Tudo sobre Marketing e Empreendedorismo

O que é host e quais são os melhores para usar em um site?

O termo host nada mais é do que a hospedagem de um site, ou seja, um tipo de serviço responsável por manter uma página online. Apesar da definição simples, ele tem uma grande importância no desempenho de um endereço na internet. 

Ter um bom serviço vai impactar em fatores como a segurança e a velocidade de carregamento do domínio, por exemplo. Nesse sentido, está ligado de forma direta à uma boa experiência do usuário. Então, conheça mais sobre esse item e como escolher entre os melhores hosts.

O que é host?

Na área da tecnologia, o termo designa qualquer computador conectado à internet, capaz de fornecer informações, registrado por um número de IP e um nome próprio.  Desse modo, pode servir para designar um dispositivo, como um notebook ou roteador, mas é mais comum para se referir aos serviços de hospedagem de sites.

Esses servidores, que são o foco do artigo, são responsáveis por manter os websites online, ou seja, ele faz o armazenamento e envio de dados. Para isso, precisam ficar conectados 24 horas por dia, a fim de garantir que aquele conteúdo esteja disponível quando o usuário pesquisar.

Como funciona um host?

A cada vez que um usuário faz uma pesquisa online e acessa um endereço é feita uma conexão com o servidor que hospeda a página. Então, ele faz a transmissão dos arquivos armazenados que compõem a estrutura daquele site. Tudo isso ocorre em uma velocidade muito rápida e o resultado aparece na tela do visitante.

Ele também gera um número de IP, que é um código numérico único atribuído a cada endereço registrado na internet. Essa sequência funciona como a identidade daquela página e é organizada por meio de um cadastro internacional. Desse modo, cada endereço na web possui um IP próprio que não se repete.

Recursos que um bom host deve possuir

Para que toda essa ação seja executada de forma rápida, o host deve ter algumas características básicas. A seguir, veja quais são os principais aspectos técnicos para observar na hora de escolher um serviço para hospedar o seu site.

Taxa de transferência

Esse quesito se refere ao volume de informações que o servidor consegue transferir por segundo. No geral, se mede em gigabytes, quanto maior a capacidade de transferência, mais caro é o serviço de hospedagem. Por isso, é preciso levar em conta alguns aspectos do seu site na hora de verificar se o host atende a sua demanda, como:

  • Média de visitantes por dia;
  • Quantidade de arquivos do site;
  • Recursos de mídia muito pesados.

Para um site simples, como uma página corporativa que tem poucas informações, os serviços mais básicos de até 1 GB são suficientes. Mas, para quem tem um alto fluxo de visitas, como ocorre em lojas virtuais é necessário buscar opções com maior capacidade. Afinal, isso vai impactar no carregamento da página, logo, a demora pode fazer com que o cliente desista do acesso.

Espaço para armazenamento

Todos os arquivos que fazem parte do site, desde textos, imagens e vídeos ficam armazenados no servidor de hospedagem na internet. Portanto, a cada vez que publica uma nova atualização e insere novas informações, esse espaço diminui. Por isso, para páginas em constante produção de conteúdo é preciso estar atento a esse aspecto para conseguir expandir o site.

Um host precisa oferecer contas de e-mail?

Essa é uma ferramenta adicional que alguns dos servidores possuem. Assim, é possível criar um endereço de e-mail que contenha o nome do seu domínio e subdomínio registrados, por exemplo, [email protected] Esse item transmite um ar mais profissional e é indicado para quem atua no ramo empresarial.

Vale observar, no entanto, se existe um limite para a criação de contas de e-mail, isso porque, no caso de uma grande organização, vai precisar de diversos contatos para cada colaborador. Então, é preciso pesquisar um host que possa atender a essa necessidade.

Todo host deve ter um banco de dados?

Esse é um requisito essencial para quem utiliza formulários para cadastros e captação de leads, por exemplo. Nesse contexto, quando o usuário preenche as suas informações, elas são armazenadas em um banco de dados. 

laptop aberto e ligado sobre uma mesa
Host é um serviço de hospedagem, que armazena e transmite os arquivos de uma página a cada acesso. Imagem de Kevin Phillips no Pixabay

Quais são os tipos de host?

A escolha do host é um ponto importante ao colocar uma página no ar para garantir que esteja sempre disponível para os usuários. Nesse sentido, há alguns tipos de servidores de hospedagem sendo os mais comuns:

  • Hospedagem compartilhada;
  • Cloud server;
  • Servidor dedicado.

Na sequência, entenda como funciona cada um deles e quais os benefícios e pontos fracos, para poder optar pelo que melhor atende a sua necessidade.

