Tudo sobre Marketing e Empreendedorismo

Freelancer: o que é preciso para atuar de forma autônoma no mercado?

O mundo do freelancer veio para trazer autonomia e melhorar a qualidade de vida de diversos indivíduos de diferentes nichos. Desse modo, cada vez mais as pessoas têm interesse em adentrar nele pela liberdade que oferece. 

Por ser algo que pode transformar por completo a vida profissional de alguém, antes de aderir a essa modalidade é importante saber cada detalhe sobre ela. Então, se hoje em dia esse é o seu sonho, saiba um pouco sobre ele. 

O que é um freelancer? 

Aqueles trabalhos que muitos conhecem como renda extra são feitos por freelancers. Então, no caso, esses profissionais são pessoas que prestam um serviço a terceiro sem ter um vínculo empregatício, ou seja, de forma autônoma. Vale dizer que, o trabalho pode ser feito tanto por uma pessoa física ou jurídica. Além disso, ele pode ser um conjunto ou apenas um projeto, logo, quem vai determinar são as partes interessadas. 

Hoje em dia, muitas pessoas fazem dele a sua renda principal. Isso pode acontecer porque, elas cansaram de cumprir um determinado horário, querem trabalhar em casa ou até mesmo estão insatisfeitas com o salário do mercado tradicional. 

É importante saber que o termo freelancer se popularizou muito na pandemia da Covid-19. Entretanto, ele existe desde o século XIX. Inclusive, a origem da palavra veio de Sir Walter Scott, em um trecho do seu livro Invanhoé. 

O que precisa para ser um freelancer? 

Para ser um autônomo bem-sucedido, alguns pontos que vão além do tradicional são necessários. Isso porque, quando você tem um trabalho registrado, a sua única obrigação é cumprir com aquilo que foi determinado. Quando o assunto é freelancer a história muda um pouco. Desse modo, será importante seguir aquilo que foi designado a você e ainda, seguir outros critérios. Então, veja alguns deles:

  • A criatividade não pode faltar;
  • Sempre precisa existir disciplina;
  • A rede de contato ou networking deve estar em dia;
  • Um nicho precisa ser escolhido. 

É importante saber que os pontos que foram citados se completam. Logo, eles devem ser colocados em prática sempre em conjunto, assim, é possível ter bons resultados financeiros e sucesso na carreira. 

Por que a criatividade não pode faltar no mundo freelancer? 

Um freelancer é responsável por fazer sua carteira de clientes. Portanto, ele precisa sempre está buscando estratégias para fazer com que o seu trabalho seja mais atrativo.  A verdade é que como em qualquer área, o mundo desse profissional é muito competitivo. Contudo, como nessa em específico, você faz o seu próprio salário é importante chamar o máximo de atenção dos clientes e para isso pode:

  • Criar um site ou blog para divulgar o seu serviço;
  • Fazer um portfólio em plataformas especializadas;
  • Enviar e-mail para possíveis clientes mostrando o interesse;
  • Divulgar os cursos e conquistas em redes de trabalho.

Todas as opções citadas são a base para você se destacar. Entretanto, a forma como isso será feito depende muito do seu estilo de trabalho, personalidade e quem quer atrair. Portanto, esses são pontos que, antes de tudo, devem ser analisados. 

Como ter uma boa disciplina? 

A disciplina é um dos maiores desafios para o freelancer. Isso porque, como esses profissionais têm uma liberdade maior com horário é mais fácil haver problemas de procrastinação. Para evitar a situação citada, você deve sempre se organizar com antecedência, se sua rotina de trabalho começa na segunda, deixe ela descrita em uma agenda. Assim, é possível sinalizar nela o fim de cada obrigação. 

Outro ponto importante é tentar ficar longe dos famosos ladrões de tempo, como redes sociais e aplicativos de conversas como o WhatsApp. Esse ponto é muito importante para qualquer freelancer, mas tem um ênfase com quem tem dificuldade para se concentrar.

Por fim, respeite sempre as suas pausas. Afinal, se não descansar, a sua mente de forma natural perderá o ritmo e atenção. Desse modo, será quase impossível manter uma disciplina e ainda, haverão muitos erros nas tarefas. 

homem escrevendo em um caderno
Ser freelancer é ter a coragem de fazer a sua própria história profissional. Imagem de StartupStockPhotos do Pixabey.

Qual o segredo para ter uma boa rede de contato como freelancer? 

