Tudo sobre Marketing e Empreendedorismo

Landing Page: como criar páginas de conversão para o seu negócio

A landing page é um dos métodos mais eficazes de Marketing Digital que visa conquistar mais leads e levar seu negócio a outro patamar. Dessa forma, entenda assim o que é, como usar da forma certa e aprenda mais sobre as métricas dessa estratégia tão importante.

Guia Rápido

O que é landing page ou página de aterrissagem? 

Estas são páginas online com o foco principal na conversão das pessoas que a visitam. Portanto, usa de vários elementos para atrair clientes e gerar novos leads para o seu negócio.

A página visa levar os leads ao próximo passo do seu funil de vendas. Com isso, é preciso evitar qualquer tipo de dado que possa distrair este usuário que navega nela, por exemplo:

  • Links externos;
  • Excesso de dados.

Vale destacar que as visitas são boas, mas a intenção do tráfego é que gere vendas. Então, é preciso focar em apenas um assunto para induzir as pessoas a realizar uma ação, por meio do CTA.

A página pode ter como intenção a captura de contatos, também. Dessa forma, oferece-se algo em troca destes dados, que pode ser desde um e-book ou até um material de valor do interesse do seu lead.

Fazer com que o usuário realize a ação desejada

É preciso direcionar a pessoa que está na sua página a realizar uma ação, porque é isso que configura essa página. Portanto, forneça o conteúdo sempre de uma forma que leve o cliente até o fim para tomar esta atitude.

pessoas sentadas, usando laptop de fundo. Duas dessas pessoas estão dando as mãos no centro da imagem
Foto: A Landing Page pretende levar o leitor a tomar uma decisão e gerar conversão. Imagem de yanalya em Freepik.

Qual a diferença entre landing page e site?

De modo bem amplo, a principal diferença é na estrutura dos dois tipos de páginas. Assim, enquanto o site conta com vários artigos e links para te direcionar a outros locais, a landing page possui uma interface única.

O site busca passar um conteúdo relevante em diversos temas para o público. Desse modo, veja a seguir mais alguns pontos que compõem a página de propriedade única, para entender como ela é:

  • Título, mas como oferta;
  • Formulário, além do texto;
  • Botão com CTA.

Este texto que pode conter na sua página deve ser persuasivo. Portanto, tem o intuito de induzir a pessoa que a acessa a seguir alguns passos ou preencher dados para obter um benefício.

Vale destacar que o seu site pode ter uma página de captura de leads eficaz. Com isso, invista em SEO para que ele apareça mais no buscador e os usuários tenham acesso à sua landing.

Quais são os tipos de landing page?

Há alguns tipos de landing e estas contam com características únicas, embora todas foquem em uma só ação. Dessa forma, veja a seguir alguns tipos e entenda como funcionam:

  1. Página de captura de leads;
  2. Squeeze landing;
  3. Landing para eventos;
  4. Página de vendas;

Vale lembrar que estes não são os únicos tipos, mas de modo geral são os mais usados. No entanto, você ainda pode encontrar pages de agradecimento, além de lista de espera, em casos de lançamentos.

Mesmo com todos estes tipos e mais alguns, elas seguem o padrão de página estática. Assim, a ação delas vai ser diferente e deve variar com a situação, aliás, uma pode levar à outra.

1 – Landing page de captura de leads

Este modelo é ideal para quem precisa aumentar o número de prováveis clientes. Portanto, seu foco é obter dados de contato destas pessoas, para levá-las à próxima etapa do seu funil.

De modo geral, esta landing page deve ofertar algo em troca destes dados. Além disso, não costuma ser muito longa, para evitar que o leitor saia do link antes de chegar ao formulário em que deve inserir suas informações.

A estratégia de usar uma página como esta vale muito a pena, porque costuma ser eficiente e de baixo custo. Mas, há uma necessidade de nutrir os leitores que deixaram contato com artigos ou ofertas relevantes.

Uma dica que vale a pena seguir é criar uma lista de transmissão ou disparos de e-mail específicos para cada nível em que o lead se encontra. Desse modo, fica mais fácil fidelizar uma nova cartela de clientes.

Crie um relacionamento inicial com o seu público

Esta página permite uma experiência de contato inicial que pode ser muito relevante para seu negócio. Portanto, ela deve ser a mais eficiente possível e você pode testar modelos e títulos.

Vale destacar que conferir todas as métricas e resultados é crucial para qualquer plano de Marketing Digital. Então, não é interessante que o texto fique perfeito para você, mas sim que ele alavanque seu negócio.

Foque em uma atendimento humanizado

Sempre conceda ao cliente um atendimento mais humano e que demonstre preocupação com as dores ou queixas deste. Assim, a chance desta pessoa continuar a consumir seus produtos aumenta de forma considerável.

