Tudo sobre Marketing e Empreendedorismo

Clipping: saiba como essa estratégia pode ajudar nas decisões do seu negócio

O clipping é o monitoramento de matérias nos meios de comunicação que fazem menção a uma certa marca para traçar estratégias em cima dos dados obtidos.

Com o clipping, uma marca pode saber tudo o que os veículos online e offline falam sobre ela e assim, traçar boas estratégias de marketing. Todavia, para saber como isso funciona, leia todos os detalhes neste artigo e entenda o que é e como usar a clipagem.

O que é o clipping?

Clipping é o monitoramento contínuo de matérias e menções a sua marca, cujo intuito é saber o que falam a respeito dela. Contudo, a palavra vem do inglês que significa “clipagem” ou “recorte”, no entanto, nesse idioma, a atividade é mais conhecida como:

  • news monitoring (monitoramento de notícia);
  • ou media monitoring (monitoramento de mídia).

Esses são nomes que representam a mesma prática, ou seja, destacar tudo aquilo que diz respeito a uma empresa e sua atuação. Além disso, é uma boa ferramenta para alinhar com as estratégias de marketing digital

A atividade se limitava ao jornalismo impresso no qual eram feitos recortes de tudo aquilo que fazia menção a uma marca e eram organizados em pastas. Mas, agora com a internet, as buscas ficaram mais simples e a rapidez de dados também é um ponto positivo.

A importância desse mapeamento é muito grande, visto que com ele é possível saber o que falam a respeito do seu negócio. Por isso, adotar essa prática irá ajudar você a trabalhar na imagem da sua empresa.

Como o clipping pode ajudar a ter vantagem competitiva?

O clipping ajuda você a saber o que falam sobre a sua marca e assim, resolver problemas, bem como aprimorar demais estratégias. Através dessa atividade é possível conhecer bem o seu público, visto que a imprensa tem uma forte influência.

As redes sociais tornaram esse processo uma via de mão dupla, no qual os veículos de informação pegam a opinião das pessoas para criar matérias. Com isso, você pode reunir esse conteúdo e avaliar o perfil dos seus consumidores.

Pesquisar sobre seus concorrentes também é outra grande vantagem competitiva que se pode ter com a estratégia de recorte de notícias sobre a sua marca. De modo que saber o que falam sobre eles pode ajudar você a:

  • tomar boas decisões;
  • aprender com seus erros.

Isso será muito útil para que a sua marca saia na frente e possa alcançar os clientes ideais, vender mais e ganhar prestígio no mercado. Todavia, é importante que tenha em mente que o posicionamento que deseja passar a eles deve condizer com aquilo que sua marca prega.

Qual a forma de usar o clipping no seu negócio?

Você pode usar o clipping em um negócio de várias formas, como checar os textos para encontrar menções a sua marca. Uma vez que tanto nas falas na televisão, rádios e canais de mídia online estão disponíveis em formato escrito também.

mulher sentada, trabalhando em seu computador de mesa
O clipping é o monitoramento de matérias na imprensa que fazem menção a uma marca. Imagem de Startup Stock Photos no Pexels.

O mesmo vale para as matérias impressas, afinal, a maioria tem versões para a internet. Contudo, os próximos tópicos destacam com mais detalhes outras dicas para que você possa usar e vender mais com marketing digital.

1- Faça uso de palavras-chave

No clipping, as palavras-chave têm um papel de muita importância, de modo que elas ajudam a monitorar o processo como um todo e seus concorrentes. Assim, poderá traçar as suas estratégias com base nos dados que obteve.

O objetivo é entender e analisar os principais assuntos e tendências com maior relevância no nicho que a sua empresa atua. Além disso, fique atento ao nome da sua marca, porque isso pode gerar muitos resultados de busca.

2- Monitore veículos offline

No clipping, monitorar os veículos offline também tem o seu valor, por isso, ignorar eles pode ser um grande erro. Os conteúdos impressos possuem uma grande relevância e muitas pessoas preferem esses canais por não confiar muito nas mídias online.

Isso significa que para as suas estratégias de marketing, é vital mapear também os meios de comunicação como a TV e o rádio. Todavia, para atestar se esses veículos são de confiança nas notas que divulgam, veja quais têm profissionais de qualidade. 

3- Faça uma análise das redes sociais

Não é novidade o poder que as redes sociais têm na internet, visto que há uma boa concentração de público dentro das plataformas. Por isso, avalie elas também para obter informações sobre o seu nicho através de:

  • hashtags;
  • ferramentas de busca.

Entre muitos outros recursos que poderá usar para mapear dados que tenham relevância para as estratégias do seu negócio. Isso torna fácil o processo de encontrar os assuntos do qual pretende, sejam as tendências do mercado ou o que falam da sua empresa. 

Leve em conta a opinião dos clientes e concorrência

As redes sociais são um mundo em que todos estão presentes, inclusive, o seu público e também os concorrentes da sua empresa. Portanto, veja o que eles falam sobre o seu negócio e leve em consideração todos os aspectos, sejam positivos ou negativos.