O que são hospedagens compartilhadas?

Essas são opções com bom custo-benefício, uma vez que usa um grupo de servidores em conjunto para hospedar os sites. Nesse sentido, para quem está no início, é uma boa opção, já que requer um investimento menor e ainda dá acesso à ferramentas como criação de e-mail. Mas, em termos de armazenamento, é mais limitado, por isso, conforme a página cresce é preciso buscar um host superior.

Cloud Server é um tipo de host?

Esse modelo de hospedagem de site na nuvem ocorre por meio de diversas máquinas que trabalham de forma interligada. Desse modo, os arquivos ficam armazenados online, ou seja, não ficam em um disco rígido físico. Com isso, o acesso é mais simples e o custo tende a ser reduzido, portanto, é uma boa opção para quem não dispõe de muitos recursos.

Servidor dedicado é um bom host?

Esse é o modelo de host mais utilizado e que tem maior grau de confiabilidade em termos de desempenho. Trata-se de um computador muito potente, responsável por fazer a conexão dos usuários com o conteúdo do site hospedado. Para isso, ele fica ligado de forma ininterrupta e ainda deve ter um dispositivo de segurança para assumir as suas funções em caso de problemas. 

Com isso, evita-se que uma página fique fora do ar por muito tempo, o que pode causar sérios prejuízos, ainda mais quando se usa para fins comerciais. Por isso, esse formato é o mais utilizado por grandes sites, com alto fluxo de visitantes e volume de informações.

Como escolher entre hospedagem paga e gratuita?

Para saber qual a melhor opção, é preciso ter em mente a função que o site tem dentro do seu plano de Marketing, bem como, o momento da empresa. Nesse sentido, leve em conta alguns fatores como:

  • Há quanto tempo a página está no ar;
  • Volume médio de visitas;
  • Frequência de postagens;
  • Necessidade de criação de e-mails;
  • Tamanho das mídias postadas.

A partir desses aspectos, é possível começar a pesquisar entre as opções de hosts pagos ou gratuitos, aquela que melhor atende sua necessidade. Para facilitar, conheça um pouco mais sobre cada uma dessas alternativas.

Host gratuito

Muito embora seja uma opção com recursos mais limitados, é uma alternativa para quem não tem recursos para pagar pela hospedagem de imediato. Assim, é possível colocar a página no ar e até mesmo testar o serviço antes de decidir por assinar a versão paga. Isso porque, alguns servidores oferecem ambas as opções, logo, dá para fazer o upgrade em um momento posterior. 

Um host gratuito oferece mais economia?

De pronto, como não requer um investimento inicial, essa é a opção mais econômica. Por isso, é muito utilizada por blogs iniciantes, uma vez que ainda não há uma alta demanda de visitantes, nesse sentido, consegue disponibilizar o conteúdo sem adicionar um custo a mais.

Host de início imediato

Como não é preciso realizar o pagamento para usar o serviço, ele fica disponível de forma imediata após criar a conta. Por isso, é mais rápido e seu site pode entrar no ar em poucos passos.

Hospedagem paga

No caso do host pago, há diferentes opções de valores, de acordo com as características de espaço, taxa de transferência e demais recursos oferecidos. Apesar do custo extra, ele tem algumas vantagens na comparação com o gratuito, como se vê a seguir.

A hospedagem paga oferece mais espaço?

Um dos benefícios da versão paga é o maior espaço para armazenamento de mídias do site. Isso tem especial importância para os domínios que contam com muitas páginas e mídias, como ocorre com sites de notícias ou um e-commerce, por exemplo. Nesse sentido, a capacidade pode variar de acordo com o plano escolhido, mas é bem superior à versão gratuita.

mulher usando laptop
Sites com grande número de acessos precisam de um host com maior capacidade, por isso é ideal a versão paga. Imagem de Startup Stock Photos no Pixabay

Hospedagem paga tem maior capacidade para receber visitas

Para quem aplica as técnicas de SEO, a fim de atrair mais tráfego para a página, seja de modo orgânico ou por anúncios, esse é um fator a considerar. Afinal, por ter uma taxa de transferência maior, esse tipo de host comporta um fluxo maior de visitantes. Aliás, é muito importante que haja essa compatibilidade para que não ocorra instabilidade na página devido ao alto número de acessos.

Os hosts pagos oferecem mais recursos e ferramentas extras?

Para quem opta pelo serviço de hospedagem pago, também há alguns recursos adicionais que podem facilitar muito o dia a dia. Dentre eles estão a possibilidade de criação de uma ou várias contas de e-mail com o endereço do domínio, bem como:

  • Backups periódicos dos arquivos;
  • Suporte ao usuário;
  • Banco de dados para armazenamento;
  • Servidor reserva para o caso de instabilidades.