2 – Squeeze landing page

Neste modelo de página você deve resumir as informações do seu produto ou do seu serviço. Por isso, este tipo de landing pode ser usada em várias situações e é possível conferir algumas delas abaixo:

  • Ganhar seguidores;
  • Oferecer descontos;
  • Anunciar produtos.

Este modelo também serve para criar expectativa no público por determinado produto, por exemplo. Desse modo, uma tática usada na Squeeze é dar mais detalhes sobre um item apenas após o cliente realizar uma ação.

A página pode servir também como uma oferta de desconto. Com isso, é possível divulgar tanto para um público frio quanto um mais quente, mas sempre da forma mais simples possível.

Formato mais simples de landing page

Esta é a forma mais comum e a mais básica de fazer sua landing page, porque não precisa de um layout tão marcante. Assim, a ideia é criar um desejo do leitor de ir até a próxima etapa para não perder a oferta.

homem sentado usando laptop e, na tela, há uma página de saúde sendo exibida
Foto: A landing page precisa de um layout que desperte a atenção do cliente. Imagem de Freepik no Freepik.

3 – Landing page de eventos

Como seu nome sugere, esta página serve para anunciar e divulgar um determinado evento. Desta forma, deve conter todos os dados da ação, para chamar atenção das pessoas.

Neste tipo de página de destino, em especial, é possível gerar um bom engajamento. Além disso, veja a seguir o que não pode faltar neste caso, para deixar este anúncio seja o mais completo possível:

  • Atrações do evento;
  • Data e horário;
  • Prazo de inscrição.

A estratégia pode ser usada para eventos locais ou de maior porte. No entanto, no caso de uma ação virtual é ainda mais eficaz, afinal, há um menor gasto por parte do lead para participar.

Há alguns pontos que você pode trabalhar ainda neste local de acesso, como o arquétipo, por exemplo. Portanto, crie um visual que condiga com a ideia do evento para aumentar a conversão.

Mostre para o seu público os benefícios do evento

Exponha neste landing todos os detalhes do evento que você vai realizar. Com isso, caso haja uma oferta ou desconto deixe bem claro. Bem como, ofereça um bônus ou brinde para quem se inscrever.

Integre a página com um lembrete na agenda

Há ainda a opção de criar um lembrete na sua agenda Google a partir da sua página para gerar leads. Por isso, crie uma landing que permita essa integração para garantir mais pessoas no evento.

4 – Landing page de vendas

Neste modelo de página o objeto principal é gerar vendas, como seu próprio nome já diz. Assim, deve ser usada para divulgar uma oferta e despertar a sensação de imediatismo no leitor.

Vale destacar que este é o principal meio pelo qual os infoprodutos são lançados. Desse modo, faz parte de toda uma estratégia de divulgação e de forma ampla te leva a uma outra página do funil.

A sua landing deve ser a mais completa possível, o que não significa que precise ser longa. Entretanto, é preciso usá-la da forma certa, para promover os seguintes impactos ao cliente:

  • Quebrar objeções;
  • Informar vantagens;
  • Criar desejo.

Este tipo de páginas deve ainda conter técnicas de persuasão para que seu lead não se perca no objetivo. Além disso, você pode incluir alguns CTA’s ao longo do texto para vender mais ainda.

Não exagere no conteúdo da página

Você deve usar esta landing page de modo básico, para não acumular informações que não são necessárias para as pessoas. Aliás, não empilhe gatilhos mentais, porque isso pode passar uma visão negativa do seu negócio.

Deixe claro o que você quer vender

O sentido desta página é vender e é preciso deixar claro o que está em oferta. Desse modo, incluir botões de ação no meio do texto é ideal. Afinal, as pessoas que já estão convencidas em comprar, não precisam rolar até o fim da page.

Oportunidades de negócios e landing page, qual a relação?

Toda estratégia de Marketing deve ter um objetivo e é nisto que uma coisa se relaciona com outra. Assim, veja a seguir como a página pode impactar no seu negócio para entender a relação entre elas:

  • Perfeita para gerar leads;
  • Aumenta os acessos ao seu produto;
  • Te faz ser visto pelos clientes.

Todo mundo que trabalha com uma página de captura deseja ser visto, mas sempre da melhor forma. Então, capriche o máximo possível neste tipo de material, porque ele pode definir o futuro da sua marca.

Uma oferta que confunde ou que expõe uma fraqueza sua é muito difícil de se converter em vendas futuras. Desse modo, criar e nutrir leads te leva a ter mais oportunidades de venda, por exemplo.

Com os dados do seu lead, comece uma relação próxima com este contato. Assim, você cria mais chances de vender a partir da sua landing page, que deve ser bem estruturada no seu plano de Marketing.

