Tudo sobre Marketing e Empreendedorismo

Como fazer marketing moda íntima? Veja 10 dicas práticas para aplicar

O marketing moda íntima tem ganhado cada vez mais espaço nesse nicho, então, entenda quais são as suas vantagens e como criar uma boa estratégia para sua marca.

O marketing moda íntima tem sido responsável pelo crescimento de muitas empresas nesse setor. No entanto, para que se obtenha resultados positivos, é essencial saber aplicar essa estratégia. Dessa forma, vale a pena se aprofundar mais no assunto.

Por que fazer marketing moda íntima é importante?

O marketing moda íntima é importante para as empresas que desejam se destacar da concorrência. Então, para isso, ele faz uso de técnicas digitais para aproveitar ao máximo tudo o que a tecnologia oferece hoje.

Seja por meio de blogs, lojas virtuais ou redes sociais, esse tipo de estratégia é capaz de revolucionar um negócio. Portanto, deixá-la de lado é um erro e pode fazer com que sua companhia fique para trás na corrida que é o mercado.

Como fazer marketing moda íntima? Veja 10 dicas práticas para aplicar
Fazer um bom marketing moda íntima requer certos cuidados. Imagem de wayhomestudio no Freepik.

Como fazer um bom marketing moda íntima?

Para fazer um bom marketing moda íntima você precisa se ater a detalhes como o perfil do cliente. No entanto, outros aspectos também não podem ser ignorados, pois eles também ditam o sucesso da sua estratégia, veja só:

  • perfil do cliente;
  • aparência da loja;
  • produtos de qualidade;
  • redes sociais;
  • fotos bem elaboradas;
  • parceria com outras empresas;
  • datas comemorativas;
  • tendências do mercado;
  • atendimento;
  • divulgação da marca.

1- Perfil do cliente

Não se pode nem começar a criar uma estratégia de marketing sem antes pensar no cliente. Portanto, você precisa entender quem é o público do seu negócio. O ideal é definir uma persona, para isso, basta usar algumas ferramentas como formulários. Então, nele é necessário ter alguns pontos, confira:

  • profissão;
  • gênero;
  • faixa etária;
  • principais medos ao comprar roupa íntima;
  • tipo de loja perfeita para comprar roupas íntimas.

Com essas questões você consegue entender seu cliente e antecipa as suas demandas. Dessa forma, fica muito mais fácil montar a sua estratégia de venda e divulgação. Afinal, irá oferecer o produto certo para quem interessa.

2- Aparência da loja

A aparência do seu negócio importa demais para o consumidor. Então, não tenha medo de investir nisso. Lembre-se de que tal lógica vale tanto para locais físicos como para virtuais. Por exemplo, nenhum usuário gosta de navegar em um site confuso e poluído.

Trabalhe para que sua página tenha os produtos disponíveis todos de forma organizada. Assim, sites responsivos são muito mais atrativos quando o assunto é conquistar novos clientes.

No caso de uma loja física, a vitrine é essencial. Dessa forma, não deixe de pensar na paleta de cores e nos modelos que ficarão expostos. Além disso, móveis e decoração também fazem muita diferença.

3- Produtos de qualidade

Estudar os seus produtos é algo muito importante para se destacar da concorrência. Ainda mais, não se faz uma boa estratégia de marketing de conteúdo sem conhecer cada detalhe do que está sendo vendido.

Até mesmo na hora de desviar das objeções de vendas, é necessário saber tudo sobre o produto na ponta da língua. Assim, sua taxa de conversão será muito mais alta do que se espera.

Como fazer marketing moda íntima? Veja 10 dicas práticas para aplicar
Para fazer um bom marketing moda íntima, invista em fotos bem elaboradas. Imagem de Freepik no Freepik.

4- Redes sociais

Boa parte do marketing moda íntima se faz por meio das redes sociais. Afinal, elas são ótimas ferramentas de divulgação. Lembre-se que hoje em dia quase todo mundo tem pelo menos uma conta ativa na internet.

Com isso, tem-se um mar de oportunidades. Então, use diferentes formatos como vídeo, carrossel, stories, entre outros. Ainda mais, seus conteúdos nas redes precisam ter um bom CTA ou Call To Action.