Nesse contexto, na hora de escolher o host ideal é preciso avaliar todos esses fatores antes de assinar um plano. Afinal, são aspectos que vão impactar na experiência do visitante que acessa a sua página.

Quais os melhores hosts?

Entre as melhores opções de hosts há servidores nacionais e estrangeiros, diante de tantas opções é natural ficar em dúvida. Por isso, confira a seguir uma lista com 12 indicações que oferecem um bom serviço.

Stage

Esse host é especializado para sites que utilizam o WordPress e oferece uma solução completa para o usuário. Para reduzir o espaço utilizado no armazenamento, ele comprime os arquivos, o que também confere maior velocidade nos acessos. Além disso, como a empresa é especialista em Marketing Digital, oferece uma série de integrações, que facilitam a inclusão de ferramentas para gestão de leads.

Hostgator    

Uma das maiores empresas de hospedagem de sites no mundo, a Hostgator surgiu nos Estados Unidos, mas possui filial no Brasil. Desse modo, ainda que seja um servidor estrangeiro, o suporte é de fácil acesso. Fora a hospedagem, ele ainda oferece alguns serviços extras, tais como:

  • Contas de e-mail;
  • Registro de domínio;
  • Serviço para criar um site de forma simples.

GoDaddy

Outra opção de host estrangeiro, o GoDaddy oferece além da hospedagem, auxílio para criação do site e registro do domínio. Além disso, oferece serviços para campanhas de marketing, como envio de e-mails e otimização da página para se posicionar melhor nos motores de busca.

Locaweb

Com diversas opções de planos para se adequar a cada necessidade, a Locaweb é uma empresa nacional que oferece soluções completas em hospedagem de sites. Fora os recursos mais comuns, como criação de sites e contas de e-mail, a empresa ainda oferece certificação SSL para o domínio nos seus planos. Esse recurso torna o endereço mais confiável e é um requisito importante sobretudo para quem trabalha com vendas online

O host ainda tem um sistema inteligente para facilitar a migração de um site de outro servidor. Assim, o cliente não precisa se preocupar com perda de informações ou com a troca de endereços de e-mail.

Homehost

Esse servidor oferece de forma integrada a criação do site, bem como, a certificação SSL para a página. Ainda, conta com data centers próprios de última geração para garantir um bom desempenho.

Hostinger

Com opção de host gratuito ou pago, ele trabalha com a hospedagem em nuvem. Assim, o cliente pode escolher aquela que melhor se adapta a sua realidade e ao orçamento. Ele também possui integração com o WordPress, além de suporte para esclarecer dúvidas.

UOL Host

Outro servidor nacional, o UOL Host conta com diversas facilidades para quem quer criar uma loja virtual, como diretório de anúncios e integração com o Google Adwords. Ainda, possui recurso de backup de arquivos, o que evita a perda de informações em caso de instabilidade.

HostMídia

Esse host é estrangeiro, mas conta com filial no Brasil, por isso, o suporte é de fácil acesso e oferece serviço de monitoramento em tempo real. Isso evita períodos de inatividade no seu site que possam trazer prejuízos. Ainda, possui servidor dedicado para os clientes, além do serviço de migração sem custo adicional.

mulher digitando em um laptop
Um bom host deve ter um serviço de suporte para resolver problemas técnicos a qualquer momento. Imagem de Oleksandr Pidvalnyi no Pixabay

Host1Plus

A empresa britânica já está presente em outros oito países, entre eles o Brasil e oferece várias ferramentas adicionais ao serviço de hospedagem. Uma delas é o VPN, que é uma rede privada, o que evita ataques externos ao provedor. Além disso, conta com um recurso de resgate do painel de controle, que permite recuperar o sistema caso o arquivo principal seja corrompido.

Hostnet

O serviço é especializado em sites em WordPress e ainda oferece todo o suporte para quem quer criar uma loja virtual do zero. Com diversas opções de planos, ainda traz aos clientes cursos para aprimorar o manuseio das ferramentas, portanto, é uma boa opção para quem quer aprender mais sobre o assunto.

Redehost

Esse host oferece um serviço completo de hospedagem, além de ser simples de manusear. Ainda, traz as métricas de acessos ao site, o que pode fornecer dados importantes para o seu plano de Marketing, além das ferramentas de criação e disparo de e-mails.