Por que a landing page é crucial para a sua estratégia de Marketing?

A página de aterrissagem é o principal meio de buscar acessos ao seu site ou perfil. Com isso, veja a seguir mais benefícios do seu uso para entender sua importância dela para sua estratégia de Marketing:

  • Baixo custo de operação;
  • Converte mais do que outras estratégias.

Usar essa técnica garante mais lucro para a empresa e ainda traz mais vantagens. Desse modo, confira mais pontos que vão te ajudar a decidir sobre o uso ou não dela na sua marca:

  • Facilita seu lead scoring;
  • Diminui o custo para obter novos clientes;

A página ainda permite que você saiba todos os dados de acesso da mesma. Com isso, é fácil saber quem interage com a sua marca e é possível usar esses dados para traçar novos planos de ação.

homem sentado usando o  laptop. Na mesa há uma caneca, um bloco de notas e várias canetas. Na imagem também há algumas ilustrações espalhadas como gráficos e balões de conversa
Foto: Ao construir seu plano de Marketing deve projetar quais as landings pages mais funcionais para sua ação. Imagem de Rawpixel no Freepik.

1 – A landing facilita o seu lead score 

Para entender como a landing page impacta neste quesito, é preciso saber do que se trata. Então, o lead scoring é um método que permite separar as pessoas por pontos, para saber em que nível eles estão no momento.

A partir desta técnica, você consegue definir uma maneira de agir com cada grupo. Com isso, analise os dados de com frequência, para saber onde estão os acertos e erros na página de sua marca.

Com a página alinhada da forma certa, a perda de leads durante cada etapa diminui. No entanto, é o seu método que irá levar o cliente até o fundo do funil para adquirir o produto.

Clientes de fundo de funil na sua estratégia de vendas

Nesta última etapa do funil, é preciso ser cauteloso, porque esta é a principal fase. Assim, a página de conversão é crucial para levar o lead ao próximo passo, que é torná-lo de fato um cliente, a partir de uma primeira compra.

2 – Segmente os seus contatos com a ajuda da landing

Use este filtro para definir o seu alvo para cada tipo de situação. Além disso, você pode trabalhar com esta técnica caso tenha mais de uma persona ou mais de algum tipo de serviço ou produto.

Com ajuda da página de captura de leads fica mais fácil dividir estes grupos. Desse modo, use a conversão delas para definir em qual segmento ela se encontra, para ter resultados melhores.

A segmentação também traz mais vantagens para o negócio, além das vendas. Portanto, veja a seguir mais benefícios de usar esta técnica no seu funil de vendas aliado à outros pontos:

  • Renova a lista de contatos;
  • Excluir leads que não tem interesse.

Os segmentos vão te ajudar a poupar tempo com pessoas que caíram sem querer na página, ou que foram movidas por impulso. No entanto, é uma forma de trazer para o seu lado as pessoas que estão indecisas.

Conheça a sua persona para uma segmentação assertiva

Ter em mente a persona bem definida no seu negócio ajuda a dividir melhor estes grupos. Com isso, você diminui a chance de errar em algum ponto, porque o começo bem definido é crucial para seu sucesso.

Combine métricas para criar novos segmentos 

Você pode combinar em grupos as pessoas com base nas atitudes destas. Então, use determinadas métricas para criar novos grupos e, com isso, novas formas de abordá-los.

3 – Diminua o seu custo de aquisição de clientes

Usar as landings é uma das formas mais baratas de atrair clientes e fazer negócios. Por isso, é preciso investir em uma boa escrita e um bom apelo visual para que ela se torne ainda mais efetiva.

Outro ponto que torna esta uma das mais fortes táticas é que é muito simples de conseguir os contatos dos leads. Assim, você não precisa investir em equipe para prospecção, basta ter uma boa gestão de tráfego.

Use também técnicas de remarketing para vender de novo a pessoas que já são clientes. Com isso, a LP também é ideal para esta situação e você pode usar isso ao seu favor para melhorar seus resultados.

Baixo custo e mais vendas com a landing page 

A página de vendas é capaz de mudar o patamar atual de um negócio, seja físico ou digital. Dessa forma, você vende muito mais com um custo muito menor por clique ao usar uma boa landing.

Quais são as principais métricas de uma landing page?

Há alguns pontos que precisam ser analisados com frequência. Então, veja a seguir quais são os dados mais importantes que você precisa ficar atento para um melhor fluxo na página:

  • Número de conversões;
  • Origem dos acessos;
  • Duração média do acesso;
  • Qual o nível de rejeição, além do ponto de saída da página.