Um ponto importante é, entenda onde o seu cliente se encontra. Assim, existem diversos canais e seu público vai estar apenas em alguns deles. Dessa forma, para ter estratégias mais precisas, você deve publicar conteúdo onde as pessoas que interessam vão ver.

5- Fotos bem elaboradas

Tirar boas fotos dos seus produtos é muito importante para chamar a atenção dos clientes. Afinal, o impacto visual na maioria das vezes determina se a pessoa vai ou não gastar o seu dinheiro em algo.

Com fotografias de qualidade, você consegue fazer com que seus leads avancem no funil de vendas. No entanto, ao pensar nas imagens, considere sempre o perfil da marca.

Uma dica é usar manequins e tirar fotografar conjuntos. Além disso, contratar modelos para vestir suas peças também é uma ótima ideia. Caso não saiba muito bem usar uma câmera, procure quem entende do assunto.

Investir em apps de edição e colagens também faz a diferença. Dessa forma, suas redes sociais e site vão conquistar as pessoas logo de cara. Só cuidado para não enganar os clientes, as imagens precisam ser honestas.

6- Parceria com outras empresas

Ter parceiros ao seu lado ajuda bastante a conseguir espaço no mercado. Assim, uma dica é entrar em contato com influenciadores digitais. Então, essa é uma estratégia muito usada hoje em dia.

As marcas enviam seus produtos para essas pessoas, em troca de divulgação. No entanto, o mais comum é que haja um contrato e o influenciador cobre para fazer isso. De todas as formas, é algo benéfico que pode alavancar sua empresa.

Com isso, você nem sempre precisa contratar modelos para divulgar suas peças. Portanto, esse tipo de colaboração está em alta e tem gerado resultados bem satisfatórios para os envolvidos.

7- Datas comemorativas

Saber usar as datas comemorativas de maneira inteligente é essencial. Por exemplo, o Dia dos Namorados, Dia da mulher, das mães e por aí vai. Então, crie campanhas exclusivas para esses momentos. 

Invista em sorteios, promoções e outros tipos de conteúdos de valor para seu público. Além disso, perceba que essa é uma ação legal para fazer tanto na sua loja virtual quanto física. Em todos os cenários você pode ter até mesmo uma decoração especial.

Usar as redes sociais nessas datas é também algo bem interessante. Assim, aumenta-se o engajamento e as chances de sua marca vender mais são maiores.

8- Tendências de mercado

Seguindo a mesma lógica das datas especiais, você precisa se atualizar sobre as tendências do seu nicho. Dessa forma, não deixe de estudar o mercado e ver as inovações que acontecem no mundo da moda.

Apostar em cores da estação, peças mais sensuais e ecológicas são bons exemplos de novidades. Além disso, tenha produtos para todos os tipos de pessoas, não importa o tamanho. Isso cria um senso de identificação ainda maior com seu cliente. Assim, a chance de sua marca conquistá-lo aumenta muito.

Como fazer marketing moda íntima? Veja 10 dicas práticas para aplicar
O marketing moda íntima precisa estar atento as tendências. Imagem de wayhomestudio no Freepik.

9- Atendimento

Esse é um tópico essencial para qualquer tipo de negócio e aqui não é diferente. Então, tenha um atendimento personalizado e de qualidade. Seja presencial ou no seu site, todo mundo gosta de ter acesso a um suporte que de fato resolve os problemas.

Hoje já existem diversas ferramentas que te ajudam a automatizar o atendimento e torná-lo mais eficaz. Portanto, não deixe de investir nesse aspecto.

10- Divulgação da marca

O ouro do marketing é a divulgação. Não adianta criar várias estratégias se você não permite que seu público as conheça. Dessa forma, use os canais corretos e mostre para as pessoas em que sua marca é diferente o tudo o que ela pode oferecer.

Em conjunto com a divulgação, crie conteúdo de valor. Assim, seu público entende que além de oferecer produtos de qualidade, sua empresa se preocupa em tirar suas dúvidas.

Vale a pena investir em marketing moda íntima?

Investir em marketing moda íntima é essencial para conquistar clientes novos e fidelizar os antigos. Assim, uma boa estratégia alavanca o seu negócio e permite que você saia na frente da concorrência.

Leia mais: artigos e notícias relacionados

Seu feedback é importante, comente!