Não é novidade que o mundo do freelancer é muito virtual. Portanto, quanto mais você investe nas redes e mostra seus trabalhos nelas, maior é a chance de crescer a sua cartela de contatos. O processo de divulgação de um projeto deve ser sempre feito com cuidado, isso porque, em alguns casos, o cliente prefere que não haja exposição. Então, para evitar problemas, o ideal é sempre divulgar conteúdos que foram criados por você. 

Outro método importante é tentar participar de eventos para freelancer de áreas específicas. Ou seja, se você atua com design gráfico tente participar de festividades que reúnem profissionais deste ramo, assim, será mais fácil conhecer pessoas e divulgar o seu trabalho.

Por que determinar um nicho é importante? 

Devido ao fato de freelancer ser um autônomo, algumas pessoas acreditam que eles são verdadeiros faz tudo. Contudo, isso é um grande erro tanto para quem busca e se submete a isso. A verdade é que determinar um nicho é um meio de valorização do seu trabalho, o cliente saberá que você é especialista naquele assunto, sempre defina esse ponto até mesmo antes de começar a divulgar seu projeto. 

Vale dizer que estabelecer um nicho não significa fazer sempre a mesma coisa. Por exemplo, se você quer ser redator, pode ser para blog, rede social ou até mesmo YouTube sem problemas. Porém, o que pode prejudicar é juntar essa função com a de editor de vídeos. 

Como escolher a melhor profissão? 

Escolher a profissão não é algo fácil. Afinal, existe uma grande pressão social em relação a isso e ainda, muitas opções. Mas, existem algumas técnicas que podem ajudar a tornar esse processo mais fácil:

  • Analise bem o que gosta de fazer; 
  • Faça um teste de vocação. 

Fazer o que gosta é o segredo para ser um bom profissional. Então, por exemplo, se tem hobbies como desenhar ou pintar, talvez o seu nicho seja como designer ou até mesmo um editor de fotos. Em tese é possível ter lucros financeiros com qualquer atividade que tenha prazer em fazer. Mas, no mundo do freelancer isso só vai acontecer se tiver mercado, portanto, após a escolha, sempre faça uma pesquisa sobre a oferta e demanda daquela área. 

O teste de vocação é preciso?

É comum que jovens façam teste de vocação para ver algumas indicações que combinam com o seu perfil, contudo, ele só será preciso se todas as respostas selecionadas forem honestas. Em resumo, esse sistema faz diversas perguntas pessoais e o indivíduo vai selecionando conforme o seu gosto. Acontece que algumas pessoas para ter o resultado que querem, manipulam as respostas, o que é um grande erro.

Quando o teste de vocação não é sincero, ele vira uma grande perca de tempo. Então, ao fazê-lo tenha em mente que o seu resultado não é uma ordem, se aparecer profissões indesejadas, basta não segui-las. Uma dica importante é sempre questionar o porquê aquelas sugestões de profissões apareceram. Assim, você vai conseguir se descobrir ainda mais e conseguir extrair o máximo dessa experiência. 

Como escolher entre os resultados do teste de vocação? 

Muitas vezes o teste de vocação consegue dar opções que combinam muito com o indivíduo. Mas, o problema é quando isso acontece com todas as opções. Nesse caso, não há outra forma além de tentar se ver naquela profissão no futuro longo. Algumas áreas são bem admiradas pelas pessoas, entretanto, quando o assunto é pensar nela como algo real, todo encanto some em questão de tempo, logo, o segredo é se perguntar para descobrir se aquilo combina mesmo com você. 

Demora para encontrar o curso perfeito? 

Algumas pessoas, desde jovens, já sabem o que querem para a vida profissional, mas outras demoram muito mais para se encontrarem. Portanto, não há uma resposta concentrada sobre o tempo, cada indivíduo tem o seu e ele nunca é tarde.

homem jovem sentado concentrado
O primeiro ponto para ser um freelancer de sucesso é refletir sobre qual área seguir. Foto de SnapwireSnaps do Pixabey.

Precisa de formação para ser um freelancer? 

Algumas áreas não precisam de formação para ser freelancer, como é o caso do redator. Mas, assim como no trabalho tradicional, outras já têm isso como exigência, por exemplo, engenheiro. Então, o ideal é sempre fazer uma pesquisa prévia, vale trazer que até os nichos que não pedem um diploma é bom investir em cursos profissionalizantes. Dessa maneira, consegue ganhar uma autoridade maior no mercado e se destacar. 

A verdade é que, a competição por uma vaga e valorização do trabalho é muito cruel. Então, por exemplo, se você quer ser um redator, mas não tem um curso é provável que fique ofuscado em relação a alguém que possui. É importante saber que qualificações são importantes, mas precisam ser feitas com cuidado, já que alguns cursos podem não oferecer o que precisa. Então, antes de se matricular, leia bem a ementa. 