Analisar os dados é ideal para conseguir vender mais. Por isso, sempre fique de olho nos resultados de cada ponto da página, para saber onde melhorar e onde gera o melhor retorno.

É preciso analisar também de onde vem os acessos para saber onde acertou e onde errou. Dessa forma, crie um cronograma de análise periódica para que não passe muito tempo com algo que não converte.

pessoa com um tablet na mão e, na sua tela, há inúmeros gráficos sendo mostrados. Também há uma outra pessoa apontando o dedo para a tela do tablet
Foto: É essencial acompanhar com frequência as métricas de sua página. Imagem de Rawpixel no Freepik.

Os principais elementos de uma landing page

A página de propriedade única possui alguns pontos que são únicos deste tipo de abordagem. Então, veja a seguir como é feita a divisão dela na grande parte das vezes:

  • Uma oferta ou anúncio;
  • Título do texto;
  • Chamado para ação.
  • Apresentação ou descrição.

Cada ponto possui a sua importância e sua relevância dentro da página. Por isso, é ideal trabalhar cada um em especial para que um não acabe por deixar o outro mais fraco na hora de vender.

É ideal usar boas imagens do produto que você deseja vender. Desse modo, um arquétipo pode influenciar de forma positiva no resultado do plano de ações da sua marca e gerar mais vendas.

As técnicas de copywriting, além de um tráfego eficaz, são capazes de mudar o jogo em um lançamento, por exemplo. Contudo, de nada serve todo o investimento feito se não forem minuciosamente analisados os pontos fortes e fracos.

1 – A oferta faz parte da landing

Para a criação de uma página estática que converta você precisa pensar em uma boa oferta. Assim, deve criar algo que leve as pessoas a preencherem os dados que necessita para sua estratégia.

Um landing não se trata de conteúdo de blog ou um texto técnico sobre um produto. Mas, de uma oportunidade única de mudança de uma determinada situação na vida das pessoas, por exemplo.

Você pode usar da sagacidade e criar algo novo, mas teste se isso vai funcionar para o seu público. Além disso, veja também pontos usados pela concorrência para saber o que dá certo ou não.

Uso do Google Analytics como ferramenta de oferta

Este é um serviço grátis de análise de métricas e é o mais usado hoje em dia. Desse modo, o Google Analytics permite saber o perfil das pessoas, então, é a melhor maneira de entender como vender para elas.

2 – Como fazer o título de uma landing?

Você pode trabalhar em cima de uma necessidade já conhecida da sua persona. No entanto, é ideal deixar claro o que está à venda, para que o leitor se sinta atraído por aquele assunto.

É importante destacar que a escrita deve ser o mais impecável possível, mas não só para o título. Aliás, escrever bem não quer dizer ser erudita, porque algo muito formal pode afastar determinado público.

Sempre destaque também que para obter algum produto é preciso tomar uma decisão. Então, no caso da landing page, a decisão a ser tomada deve ser uma atitude que a leve para mais perto da hora da compra.

Chame a atenção do público para a sua landing page 

O título é o ponto que deve chamar mais atenção, portanto, deixe alguns modelos prontos. Com isso, determine também um período de testes e veja qual texto gerou mais cliques em sua página.

3 – O que são CTAs ou Calls to Action?

Este é outro ponto que deve ser trabalhado com cuidado na sua página, seja ela qual modelo for. Portanto, o CTA é o que vai dizer o que o lead precisa fazer para obter um benefício em troca da ação.

A tradução literal do CTA é Chamado para ação, porque a sigla vem do inglês Call To Action. Desse modo, é comum e ideal usar frases que pareçam uma ordem, como você pode ver a seguir:

  • Clique agora mesmo;
  • Arraste para cima;
  • Ligue para o número X.

Para ter um melhor resultado, sempre deixe claro no seu texto que o lead precisa fazer isso para conseguir o resultado desejado. Aliás, é ideal incluir mais de um botão ao longo da landing page para quem já estiver convencido da compra.

pessoa usando um tablet com uma página de login aberta
Foto: O CTA induz o lead a realizar a ação desejada pela empresa. Imagem de Rawpixel no Freepik.

4 – Como fazer a descrição da sua landing

Este é um ponto que pode constar na sua página, mas que não é uma obrigação. Portanto, caso escolha trabalhar com uma descrição, seja mais claro possível do que se trata a sua landing.

Nesta etapa, você pode incluir um resumo do que o lead vai encontrar ao longo do material. Além disso, também pode contar no texto o perfil de leitores que vão se agradar da oferta ou o objetivo da sua criação.

Seja claro e objetivo

Jamais perca tempo com o que não tem importância, seja na descrição ou ao longo da página de destino. Portanto, se não sentir confiança no que foi escrito, você pode testar a landing sem esta parte.