É através dessas análises que o seu time de marketing poderá fazer os devidos ajustes nas estratégias que usam e otimizar cada uma. Para isso, entra em cena as palavras-chave para que faça as buscas mais assertivas.

4- Não ignore as notícias negativas

Ao fazer o monitoramento de notícias, aquelas negativas sobre a sua marca são uma oportunidade de melhorar e fazer ela ser bem vista. De modo que, você irá otimizar os pontos que não oferecem os resultados que gostaria.

Não é uma boa ideia ignorar as mídias ruins e fazer isso é um risco, porque por meio delas poderá tomar decisões mais assertivas. Então, analise quais os fatores críticos e busque entrar em contato com essas pessoas para saber seus feedbacks e como pode ajudá-las. 

tela de dispositivo mostrando apps de redes sociais
No clipping, analisar as redes sociais é uma das formas de usar essa estratégia. Imagem de Pixabay no Pexels.

5- Faça relatórios

Os relatórios de monitoramento de mídias são cruciais para que você trace as melhores estratégias, mas para isso é preciso analisar eles. Além disso, é vital que organize esses dados para que toda a sua equipe tenha um acesso fácil a essas informações.

As notas que você avaliar lhe darão detalhes das menções do conteúdo gerado por usuário nas redes sociais e também dos veículos de comunicação.

Quais as ferramentas para fazer um clipping?

Há muitas ferramentas para fazer um clipping e uma delas é o Alerta do Google. Ele envia todas as menções de uma palavra-chave e as fontes para o seu e-mail. Todavia, há outras que possuem recursos mais específicos para uma clipagem profissional, como o:

  • Klipbox;
  • Favebucket;
  • Evernote Web Clipper.

Para extrair o máximo desses softwares, o ideal é que entenda a necessidade das suas estratégias e a ferramenta que mais se encaixa no contexto. Assim, seu trabalho será mais eficiente, prático e executado em bem menos tempo.

Ao fazer um clipping, quais erros não pode cometer?

No clipping há diversos erros que você não pode cometer, como ignorar as notícias ruins. Além disso, desprezar as mídias tradicionais também não é uma boa prática, ou seja, você deve estar atento a tudo sobre a sua marca.

Nos tópicos a seguir, veja com muito mais detalhes cada um desses aspectos para que entenda a importância de não cometê-los. Então, leia com atenção todas as informações, absorva elas e por fim, coloque em prática para não ter erros de marketing.

Ignorar as notícias ruins

As notícias ruins, embora negativas, são para que você entenda muitos aspectos sobre a sua empresa para que possa melhorar. Um erro comum de muitos negócios é deixá-las de lado e não mostrar ao público o que irá fazer para resolver as questões criticadas.

A ideia do monitoramento e análise por essa prática é que tome sempre as melhores decisões diante daquilo que falam sobre a sua marca. Por isso, aproveite a oportunidade para mudar a visão que eles têm e sempre responda os comentários dos seus clientes.

Ignorar as mídias tradicionais 

Embora a internet seja a revolução das mídias e meios de comunicação em todo o mundo, ignorar os mais tradicionais é um grande erro também. Contudo, para dar a devida atenção a eles, fique atento aos programas de rádio e sessões de jornais com relação ao seu nicho.

Caso o nome da sua empresa esteja em alguma matéria desses veículos de informações, você deve ter acesso a elas e guardá-las. Assim, poderá criar as melhores estratégias de marketing para o seu negócio.

jornal em cima de uma mesa junto com uma xícara de café
No clipping, ignorar as mídias tradicionais é um grande erro nas estratégias de marketing. Imagem de Ekrulila no Pexels. 

Não compartilhar as boas notícias com seu público

Quando for fazer um clipping e ver uma matéria que fale muito bem do seu negócio, compartilhe com o seu público. Seja por meio das redes sociais ou da sua newsletter para que eles vejam o valor da sua marca na imprensa.

Caso ainda não tenha adotado essa prática, com certeza irá perder o sucesso que a clipagem pode oferecer para a sua empresa. Afinal os objetivos do marketing como um todo é fazer com que um negócio cresça ainda mais, seja qual for o seu tamanho e nicho.

Por que usar o clipping no seu negócio?

O clipping pode contribuir de forma efetiva para o sucesso do seu negócio, visto que é uma prática que ajuda a montar estratégias de marketing. Contudo, saber o que os outros pensam sobre sua empresa traz vantagens como:

  • um diferencial sobre os concorrentes;
  • atrair mais visibilidade de forma positiva.

Entre muitos outros benefícios que vão além de só analisar os métodos de vendas. Por fim, com a clipagem, poderá tomar as melhores decisões que terão impacto direto nos resultados da sua empresa, então, tenha atenção em cada aspecto.

Usamos cookies para melhorar sua experiência neste site. Ao continuar no site, você concorda com essas condições. Sim Mais detalhes