Quais são as melhores profissões para atuar como freelancer? 

Agora que você já sabe um pouco sobre o mundo do freelancer, chegou o momento de descobrir algumas profissões que são comuns nessa modalidade. Assim, ficará mais fácil entender qual a que combina mais com o seu estilo. Vale ressaltar que, os ramos citados são apenas sugestões. Afinal, na prática, quase todas as áreas podem ser praticadas nessa modalidade. Então, no final, o que vai definir é o seu gosto. Mas, para ficar mais claro, veja as mais comuns:

  • Designer gráfico e editor de vídeo;
  • Programador e redator;
  • Professor e social media.

Outro ramo que há muito freelancer é o de revisor de conteúdo. Ou seja, você vai ler e corrigir artigos que foram feitos pelo redator, contudo, para isso, é necessário ter um português impecável. 

Como funciona a área de designer gráfico no freelancer? 

Quando o assunto é criação, o freelancer é quando requisitado de forma automática. Isso porque, diversas empresas iniciam projetos curtos em que não há a necessidade de contratar por meio da CLT um profissional. A área de design é muito extensa. Assim, você pode trabalhar fazendo programação virtual, digital ou até desenho industrial. Então, esse é um ramo para quem adora coisas versáteis e ao mesmo tempo quer ter a liberdade de criar algo. 

Vale trazer que, na internet, é possível fazer diversos cursos gratuitos nessa área. Entretanto, se preferir, também há a possibilidade de fazer uma formação acadêmica. Portanto, tudo vai depender do seu tempo, capital disponível e desejo. 

Vale a pena ser programador freelancer? 

A área de programador é uma das que mais tem crescido no mundo. Isso porque, tudo que é eletrônico precisa desse profissional para funcionar. Dessa maneira, ela é requisitada em todos os ramos, inclusive no freelancer

Não é exagero dizer que, essa é a profissão do presente e futuro. Logo, investir nela é ter quase a certeza de um sucesso financeiro. Além disso, por não haver muitos profissionais qualificados, via de regra esse é um serviço que paga muito bem. 

Na prática, dentre as profissões citadas, a de programador é uma das que você consegue tirar na metade do tempo que um trabalhador CLT recebe em um mês. Logo, por tudo que foi posto, esse é setor que pode ser investido sem medo. 

Tem como ser um redator e revisor ao mesmo tempo? 

Alguns profissionais fazem o trabalho de redator e revisor ao mesmo tempo. Ou seja, eles já deixam pronto o artigo para serem apenas postados. Essa prática, apesar de possível, requer muita atenção. Afinal, às vezes isso pode acabar ficando cansativo e confuso.

Uma boa dica é nunca revisar um texto que você acabou de fazer. Isso porque, a mente estará muito cansada e assim, há uma grande possibilidade dos erros passarem despercebidos. Então, sempre descanse e depois releia.  

relógio redondo, óculos de grau, caneca
É possível ser freelancer em qualquer área com organização e dedicação.

Como ser um professor freelancer? 

Os professores são profissionais em que o mundo não avançaria sem eles. Afinal, todas as figuras importantes do mundo contaram com eles para pensar e aprender o que sabem. Dessa maneira, essa é uma área que deve ser acessível de diversas formas. 

O interessante é que esse profissional consegue ser autônomo de forma presencial ou virtual. Isso porque, existem as aulas particulares que podem ser lecionadas na internet, na residência do aluno ou em qualquer outro local que seja da preferência de ambos. 

É possível ser freelancer e fixo ao mesmo tempo? 

Não há problema algum em ser um freelancer e fixo ao mesmo tempo. Entretanto, mesmo que você lide com essa área como uma fonte de renda a mais, todas as dicas passadas devem ser seguidas. Afinal, a intenção ainda é ter bons retornos financeiros. 

Quem busca estabilidade pode ter certa resistência em arriscar no mundo do autônomo. Nesse caso, o ideal é conhecer um pouco dele, realizando apenas alguns trabalhos. Assim, quando você se sentir seguro pode migrar de estilos com mais conforto e segurança. O processo informado é bom até para que você veja se é isso de fato que deseja. Isso porque, apesar de já ter boa ciência de como funciona, algumas coisas só serão vistas na prática. 

O que não fazer como freelancer? 