5 – Conteúdos visuais para a landing page 

Trabalhe um arquétipo visual que tenha a ver com o que você oferece ou divulga na página. Afinal, há comprovação de que um apelo visual bem feito e definido com base na persona pode ser um diferencial para seu negócio.

Você pode trabalhar com cores mais quentes e vivas nos locais mais cruciais do seu texto. Assim, garanta que os principais pontos da sua página sejam destaque, bem como, o botão do seu CTA.

80% mais chances de conversão com conteúdos visuais

As páginas com maior apelo visual podem chegar a converter até 80% mais do que landing pages comuns ou mais simples. Então, não é apenas a escrita e o tráfego que devem ser eficientes.

Quais informações pedir no formulário da landing page?

Um dos pontos cruciais para conseguir os dados é ter um bom apelo para o preenchimento do formulário. Mas, é bom deixar bem claro que há um benefício em troca destas informações.

Evite pedir muitos dados, para que o seu lead não sinta receio em participar do seu funil. Com isso, veja a seguir o que você pode solicitar, sem causar algum tipo de desconforto ao usuário:

  • E-mail de contato;
  • Telefone;
  • Nome do lead.

Há um ponto que merece destaque que você pode aproveitar para segmentar os possíveis clientes, que é uma pergunta específica. Então, peça para que o mesmo responda a algo mais direto, como:

  • Qual o objetivo dele no acesso;
  • Com o que o mesmo trabalha.

Você também pode inserir uma opção que fale que ao clicar ele permite o envio de e-mail marketing para ele. Por isso, é ideal que o conteúdo seja atrativo, para que ele veja necessidade de ver tais atualizações.

Como criar uma landing page de alta conversão? 

O ponto mais importante para conseguir gerar vendas em grande escala é conhecer e definir seu público-alvo. Com isso, veja a seguir mais pontos que são ideais para criar uma página que vende muito:

  • Seja claro e direto;
  • Use listas, mas para expor dados técnicos do produto;
  • Mostre feedbacks de clientes.

Pode parecer óbvio, porém, ver bons resultados de outras pessoas ajuda a quebrar objeções no ato da compra. Portanto, inclua pontos como este na sua estrutura para ter bons retornos.

Inclua também apenas o que realmente irá induzir o cliente a comprar seu produto. Desse modo, usar textos que não vão converter podem diminuir a chance de vendas, porque cansa os leitores.

Como otimizar a sua página de aterrissagem?

Há algumas formas de melhorar os resultados da sua landing page depois de lançá-la. Além disso, é ideal que sempre haja uma revisão, para que os dados contidos nela não se tornem obsoletos.

É preciso sempre buscar novas idéias e análises de mercado. No entanto, você pode testar algumas técnicas de melhoria para o seu site. Afinal, é essa página que vai gerar resultados. Então, aposte em:

  • Benchmarks, ou estudo de concorrentes;
  • Testes, como o A/B;
  • Usar Forms inteligentes, além de Mobile Friendly.

Estas técnicas vão deixar a sua página mais atraente, mas também mais eficientes. Desse modo, investir mais no Marketing Digital só tem pontos a favor do seu lucro e da sua marca.

Quanto mais atrativa, mais conversão

Pode parecer óbvio, mas uma página atrativa vai te ajudar a vender ou fazer uma captura de leads. No entanto, entenda antes que cada público pode ser atraído de formas diferentes. Assim, você precisa focar em:

  • Técnicas de SEO;
  • Design com poucos detalhes.

Tenha cuidado, porque muitas vezes há uma linha tênue entre atrair e poluir o visual da sua página. Então, também evite usar cores ou termos que não tragam identificação com seu público-alvo.

Mantenha a sua identidade visual 

Essa não é a hora de quebrar padrões, portanto, seguir a sua identidade pode ser crucial para o resultado da página. Desse modo, veja o que já atrai os seus clientes e melhore isso a partir do seu arquétipo.

pessoa sentada em frente ao computador enquanto segura uma amostra de paleta de cores. Com a outra mão, ela desenha em um tablet
Foto: Manter a sua identidade visual gera conexão com o lead. Imagem de Rawpixel no Freepik.

1 – Benchmarks na landing, como fazer?

Para obter um melhor resultado, usar esta técnica pode ser um ponto que te diferencia. Com isso, veja abaixo alguns dados para conseguir fazer Benchmarks na sua página de conversão:

  1. Escolha e estude seu maior concorrente;
  2. Veja como pode melhorar o que ele fez;
  3. Faça pesquisas em seu perfil.

Um bom ponto para entender o que as pessoas vão preferir consumir é estudar sua própria base de contatos. Dessa forma, você vai conseguir vender e fidelizar essas pessoas e trazer novos clientes do nicho.

