, por sua vez, publicou uma página inteira de documentação sobre como lidar com o texto alternativo para imagens decorativas. Esta é a recomendação oficial da marca:

“Imagens decorativas não adicionam informações ao conteúdo de uma página.

Por exemplo, as informações fornecidas pela imagem podem já ser fornecidas usando texto adjacente ou a imagem pode ser incluída para tornar o site mais atraente visualmente.

Nesses casos, um texto alternativo nulo (vazio) deve ser fornecido (alt=””) para que possam ser ignorados por tecnologias assistivas, como leitores de tela.

Os valores de texto para esses tipos de imagens adicionariam confusão audível à saída do leitor de tela ou poderiam distrair os usuários se o tópico for diferente do texto adjacente.”

O W3C também sugere quatro formas de identificar imagens decorativas. Então, veja abaio quais são estes quatro testes para saber se uma imagem é decorativa:

  1. A imagem é usada para estilizar o documento (a aparência);
  2. Se for uma imagem complementar ao texto do link;
  3. Não contribui com informações para o conteúdo do texto;
  4. A imagem é descrita pelo conteúdo do texto ao redor.

Em última análise, cabe ao autor decidir o que é melhor para o texto alternativo para SEO e acessibilidade da imagem.

Como o Google disse, algo é melhor que nada. Portanto, se a imagem não contribuir com informações, basta usar o valor nulo para o texto alternativo, que é codificado com alt=””

Seja o primeiro a ser notificado, sempre que um novo artigo ser publicado

Deixe uma resposta

Usamos cookies para melhorar sua experiência neste site. Ao continuar no site, você concorda com essas condições. Sim Mais detalhes