Tudo sobre Marketing e Empreendedorismo

Heading tags: H1, H2 e H3, o que são e como usar da forma correta no seu conteúdo?

As heading tags são uma parte importante dos textos e estruturas de páginas da web. Bem como, das estratégias de otimização com base em técnicas SEO. Por isso, é preciso entender bem o que elas são e como funcionam.

Caso sejam utilizadas de forma errada, o seu domínio na internet será prejudicado. Igualmente, será mais difícil os motores de busca as entenderem corretamente. Portanto, veja mais detalhes sobre essa questão para não errar em seu marketing de conteúdo.

O que são heading tags?

As heading tags são códigos em HTML, uma linguagem estrutural para criar websites. Isto é, termos que identificam os títulos e subtítulos de uma página. Mas, eles não são visíveis para os usuários, apenas para os algoritmos da internet.

Os mais comuns e que costumam ser conhecidos são o h1, h2, h3. Desse modo, são aqueles que estão presentes na maioria dos artigos com um tamanho padrão. Contudo, ainda existem outros deles que você poderá conferir a seguir.

Como funcionam as heading tags?

Um exemplo prático para entender melhor são os estilos pré-definidos em editores de texto. Assim, você já deve ter visto no Word a possibilidade de colocar uma frase como Título 1. Igualmente, como subtítulos em numeração de 2 a 6.

Em cada um deles, o tamanho e o destaque da frase também muda. Também, quanto maior o número, menor ela fica. Dessa maneira, é possível perceber que elas são mais que termos escritos. Mas, códigos de identificação também.

caderno com fluxograma com vários elementos referentes as heading tags
As heading tags são parte da estrutura de um website. Imagem de Tobias Dziuba no Pexels

Como é a hierarquia das heading tags?

As heading tags se identificam em uma escala que vai de 1 a 6. Desse modo, se representam igualmente pelos códigos h1 a h6. Então, o primeiro predomina sobre o próximo e assim por diante.

Cada um deles é um dos títulos de um texto. Dessa forma, o h1 é o principal e o restante fica abaixo na hierarquia. Portanto, é uma estrutura que deve-se sempre respeitar.

Em um artigo, seria estranho se os títulos estivessem fora do lugar e de ordem. Nesse sentido, prejudicaria a compreensão do leitor e até mesmo do algoritmo do Google. Agora, veja na lista abaixo uma demonstração de como as heading tags funcionam:

  • H1 – Planeta Terra;
  • H2 – América do Norte;
  • H3 – Estados Unidos;
  • H4 – Flórida;
  • H5 – Miami;
  • H6 – Miami Beach.

Ao pensar em uma hierarquia, a ordem dos termos acima estaria errada se fossem trocados. Ou seja, se o estado da Flórida viesse antes do continente da América do Norte, por exemplo.

Aplicação das headings na prática

Por mais que existam seis tipos de heading, não é preciso usar todas elas. Aliás, a hierarquia tem a ver com a relevância. Dessa maneira, quanto maior for o número da tag, menos relevante ela será.

O uso dos títulos e subtítulos deve estar de acordo com o tamanho do texto. Portanto, somente naqueles que forem maiores é que será necessário o uso de mais tags. Desse modo, um conteúdo bem estruturado contribui para que:

  • O Google consiga identificar o que a página aborda;
  • Facilite a compreensão dos leitores;
  • A página fique melhor otimizada para ferramentas de busca.

Na prática, as headings também precisam descrever o tópico atual do artigo. Além disso, sempre devem estar relacionadas ao título anterior que estiver acima na hierarquia. Por exemplo, um h3 sempre deve refletir o assunto do h2 anterior.

Organize o seu texto

Vale lembrar também que o h1 da página deve ser único. Afinal, só pode haver um título principal em um artigo. Igualmente, esse é mais um detalhe que influencia de modo direto na prática SEO. Pois, ajuda a definir melhor a organização do conteúdo.

Sempre utilize as tags com foco na otimização da página e no sentido do texto. Assim, se certificará de que elas foram inseridas da maneira correta na estrutura. Além disso, de modo que beneficie a sua colocação no rankeamento de buscadores.

Quais práticas evitar com o uso das heading tags?

Como as heading tags têm muita importância em uma estrutura, deve-se ter cuidado ao usá-las em seu plano de marketing. Por isso, deve-se evitar algumas práticas para que não haja problemas em sua página. Bem como, para se criar o hábito de aplicá-las certo.

Uso das palavras-chave

As palavras-chave devem ser usadas com moderação no h1 do texto. Pois, ainda que seja uma vantagem utilizá-las nessa tag, não se pode exagerar. Assim, se reduz o risco do Google penalizar a publicação por seu uso indevido.

Usar os termos-chave de forma inteligente é uma boa prática SEO. Afinal, eles devem ser inseridos no texto de modo natural. Então, caso aplique em excesso, os motores de busca verão como algo negativo. Bem como, uma tentativa de forçar um ranking mais alto.

Conteúdos similares entre as heading tags e a meta tag

As heading tags SEO e a meta tag têm funções parecidas. Contudo, a segunda é a que aparece como hiperlink em resultados de busca. Dessa forma, deve-se evitar que elas possuam conteúdos parecidos.

Repetir as heading tags em páginas diferentes

Por mais estranho que pareça é preciso tomar cuidado para não repetir as headings. Ou seja, ter várias páginas em seu site ou blog com o mesmo título. Pois, além de confundir o usuário, dará a impressão de serem todas um só conteúdo.

blocos com o nome SEO
As heading tags devem ser usadas de acordo com a relevância na página web. Imagem de Sarah Blocksidge no Pexels

Como usar as heading tags no seu conteúdo de forma correta?

Agora que compreende como funcionam as heading tags, ficou mais fácil saber como usá-las. Bem como, viu a influência que elas têm tanto no SEO quanto no próprio texto. Por fim, relembre os tópicos importantes que foram abordados acima:

  • Respeitar a hierarquia dos códigos;
  • Utilizar as tags de acordo com a relevância para o texto;
  • Manter o foco na otimização e na estrutura do conteúdo.

Ter atenção ao modo em que se usa as tags na página traz boas vantagens. Pois, isso não apenas contribui para a sua otimização como um todo. Mas, para que também seja mais bem vista pelo Google.

Seja o primeiro a ser notificado, sempre que um novo artigo ser publicado

Deixe uma resposta

Usamos cookies para melhorar sua experiência neste site. Ao continuar no site, você concorda com essas condições. Sim Mais detalhes