Tudo sobre Marketing e Empreendedorismo

Tipos de softwares: o que são, como funcionam e exemplos?

Existem três tipos de softwares, os quais têm funções distintas em um computador, celular ou outro dispositivo. Portanto, entender como eles funcionam é importante para inserir a sua empresa nas transformações digitais e até na automação de marketing.

O que é software?

É um conjunto de dados que servem para informar a um outro elemento o que ele deve fazer. Assim, na prática, eles fazem a interface entre o usuário e a máquina na maioria das vezes. Por exemplo, você define um comando para abrir um determinado aplicativo, então, essa é uma informação que o software vai processar e executar.

três tipos básicos de softwares que servem para diferentes necessidades dos usuários de computadores, celulares e tablets, por exemplo. Dessa forma, é importante conhecê-los para saber qual é o que você precisa em sua estratégia.

Origem do termo

Acredita-se que a origem do termo está ligada a um trocadilho com a palavra hardware. Assim, este seria a parte física ou rígida, enquanto software seria tudo que não se liga a parte concreta de um computador. Aliás, no estudo de conceitos básicos de informática é comum ouvir que o software seria o lado de inteligência ou comando da máquina. O trocadilho se baseia na oposição entre hard soft, ou seja, o rígido e o macio em português. 

Ada Lovelace e a máquina analítica

Outra curiosidade sobre a origem do software é a criação da máquina analítica no século XIX. Em síntese, esse dispositivo criado por Charles Babbage usava um sistema e realizava operações virtualmente. 

Ada Lovelace é conhecida por ser a primeira programadora por ter criado um algoritmo que essa máquina era capaz de calcular, os Números de Bernoulli. Então, esse seria um dos primeiros tipos de softwares existentes. 

Quais são os tipos de softwares?

Hoje, após muitas transformações e avanços da tecnologia, os softwares são divididos em pelo menos três categorias. Eles estão presentes na vida tanto de quem usa apenas um celular quanto dos que trabalham com a criação de aplicativos. Desse modo, entenda quais são as suas diferenças a seguir.

Software de sistema

Os softwares de sistema são os que permitem a interação entre o usuário e o hardware. Assim, um computador depende da instalação deles para que você possa utilizá-lo. Em síntese, as suas principais são:

  • Gerenciar a eficiência de desempenho do dispositivo;
  • Interpretar as ações dos usuários e traduzi-las para que sejam processadas;
  • Gerenciar recursos físicos do aparelho.

Fora isso, eles também permitem que outros tipos de softwares funcionem no aparelho. Desse modo, existem alguns aplicativos, por exemplo, que não são compatíveis com o software de sistema, também chamado de sistema operacional.

Software de programação

Os softwares de programação são as ferramentas que permitem criar outros aplicativos. Assim, programadores e desenvolvedores os utilizam tanto para criação quanto para edição de um outro programa com o uso das linguagens:

  • Javascript;
  • Phyton;
  • Ruby;
  • Swift;
  • Java.

Essas ferramentas, portanto, funcionam como base para a escrita de códigos que permitirão o desenvolvimento de novos programas.

Software de aplicativo

Por fim, esses são os tipos de softwares mais conhecidos e usados no dia a dia de qualquer pessoa que tem um celular, por exemplo. Então, trata-se dos aplicativos que permitem realizar diversas tarefas em seu dispositivo. Além disso, eles podem ser de uso individual ou global, caso em que precisam ter um bom sistema de segurança e privacidade.

Exemplos dos tipos de softwares

Após entender o que é um software e conhecer seus tipos, é importante ver exemplos reais. Assim, veja alguns nomes a seguir de aplicações que talvez utilize no dia a dia para compreender melhor qual é a sua função em seu aparelho.

Tipos de softwares de sistemas

Um dos mais conhecidos tipos de softwares é o de sistema operacional. Eles são usados para permitir a sua interação com o dispositivo, como você viu. Então, alguns exemplos deles são:

  • IOS;
  • Android;
  • Windows;
  • macOS;
  • Linux.

Contudo, não existem apenas os sistemas operacionais para esse tipo de software. Na verdade, essa categoria inclui também os servidores, o carregador de inicialização, os controladores e as ferramentas de diagnóstico.

Tipos de softwares de programação

O IDE, ambiente de desenvolvimento integrado, é um software que permite realizar a programação de outro. Desse modo, ele serve para executar um script, compilar e debugar, editar um código e outras funções em um mesmo espaço virtual.

Os editores de texto, apesar de não serem dessa categoria apenas, também são exemplos de softwares de programação. Isso porque eles permitem escrever um código, bem como gerenciar arquivos que contém textos.

 tela do laptop com códigos de programação
Os tipos de softwares de programação permitem criar uma nova aplicação ou editar uma já existente. Imagem de Lukas em Pexels

Tipos de softwares de aplicativo

Existem uma grande variedade de exemplos de tipos de softwares de aplicativo. Afinal, eles são soluções criadas para atuar em um segmento e realizar tarefas específicas. Desse modo, alguns básicos que você precisa conhecer são:

  • Corporativo;
  • Aplicativos de celular;
  • Suíte de aplicativos;
  • Educacional;
  • Banco de dados.

Os aplicativos corporativos, ou softwares empresariais, são usados como ferramentas de automação. Além disso, podem ter a função de medir a produtividade, por exemplo.

Quais são os tipos de licença de software?

Além dos tipos de softwares, existe outra classificação entre eles quanto às licenças. Elas servem para definir quais são as ações que um programador que o utiliza pode realizar sobre ele.

Com isso, uma licença de domínio público indica que não há direitos autorais sobre ele. Assim, qualquer pessoa pode alterá-lo, distribuí-lo ou copiá-lo. Aliás, essa classificação é muito parecida com a do software livre, mas, neste caso, ainda há garantia da autoria. Em síntese, os principais tipos de licença são:

  • Comercial;
  • Domínio público;
  • Livre;
  • Semi-livre;
  • Copyleft;
  • Freeware.

A licença comercial se refere aos softwares criados com alguma finalidade lucrativa. Alguns exemplos disso são os aplicativos de jogos e músicas.

O que são softwares de código aberto?

São os que deixam seu código disponível para que qualquer pessoa possa baixá-lo. Assim, ele não tem direitos autorais. Desse modo, é possível distribuir, redistribuir e ser usado por qualquer um. 

Escolha os tipos de softwares ideais para sua estratégia

Agora você já sabe o que é um software e as suas principais classificações. Portanto, escolha os que mais se adequam a sua estratégia de marketing digital ou de gestão da sua empresa.

Usamos cookies para melhorar sua experiência neste site. Ao continuar no site, você concorda com essas condições. Sim Mais detalhes