Faça uma pesquisa prévia do seu nicho

A pesquisa na sua base é sempre a melhor idéia antes de criar a sua landing page. No entanto, é preciso ir mais longe e analisar o mercado como um todo e as novas tendências que surgem.

Vale destacar que os maiores redatores publicitários só tiveram sucesso em suas vendas devido à sua boa análise de oportunidades do mercado. Portanto, nada de ir contra a corrente, mas na maioria dos casos, porque sempre há exceções.

2 – Testes A/B, o que são?

O teste A/B é uma das formas mais eficazes de construir a presença digital da sua marca ou empresa. Assim, ele consiste, de modo geral, em deixar pronto duas formas diferentes de divulgação.

A principal ideia de usar essa técnica é comparar as métricas que cada estratégia gerou no período em que esteve ativa. Com isso, consegue definir qual performa melhor com seu público-alvo.

Um dos pontos que vão pesar a favor deste teste é que você não fica refém de algo que não vende. No entanto, não faça mudanças bruscas entre uma landing e outra para não comprometer o negócio.

Ferramentas de automação de Marketing que ajudam nos testes

É possível usar algumas aplicações que vão analisar as métricas e te oferecer os resultados. Desse modo, veja a seguir algumas dessas ferramentas, para ver se são ideais no seu caso:

  • Buffer;
  • Postcron;
  • AgoraPulse, além do SocialPilot;

Vale lembrar que mesmo que haja duas opções para escolher, a pesquisa feita antes ainda é o melhor ponto. Isso porque, a chance de errar é muito pequena, afinal, sua escrita foi direcionada pelas pessoas certas.

pessoa usando o celular com o nome performance na tela
Foto: Realize o teste A/B para ver qual anúncio performa melhor com seu público. Imagem de Rawpixel no Freepik.

3 – O que são Forms inteligentes?

Esta é uma técnica que também vai ajudar a melhorar seu número de vendas na landing page. Dessa forma, consiste em mudar o tipo de formulário e oferecer um modelo para cada situação.

Invés de manter um padrão, você irá oferecer com esta técnica algo único para cada pessoa. Assim, é a melhor forma de nutrir seus leads e evitar que estes se percam no meio do seu funil de vendas.

Vale lembrar que existem algumas aplicações que vão te ajudar a criar estes formulários. Aliás, uma delas é uma extensão gratuita da Google de Smart Forms e que é bem simples de usar.

Facilite o processo de conversão

O intuito é ter mais dados do lead, para conseguir entregar um texto que converta cedo ou tarde. Por isso, use templates diferentes para cada grupo de pessoas de acordo com o nível que elas se encontram.

Mantenha a sua base de dados atualizada 

Outro ponto que pode ser controlado com esta técnica é que você pode manter sempre os dados do seus leads atualizados. Assim, se ele trocar seu número ou e-mail, não vai sair da sua lista de possíveis clientes.

4 – O que é Mobile friendly?

Basicamente esta é uma forma adaptada da sua landing page. Desse modo, ela permite que a página criada possa ser acessada por dispositivos móveis, que podem ser os seguintes:

  • Tablets;
  • Smartphones;
  • Outras tecnologias portáteis.

Com este investimento, você consegue aumentar de forma considerável as suas vendas. Afinal, é muito comum que grande parte dos acessos sejam pelo celular. Com isso, não corra risco de perder estas vendas.

Crie páginas responsivas para o conteúdo mobile

Na hora de programar a sua página de vendas, dê prioridade aos dispositivos móveis. Dessa forma, você deve oferecer uma página com os mesmos dados da landing feita para leitura em computadores.

Aumento do número de acessos pelo smartphone

De modo geral, mesmo que a pessoa não compre pelo celular, ela pode voltar por meio de outro aparelho. Mas, se você não ofertar essa landing otimizada para dispositivos móveis, há chances da pessoa nunca ter acesso ao seu material.

Dicas de SEO para sua landing page

É ideal que você use SEO na sua landing page, mas também trabalhe o copywriting para maior persuasão. No entanto, veja a seguir qual deve ser o foco na otimização de sua página de captura:

  • Palavra-chave;
  • Foque em um bom snippet;
  • Navegue pela sua página.

Vale lembrar que a palavra-chave não deve aparecer em excesso. Além disso, tenha cuidado na repetição de termos, porque pode tornar a leitura do seu lead muito mais cansativa.

Melhore o ranqueamento da sua página no Google

Para melhorar o ranqueamento da sua página, há algumas medidas que você pode tomar. Então, veja a seguir alguns pontos para seguir, a fim de obter sucesso na conversão dos leads:

  • Inclua imagens e vídeos, se possível;
  • Aumente a velocidade das respostas;
  • Tenha cuidado com links internos, mas também externos.