KingHost

A empresa nacional tem todas as soluções em hospedagem, bem como, criação de sites, certificação SSL e recursos anti spam para e-mails. O gerenciamento das páginas é simples e intuitivo, o painel de controle pode ser acessado inclusive de dispositivos móveis. O KingHost ainda oferece banco de dados SSD para armazenar informações de formulários e tem todos os servidores baseados no Brasil.

Como não cometer erros na hora de contratar um host?

Para escolher um bom host é preciso tomar alguns cuidados, porque um serviço ruim pode trazer prejuízos para o seu negócio. Então, confira a seguir os principais pontos para observar e não errar na hora de contratar o serviço de hospedagem de domínio.

Qualidade do provedor de hospedagem

No momento da escolha, vale pesquisar há quanto tempo a empresa existe, bem como, buscar avaliações de clientes, com isso, é possível ter uma ideia sobre a qualidade do serviço. Outro ponto a observar é se o serviço conta com suporte em tempo integral, uma vez que é imprevisível o momento em que vai ocorrer algum problema. 

Uma boa forma de avaliar também é experimentar a versão gratuita quando disponível, antes de fazer a contratação de um plano pago. Assim, consegue ter uma experiência prévia e caso esteja satisfeito investir em um serviço mais completo.

Por que não olhar apenas o preço de um host?

O preço é um fator relevante na escolha de um host, mas não deve ser o único. Afinal, contratar um serviço barato que apresenta instabilidades constantes acaba trazendo mais prejuízos do que a economia inicial. Logo, um bom servidor, mesmo que tenha um custo um pouco maior, pode render mais acessos e com isso, mais rendimento para o negócio.

Como escolher uma boa empresa de host?

Dê preferência a empresas nacionais ou que tenham filiais no país, porque isso facilita o contato com o suporte caso seja preciso. Além disso, como os servidores estão mais próximos, a velocidade nos acessos tende a ser mais rápida. Outro ponto a considerar são os recursos adicionais que oferecem certificado de segurança e registro de domínio inclusos.

Termos técnicos relacionados ao host

Mesmo para quem não tem muito conhecimento, é preciso ficar atento às características técnicas do serviço para fazer uma boa escolha. Nesse sentido, velocidade de carregamento, armazenamento, recursos de segurança e backups são elementos indispensáveis para um host de qualidade.

Escolher um bom host impacta no SEO de um site?

A escolha do serviço de hospedagem impacta de forma direta na otimização de uma página, porque reflete na experiência do usuário. Este é um dos critérios que os motores de busca levam em conta para o ranqueamento das páginas na SERP

Segurança do site x host

Os buscadores priorizam nos seus resultados páginas que possuem certificado SSL, porque indicam que aquele é um endereço seguro para o usuário. Portanto, buscar um host que ofereça esse recurso adicional pode melhorar o seu desempenho sem precisar contratar à parte.

O host afeta a velocidade de carregamento?

De acordo com a taxa de carregamento do serviço, a página pode carregar mais rápido, o que vai impactar diretamente na otimização. Quando os usuários abandonam um site poucos segundos após o acesso, porque demorou para carregar, por exemplo, é um sinal para o buscador de que a experiência não foi boa.

A partir daí, o endereço perde posições nos resultados de pesquisa, o que vai prejudicar o seu tráfego orgânico. Assim, de nada adianta trabalhar a otimização do conteúdo se a parte técnica não for boa.

Um bom host impacta no uptime?

O termo uptime sinaliza o tempo que o servidor de hospedagem está ligado e operando. Logo, para evitar períodos de instabilidade, é preciso que esse percentual seja sempre o mais próximo de 100%.


mulher de óculos de grau sentada em frente a um laptop
O host pode acelerar o carregamento da sua página para que não perca acessos. Imagem de Andryely Pedroso no Pexels

Use o host de forma estratégica no seu negócio

A hospedagem do site é um dos elementos técnicos mais importantes para se preocupar, porque é o que vai impactar na experiência de quem acessa. Assim, após todo o trabalho de criação de conteúdo, otimização, obtenção de backlinks, se a página ficar fora do ar, tudo estará perdido. 

Quem navega pela internet busca por respostas rápidas e se não encontrar em um endereço, vai migrar para outro. Essas ações, por sua vez, vão refletir na referência que os algoritmos dos buscadores têm sobre o seu domínio. 

Uma boa estratégia de SEO, portanto, deve vir acompanhada do cuidado com a parte técnica do site para que se tenha o melhor desempenho. Por isso, tenha cuidado na escolha do host e faça um comparativo entre as opções que estão dentro do seu orçamento para escolher o ideal.

Leia mais: artigos e notícias relacionados

Usamos cookies para melhorar sua experiência neste site. Ao continuar no site, você concorda com essas condições. Sim Mais detalhes