Tudo sobre Marketing e Empreendedorismo

Branding para e-commerce: qual a importância e como construir a identidade da empresa

Planejar o branding para e-commerce é essencial para posicionar a empresa diante dos concorrentes, bem como definir a relevância, propósito e valores da marca.

Branding para e-commerce reúne várias ações que visam construir os valores e propósito da marca e alinhá-los em todas as suas ações. Trata-se de um diferencial competitivo essencial para empresas que desejam agregar valor na vida das pessoas.

O que é branding para e-commerce?

Branding para e-commerce refere-se a ações que visam alinhar o posicionamento da marca diante dos clientes e concorrentes

O branding é como a personalidade da empresa, a sua essência, o que a torna única diante da concorrência. Sem tudo isso, não há como inspirar colaboradores e clientes, nem como se diferenciar no mercado.

Empresas que não investem em um bom gerenciamento de marca podem cair na guerra de preços para conseguir se destacar. No entanto, isso não gera valor e é uma estratégia que pode trazer prejuízos a longo prazo.

Por que é importante investir no branding para e-commerce?

Investir em branding para e-commerce é essencial para que o público tenha uma boa perspectiva sobre a sua marca. Ainda assim, muitas empresas só decidem começar a investir nisso quando já estão bem estabelecidas no mercado.

Por outro lado, ainda que não defina um posicionamento desde o início, as pessoas podem associar diversas emoções e percepções sobre a sua marca. Então, a melhor opção é definir a essência da sua empresa e causar uma boa impressão desde o começo.

Há diversos exemplos de marcas que encantam seus clientes não apenas por seus preços ou produtos, mas sim porque possuem valores que geram identificação. Portanto, como começar a definir o branding da sua empresa.

Como desenvolver o branding para e-commerce?

O branding para e-commerce deve começar com a definição da cultura, valores e missão da empresa. Além disso, deve-se estudar quais as melhores formas de comunicar tudo isso para o seu público-alvo.

Definir a personalidade da empresa também é importante para impulsionar vendas e gerar leads com a atração e retenção de clientes. 

1- A sua marca é relevante para a vida das pessoas?

O ideal é começar com uma definição interna sobre quem é a sua marca e que espaço ela deseja ocupar na mente dos seus colaboradores e clientes.  Assim, alguns pontos essenciais para pensar são:

  • missão;
  • produtos úteis para a vida das pessoas;
  • imagem da empresa diante de clientes.

Outro aspecto importante é definir quais são as emoções, ideais e valores que deseja que a sua marca seja associada. Empresas que não planejaram o branding antes, por exemplo, podem precisar reconstruir tudo isso diante do público interno e externo.

2- Conte a história da sua empresa

Na página Quem Somos ou no blog para e-commerce, é possível aplicar um bom storytelling e contar como a empresa surgiu. Em síntese, alguns aspectos essenciais para ressaltar são:

  • pessoas essenciais para a empresa;
  • motivações;
  • causas que o negócio apoia;
  • valores;
  • trajetória da empresa;
  • equipes.

As redes sociais e outros canais usados para marketing digital também são boas opções para compartilhar histórias e valores. Tudo isso contribui para humanizar a marca, bem como gerar conexão com a sua audiência.

3- Mostre o posicionamento da marca

Os objetivos, sonhos e ideais do seu negócio devem ficar claros nas interações com o público. Então, busque associar a sua marca a projetos relevantes para a sociedade.

Vale destacar que deve-se investir em projetos que de fato são do seu interesse, é essencial que você acredite neles. Afinal, caso não seja assim, é provável que no futuro eles sejam esquecidos e a sua marca perca a coerência diante das pessoas.

4- Não faça promessas que não pode cumprir

A fidelização de clientes em e-commerces depende de vários fatores, mas prometer algo que não pode cumprir pode atrapalhar muito esse processo. 

Existem diversos concorrentes no mercado e, se o seu negócio não cumpre o que promete, o cliente se sente enganado e é provável que procure outras lojas. Além disso, os comentários negativos no seu site e redes sociais afetarão a opinião de outras pessoas.

5- Melhore a experiência do cliente

Oferecer uma boa experiência para o cliente desde o primeiro contato até o pós-venda é essencial no branding para e-commerce. A interação com a marca em todas essas etapas afeta a imagem que ela tem diante das pessoas.

Implemente o SAC 2.0

O SAC 2.0  consiste em atender os clientes de forma humanizada em diversos canais como redes sociais e chats online. É preciso estar disposto a responder dúvidas, ouvir reclamações e resolver problemas de forma ágil.

Branding para e-commerce: A imagem mostra uma pessoa em seu escritório
A maneira de atender o cliente deve se alinhar ao branding para e-commerce – Imagem de Andrea Piacquadio em Pexels

6- Tenha foco em seu público-alvo

Considere o público que deseja atingir e para quem deseja vender na sua missão, valores, estratégias de marketing e SAC. Afinal, não é possível agradar a todos e tentar fazer isso não gera resultados.