Existem alguns pontos que não devem ser praticados por freelancer. Uma vez que, eles podem afetar a sua produtividade e assim, trazer sérias frustrações financeiras. Logo, para evitar eles, saiba quais são:

  • Misturar a vida pessoal com a profissional;
  • Não estabelecer uma rotina;
  • Deixar de fazer uma organização financeira. 

Apesar de serem apenas três itens, eles fazem toda diferença quando praticados. Desse modo, se você quer ter um bom retorno ao ver qualquer indícios deles, tente renunciar. Porém, para ficar mais claro, veja porque eles são prejudiciais de forma separada.

Antes de entender melhor esses pontos é importante saber que eles sempre vêm com pequenos sinais. Então, por exemplo, se você observar que um dia estava limpando a casa no horário de trabalho que já havia estabelecido, esse é o momento de repensar as ações.

O quanto misturar a vida pessoal com a profissional pode ser prejudicial?

Como foi dito, um profissional freelancer tem a possibilidade de fazer a sua própria rotina. Desse modo, se ele quiser, pode intercalar as obrigações profissionais com as pessoais. Entretanto, isso é um grande erro. 

Quando você não separa os dois mundos, a sua produtividade pode cair muito. Afinal, o tempo que deveria ser destinado para o trabalho, foi redirecionado para outra tarefa. Então, o tempo que levaria para finalizar dois projetos, pode acabar virando um ou até nenhum. 

Outro ponto importante é que, quando o freelancer deixa tudo misturado, ele pode acabar sem qualidade de vida. Afinal, muitas vezes, o momento de descanso ou lazer pode ser substituído com facilidade por questões profissionais. 

Analogia do mundo freelancer com um trabalho tradicional 

Quando você trabalha em um escritório, o momento que está nele é para as obrigações e quando o expediente acaba é hora de descansar. Assim, é possível obter uma rotina saudável. Então, o segredo para o sucesso é sempre aplicar essa lição em qualquer local. Ao entender que a rotina do freelancer não deve ser muito diferente de qualquer trabalho, você consegue ter resultados melhores em todos os aspectos, tente sempre amadurecer essa ideia. 

Qual a real importância da rotina? 

Com uma rotina, você consegue ter resultados profissionais e pessoais melhores. Isso porque, o seu tempo será mais organizado e assim, será possível encaixar tudo sem problemas. O segredo do freelancer em relação a rotina é não aceitar nada que fuja da realidade, pegar um trabalho que é impossível entregar em tempo hábil. Além disso, anotar tudo que precisa fazer durante o dia. 

Outro ponto importante é sempre seguir o que foi estabelecido na agenda à risca. Logo, se você definiu que seu horário de descanso será as 12 horas, não tente adiantar ou adiar esse horário. No começo, estabelecer uma rotina pode ser um desafio na vida do freelancer. Mas, com o tempo, ela se tornará um hábito e poderá ser feita de forma bem natural, o passo mais importante é começar e acreditar de verdade no processo. 

mulher digitando em um laptop
Quando tudo é feito de forma correta, o retorno financeiro como freelancer é bem alto. Foto de OleksandrPidvalnyi do pixabay.

Deixar de fazer uma organização financeira 

Por ser um profissional autônomo, não há salário fixo para ele. Desse modo, cada valor recebido vem de um projeto que foi iniciado e finalizado. Entretanto, acontece que, existem alguns meses em que há muita demanda, enquanto que outros menos. Outro ponto importante é que, esses profissionais não têm direito a seguro desemprego, nem rescisão ou qualquer outro direito oriundo da CLT. Ou seja, você mesmo precisa fazer o seu fundo de garantia. 

O segredo para o freelancer é a organização. Então, se há um período financeiro muito bom, ao invés de gastar tudo, guarde uma parte. Desse modo, quando a época ruim vier, haverá um bom valor guardado que segurará até tudo voltar ao normal. 

Freelancer ganha bem? 

Não é novidade que um bom plano de saúde ou praticar exercícios pode ser bem caro. Além disso, quem quer viver do freelancer, com certeza terá outras obrigações que devem ser preenchidas. Então, em relação a dúvida do tópico, a resposta é depende.  

Um autônomo pode ganhar tão bem quanto um tradicional. Entretanto, tudo vai depender da área escolhida. Logo, o ideal é sempre fazer uma pesquisa de média de salário como freelancer. É importante saber que, via de regra, nesse mercado quanto mais experiência você tiver, mais caro poderá cobrar pelo mesmo serviço. Portanto, de início não é sempre bom esperar um valor um pouco inferior. 