Usar algumas tags ajuda muito no ranqueamento, porque aparece mesmo que a pessoa não pesquise pela palavra-chave em si. Com isso, distribua alguns sinônimos ao longo do texto e títulos, que levem a entender do que se trata.

1 – Cuidado ao escolher a palavra-chave da sua landing

É preciso escolher uma palavra que não seja tão genérica. Dessa forma, pesquise sobre o tema no buscador e veja como o assunto é procurado pelos usuários, para entregar justamente o que eles precisam.

Você também pode usar algumas ferramentas que vão te ajudar nesta escolha. Além disso, evite repetir palavras-chave já usadas antes em suas pages, para que o Google não bloqueie seus resultados.

Invista em palavras do tipo long tail

Palavras de tipo long tail são termos mais completos. Ou seja, se trata de uma palavra-chave bem específica, para um nicho mais direto, o que eleva a forma com que é ranqueada a sua landing page.

Tipos de palavras-chave

Há alguns tipos de palavras-chave que podem ser trabalhadas para um conteúdo. No entanto, no caso de landings para conversão, a long tail é mais indicada. Mas, ainda existe as seguintes opções:

  • Palavra-chave de cabeçalho;
  • De navegação;
  • Informação, além de transacionais.

Como o seu objetivo é vender ou capturar novos leads, o ideal é usar a clássica cauda longa. Portanto, você deve lembrar que para sua conversão não basta só aparecer de forma aleatória.

2 – Otimize o conteúdo da sua página

A melhor forma de otimizar o seu material é construir autoridade no que você fala. Além disso, há alguns termos que vão ajudar na hora de deixar seu material mais atrativo, como estes:

  • Certificado;
  • Testado;
  • Best-Seller;

Há outros termos que são capazes de criar ganchos na mente das pessoas e induzi-las à compra. Contudo, não abuse dessas palavras, porque isso pode cansar as pessoas que lêem a sua landing page.

Crie ganchos para a sua persona querer saber mais

Sempre deixe uma expectativa no leitor qual será o próximo passo, para que um parágrafo do seu texto leve ao outro. Assim, também inclua botões de chamada para ação ao longo do conteúdo, para o caso dele já ter se convencido da compra.

Outro ponto que merece um destaque especial é que você deve deixar a pessoa com vontade de consumir seu produto digital ou físico. Mas, para isso, é ideal usar alguns tipos de gatilhos, como:

  • Escassez, como vagas limitadas;
  • Urgência, no caso de tempo limitado;
  • Prova social;
  • Antecipação.

Todas essas formas de trabalhar vão ajudar na presença digital da sua marca. Com isso, use da maneira certa para que fique de uma forma natural e seu cliente não perceba que se trata de um gatilho para vender.

Use links relacionados na sua landing page

Adicione algum link que leve a um conteúdo que reforce a sua página de conversão. No entanto, você deve testar e se o resultado for a saída do lead, mas sem retornar para comprar, remova do seu material.

imagem com fundo azul claro e nele, há 3 desenhos de lâmpadas e um cérebro
Foto: O uso de gatilhos mentais ajuda o lead a tomar uma decisão de compra. Imagem de Freepik no Freepik.

3 – Crie um bom snippet para sua landing

Criar um snippet é crucial para aumentar os acessos, bem como, as suas conversões. Por isso, veja a seguir de que é composto essa parte de sua landing page, a fim de não errar:

  • Título SEO;
  • Meta description;
  • Slug.

Sempre dê um destaque principal ao seu título e à descrição, que deve ser um resumo do que o lead vai encontrar. No entanto, trabalhe também o copywriting nessa etapa e garanta um resultado melhor ainda.

Faça testes e não exceda também o limite de palavras para esta etapa. Desse modo, você evita que as informações sejam cortadas por excesso de caracteres, o que pode comprometer seu resultado.

Você também pode fazer testes com o snippet da sua página para melhorar sua posição no buscador. Por isso, use as dicas de testes e aplicações para realizar esta ação e otimizar este trecho.

4 – Análise os resultados da sua landing page

Você pode fazer essa análise de dados junto à uma agência ou usar alguma aplicação para tal. Dessa forma, você consegue entender o que funciona ou não e como está a taxa de saída da sua página.

Analise todas as métricas possíveis e se algo não converte, se permita alterar. Com isso, deixe algumas outras frases prontas para seu snippet, além dos títulos, mas sempre com base no seu estudo de nicho.

É ideal sempre entender as novas mudanças e tendências e o que vai funcionar com seus leads. No entanto, no caso da necessidade de remarketing, planeje algo específico para tornar seu público atual fiel e gerar vendas de novo para ele.