Por esse motivo, conhecer as personas do seu negócio é tão importante. Elas são representações do seu cliente ideal e servem como guia para criar produtos, produzir conteúdo ou segmentar campanhas.

7- Preocupe-se com a comunicação visual da marca

O branding para e-commerce se refere a ações amplas, as quais envolvem toda a identidade da empresa. Assim, a comunicação visual é uma pequena parte de tudo isso, mas essencial.

As cores, símbolos, logotipo e até mesmo o nome da marca devem estar alinhados na interação em redes sociais, anúncios e outros canais. 

8- Escolha o tipo de linguagem

A escolha da linguagem deve estar direcionada para o público que a sua marca precisa alcançar. Ela deve ser a mesma em todos os canais de interação da empresa a fim de manter a identidade dela e não confundir as pessoas.

Há empresas, por exemplo, que se comunicam com uma linguagem diferente em cada canal e isso é um erro. Os emails, blogposts, posts em redes sociais e chats de atendimento devem manter o mesmo padrão técnico, objetivo ou informal.

Diferença entre tom e linguagem

Vale destacar a diferença entre tom e linguagem. O primeiro pode variar bastante de acordo com o objetivo da interação, uma conversa no chat é diferente de um blogpost, por exemplo. A segunda, por outro lado, deve se manter como padrão da marca.

9- Agradeça a seus clientes

Agradecer a seus clientes contribui para mostrar que a sua marca os valoriza e para criar o sentimento de comunidade, torná-los parte do sucesso da empresa.

Mandar uma mensagem é um bom início, mas invista também em formas mais criativas para mostrar a sua gratidão. Alguns exemplos são fazer ofertas especiais, descontos ou brindes.

Como avaliar os resultados do branding para e-commerce?

Os resultados do branding para e-commerce devem ser avaliados com as métricas mais usadas no marketing digital. Em síntese, é preciso acompanhar os seguintes números:

Defina quais serão os intervalos para realizar essa mensuração, mas lembre-se que esse é um processo que traz resultados a médio e longo prazo. Avalie todas essas métricas e analise quais são os pontos de melhorias necessárias.

Quais os benefícios de aplicar o branding para e-commerce?

O branding para e-commerce contribui para a redução do CAC, aumento do ROI e fidelização de clientes. Investir na identidade da marca melhora a imagem dela diante do mercado e ela passa a ter grandes diferenciais competitivos.

É preciso levar em conta que as pessoas usam suas emoções, memórias e ideais para tomar decisões de compra. Assim, ter uma história, uma razão de existir, causas pelas quais luta e defende gera conexões.

Branding para e-commerce: A imagem mostra uma carrinho de compras e um computador
O branding para e-commerce contribui para a redução do CAC e aumento do ROI – Imagem de Karolina Grabowska em Pexels

Redução do CAC

O custo de aquisição de clientes se reduz porque posicionar a marca amplia seu alcance e agrega valor para as pessoas. Além disso, ao encantar clientes, eles passam a indicar os seus produtos ou serviços para as pessoas mais próximas.

Ter comentários positivos e boas avaliações online contribui para conquistar clientes também, já que eles poderão ver a experiência de compra de outros.

Aumento do ROI

Outro benefício de definir o branding para e-commerce é aumentar o ROI, já que suas ações objetivam alcançar o público ideal para se tornar cliente. O aumento do ticket médio e dos clientes fiéis também contribuem para isso.

Fidelização do cliente

Ter clientes fiéis é um dos objetivos de qualquer negócio e, para conseguir isso, é preciso apostar em melhorias constantes. Em síntese, alguns fatores que contribuem para encantar pessoas são:

  • bom atendimento;
  • produtos de qualidade;
  • conexão com a marca;
  • boa experiência de compra.

Tudo isso gera boas emoções, as quais estarão na mente de várias pessoas com as quais a sua marca tiver contato. Portanto, comece com a melhoria de pontos essenciais para o branding. 

Aumento do Lifetime value

O valor do cliente para a sua marca pode aumentar com a definição de um branding. Afinal, se ele se torna fiel, isso indica que ele irá comprar mais vezes da sua empresa por um período de meses ou até anos.

Branding para e-commerce: A imagem mostra um computador e por cima dele algumas sacolas de compras, carrinhos de compra e máquina de cartão.
O branding para e-commerce serve para encantar clientes e contribui para que eles se tornem fiéis à marca – Imagem de Nataliya Vaitkevich em Pexels

Quando começar a investir no branding para e-commerce?

O branding para e-commerce deve ser planejado desde o início do negócio a fim de conseguir crescer mais rápido e de forma assertiva. Como você viu, todos os passos são essenciais para tornar a sua empresa duradoura, portanto, comece hoje.

Usamos cookies para melhorar sua experiência neste site. Ao continuar no site, você concorda com essas condições. Sim Mais detalhes