Nunca deixe de investir na saúde 

Quando há uma boa organização financeira, via de regra sobra dinheiro para investir em diversos pontos da vida. No caso, um que não pode ser renunciado é a saúde. Logo, assim que possível invista em um bom plano. Outra coisa que é importante fazer é procurar exercitar a mente e o corpo. Isso porque, como você vai ficar muito em casa é importante criar hábitos saudáveis para conseguir realizar os afazeres diários. 

Quais são os maiores desafios atuais? 

Um dos principais desafios para o freelancer é que a oferta para esse mercado cresceu muito nos últimos tempos. Logo, cada vez mais, as competições por trabalho estão cada vez mais acirradas. 

De início a competição parece bem cruel. Entretanto, ela é uma forma de se destacar ainda mais. Isso porque, infelizmente, a quantidade está bem longe de significar qualidade. Portanto, quando você presta um serviço, consegue ter um bom destaque. 

Outro grande desafio do freelancer é conseguir se manter animado perante os desafios. Ou seja, colocar em prática a famosa resiliência. Acontece que, o início de todo profissional é difícil, mas quando se trata desse, muitas vezes isso significa não receber dinheiro.

Devido às dificuldades financeiras, muitos profissionais desistem desse sonho. Afinal, há obrigações na vida que às vezes não esperam as coisas melhorarem. Contudo, se esse de fato é o seu sonho, tente ao máximo não desistir dele. 

Vantagens de ser um freelancer 

É inegável que ao escolher um estilo de vida, a maioria das pessoas pensam logo em vantagens. Isso porque, elas são o que costumam motivar para entrar e se manter naquele mundo. Então, seguindo essa linha, veja alguns benefícios que merecem destaque:

  • A flexibilidade é maior;
  • O retorno financeiro pode ser mais elevado do que no mercado tradicional;
  • A liberdade pode ser grande.

Não é exagero dizer que existem freelancer que conseguem receber em um projeto de uma semana, o que um indivíduo ganha em um mês. Dessa maneira, é super possível ficar estável com esse ramo. 

Qual a diferença entre a flexibilidade e liberdade no mundo freelancer?

A flexibilidade significa que você terá como organizar a sua própria rotina. Mas, quando o assunto é liberdade, isso quer dizer que, com o tempo, será possível escolher trabalhos que de fato têm valor e que combinam com o seu gosto. 

A possibilidade de entrar em um projeto que traz satisfação pessoal, infelizmente é para poucos. Contudo, isso pode ser real. Dessa maneira, o amor é investido nele e a experiência adquirida é incomparável. 

No começo, fazer o trâmite informado é um pouco mais difícil porque você estará pegando experiência como freelancer. Portanto, não haverá a opção de recusar muitos projetos, ainda mais se eles tiverem um bom retorno financeiro. 

Poucas pessoas sabem, mas a postura é algo que faz diferença no mercado de trabalho. Dessa maneira, quando você fizer o seu nome, sempre passe a ideia de que o seu serviço é o melhor. Assim, a concorrência será invertida e haverá a chance de escolher o projeto. 

homem e mulher jovens conversando sentados com um laptop no meio
O que muitas pessoas não sabem é que um freelancer pode ter colegas de trabalho. Imagem de StartupStockPhotos do pixabay.

Principais desvantagens 

As desvantagens podem ser decisivas na hora de fazer uma escolha. Contudo, algumas vezes ela em nada influencia. Então, para tirar a dúvida, veja alguns pontos negativos de ser freelancer:

  • Não há direitos trabalhistas;
  • O futuro é muito incerto. 

Até o momento, quem trabalha de freelancer não tem os direitos de trabalho. Dessa maneira, você precisa ter total ciência de que, se houver qualquer tipo de problema, não vai ser essa seara que será possível recorrer. Como já foi mencionado, autônomo não tem salário fixo. Então, tudo pode mudar a qualquer momento e por isso, a organização é necessária em todo momento, inclusive, os bons. 

Prepare-se para se tornar um freelancer

É interessante saber que, a maioria dos trabalhos como freelancer estão de uma forma ou outra ligados a tecnologia, eles estão associados a algo que está sempre em ascensão. Dessa maneira, a probabilidade de ficar sem trabalho se reduz muito. 

A verdade é que a vida desse profissional como a de qualquer outro é composta por vários desafios. Mas, tudo isso pode ser superado se houver determinação e muita paixão, se é isso que você quer, acredite no seu potencial e assim, tudo irá fluir.

Leia mais: artigos e notícias relacionados

Usamos cookies para melhorar sua experiência neste site. Ao continuar no site, você concorda com essas condições. Sim Mais detalhes