Trace novas estratégias se necessário

Nunca insista em algo que não converte, porque tempo é dinheiro no Marketing. Então, caso seja necessário, faça uma nova estratégia, ou melhore o seu tráfego. Além disso, invista em domínio para melhorar seu ranqueamento.

Não desista na primeira tentativa de landing page

Caso a sua primeira estratégia não funcione, não desista. Afinal, é comum que o resultado seja abaixo na primeira landing page, mas é a constância e a presença na internet que vão criar a sua imagem na mente dos usuários.

5 – Melhore a qualidade do carregamento da sua página

Para aparecer mais, você pode investir na melhora da velocidade da página. Desse modo, há algumas técnicas para isso e é possível ver de forma mais detalhada na lista a seguir, para entender melhor:

  • Melhore HTML, mas também CSS;
  • Use o cache no navegador;
  • Aposte na hospedagem dedicada.

Você pode diminuir também o número de informações ou a resolução das suas imagens e vídeos. No entanto, melhore também a taxa de resposta do servidor para que a página carregue mais rápido.

É importante lembrar que isso é um diferencial tanto para o robô do mecanismo de busca como para o cliente. Então, é preciso testar isso também e analisar até que ponto isso impacta na sua conversão.

A compressão de arquivos também pode ajudar nesse processo. Desse modo, ainda se torna uma técnica de baixo custo, mas que causa um bom resultado para sua landing page.

Como criar uma landing page na prática?

Para criar a sua página de conversão, é preciso organizar toda a estrutura. Além disso, veja a seguir alguns dados que precisam ser bem trabalhados para um resultado que satisfaça sua expectativa:

  • Crie títulos fortes;
  • Responda todas as dúvidas do usuário;
  • Tenha mais de uma opção de snippet.

Há também algumas aplicações que vão te ajudar na hora de montar a estrutura. No entanto, você pode seguir um modelo que já seja consolidado no mercado, mas cuidado com o plágio.

Ajuste sempre os templates com a identidade da sua marca ou produto. Desse modo, você não cria uma confusão na mente das pessoas e ajuda a fixar um formato de sucesso com elas.

homem sentado usando o laptop com a página de news de esportes aberta
Foto: Ao criar uma landing page você deve estar atento à experiência do usuário. Imagem de Freepik no Freepik.

Quais ferramentas você pode usar na criação da sua landing page?

Há ferramentas que vão te ajudar na hora de criar a sua landing page para ter uma boa conversão. Assim, veja assim alguns aplicativos que vão facilitar esse processo e que são fáceis de usar:

  • Ion Interactive;
  • Hubspot;
  • RD Station;
  • Unbounce.

Algumas dessas ferramentas são nacionais, o que ajuda ainda mais na hora de usar. Dessa forma, veja qual a melhor para o seu caso e invista na criação da sua página a partir delas.

Ion Interactive

Esta aplicação é capaz de criar páginas interativas com o usuário. Com isso, é possível fazer landing pages em várias línguas e deixar ela no ar em mais de um país de forma prática.

Hubspot

A Hubspot é uma aplicação que permite integrar com outros sites e plataformas. No entanto, pode não ser interessante no caso de um negócio que esteja no começo, porque tem um custo alto.

RD Station Marketing

Essa ferramenta é brasileira e possui diversos planos para o usuário. Com isso, é uma das melhores opções para um negócio que está no começo, além de ser simples e didática para usar.

Como fazer uma boa divulgação das suas landing pages?

Há formas baratas e rápidas de divulgar a sua landing page. Desse modo, veja a seguir alguns meios para promover a sua página de conversão sem gastar muito. Então, aposte em:

  • Redes sociais;
  • Sites, mas também seu blog;
  • E-mail;
  • Mídias pagas.

Investir em tráfego pago pode ser um ponto que te leve a outro patamar nas vendas. Por isso, é bom contar com essa forma de divulgação, que promete entregar seu site a qualquer usuário.

Aplique as técnicas e tenha um landing page de sucesso no seu negócio

Todas as técnicas presentes nesse artigo vão te ajudar a lucrar mais ainda na sua empresa. Desse modo, aplique-as para conseguir vender mais, além de melhorar os seguintes pontos na sua marca:

  • Presença digital;
  • Ranqueamento;
  • Captura de leads.

Vale destacar que uma só técnica pode não ser suficiente para um bom resultado. Mas, combinar todas as indicadas em sua landing page com certeza faz a diferença na hora de analisar as métricas e alcançar os objetivos.

Seja o primeiro a ser notificado, sempre que um novo artigo ser publicado

Deixe uma resposta

Usamos cookies para melhorar sua experiência neste site. Ao continuar no site, você concorda com essas condições. Sim Mais detalhes