Tudo sobre Marketing e Empreendedorismo

Conheça o Google PageSpeed Insights e otimize os resultados do seu site

O Google PageSpeed Insights (PSI) é um dispositivo criado para facilitar a vida dos desenvolvedores, assim como dos profissionais de marketing e SEO. A ferramenta qualifica a velocidade de carregamento de um site e aponta possíveis melhorias também.

Esse critério em uma página da web é um fator de peso no ranqueamento dos domínios. Por isso, o uso desse recurso é um apoio e tanto para compreender a usabilidade do website. 

O que é o Google PageSpeed Insights?

PSI é uma velha ferramenta do Google. Seu uso está relacionado a aferição de velocidade no carregamento da página. O dispositivo passou por uma recente atualização, a fim de melhorar a experiência do usuário. 

A renovação do mesmo permite uma melhor leitura do relatório de qualificação do PSI. Isso colabora com o trabalho dos desenvolvedores, já que eles podem agir de modo mais ágil, a partir da nova apresentação dos dados. Outras mudanças também importantes são:

  • Acompanhamento do desempenho das páginas via smartphone e desktop;
  • Visualização do Core Web Vitals ampliada para dados específicos.

Essas são apenas algumas das novidades que o usuário do PSI encontrará no layout do dispositivo. A promessa é qualificar e quantificar melhor os dados obtidos. Dessa forma, o carregamento da página acelera, bem como, os seus resultados.

Como funciona a contagem do Google PageSpeed Insights 

O trabalho do Google PageSpeed Insight começa com a inserção da URL a ser mensurada. Então, o PSI faz uma varredura no site e o pontua com notas entre 0 e 100. 

As páginas aprovadas têm notas a partir de 80. Enquanto que as medianas pontuam entre 60 e 79. Por fim, os sites classificados como ruins somam entre 0 a 59 pontos.

Essas notas são balizadas a partir de dois critérios que serão apresentados a seguir. Além da perspectiva de otimização e do entendimento dos algoritmos junto às boas práticas do Google.

1- Análise do tempo de carregamento

O Google PageSpeed Insights analisa o quanto a página demora a carregar, bem como, quantos são os recursos existentes. Por exemplo, se a sua página apresenta muitos plugins, isso pesa contra a velocidade de carregamento.

2- Comparação de dados

Após essa análise, o próximo passo é a comparação com outros sites, a partir de uma média estimada pelo próprio PSI. Isso, por sua vez, rende um relatório. De modo objetivo, então, ele traz as informações, a fim de propor melhorias para a página.

Por que considerar os resultados do Google PageSpeed Insights?

Antes de tudo, porque o Google é uma das maiores fontes de credibilidade na análise de dados na internet. As boas práticas criadas pela empresa são um bom termômetro para adequar a sua página, bem como, garantir sua visibilidade.

Considere também a importância dos números para a sua estratégia. Quanto maior a nota do PSI, maior é a chance de ranqueamento nos buscadores. Logo, aumenta a oportunidade da sua página ser vista. Por fim, as chances de faturamento também melhoram.

Há no mercado outros tipos de dispositivos semelhantes ao Google PageSpeed Insights. Você pode até testá-los, mas lembre-se do fator credibilidade. Além disso, inclua a agilidade, afinal, as respostas do PSI são rápidas e o melhor de tudo, gratuitas.

Qual a melhor forma de usar o relatório do Google PageSpeed Insights?

O relatório do PSI não é mais um arquivo para ocupar a memória da sua nuvem. Pelo contrário, ele é um norte importante para aprimorar o trabalho de desenvolvimento e o de SEO.

Após a inserção da URL, o PSI analisa o site e por fim, gera o relatório com a nota atual da página. De modo simples, o doc apresenta tudo que funciona bem, assim como os itens que precisam de revisão.

Essas revisões aparecem como sugestões e você pode saber mais sobre cada uma delas ao clicar em “mostrar como corrigir”. A partir daí é só focar nas ações de melhoramento e otimização da velocidade do site

notebook em cima da mesa, inicializando
O Google PageSpeed Insights mensura a velocidade de carregamento de uma página, a fim de apontar melhorias para otimização. Imagem de Clint Patterson no Unsplash

O que acontece com um site que demora a carregar?

De forma resumida, ele gera prejuízo ao dono do domínio. Assim, é isso mesmo que acontece, já que a velocidade tem uma relação direta com os números, entre eles, os financeiros.

Quanto mais lento o carregamento da sua página, menor será a sua conversão. Essa ligação tem explicações nos fatores a seguir.

Maior índice de abandono

Imagine que um cliente busca por um novo celular. Para isso, pesquisa no Google o modelo desejado e na sequência, abre em abas os sites que te interessam. Mas, se um deles demorar a carregar, você o fecha e continua com os dos concorrentes.

Estima-se que páginas que levam mais de três segundos para carregar, de fato, tem boas chances de perder vendas. Entretanto, se o seu site não considera a velocidade, logo, ele é um sério candidato ao abandono.

Menos conversões

A máxima do comércio é de que se o cliente é bem atendido, ele sempre volta. Imagine isso no cenário digital, quando as possíveis opções de compra são incontáveis. Qualquer ação que ofereça uma boa experiência ao usuário é um diferencial.

Entre elas, a velocidade do carregamento da página. O cliente não tem porque esperar algo lento, se ele tem várias alternativas à disposição. Ou seja, não investir em otimizar o carregamento interfere diretamente no índice de vendas.

Menos tráfego orgânico

Ter um cliente que chega até o seu site de modo natural, ou seja, por meio do tráfego orgânico, não requer investimentos em campanhas. Quanto maior for o seu tráfego natural, menor é o seu investimento em anúncios.

O consumidor que tem uma boa experiência de compra vai recomendar o seu site aos amigos. O chamado marketing boca a boca é um fator de peso na conversão para a venda. Então, se o tempo é dinheiro, invista na velocidade do seu site e veja suas vendas subirem.

Qual o principal objetivo do uso do Google PageSpeed Insights?

Utilizar o Google PageSpeed Insights é ter como objetivo a resiliência. No cenário digital, a acomodação é uma âncora, que puxa para baixo os esforços para levar o seu site ao reconhecimento. Bem como, um bom ranqueamento nos buscadores.

A fonte de insights valiosos é vista como melhoria. Ela promove uma relação de duplo benefício para a sua marca ou empresa, a saber:

  • Ganham os desenvolvedores com novas lentes de expertise;
  • Os consumidores se beneficiam, uma vez que chegam mais rápido até você.

Com isso, usar o PSI é uma maneira de ser estrategicamente ativo. Em especial, quando o uso de insights também favorece o trabalho de SEO.

UX (User Experience)

Além da velocidade, a experiência do usuário é um fator de ranqueamento. Não é à toa que o Google pede avaliações aos usuários após a visita a um site. Quando o seu domínio roda de forma perfeita, o UX é positivo.

Isso colabora para que a sua página seja bem vista pelo Google, assim como outros buscadores. Agora, se o Google PageSpeed Insights recomenda melhorias em UX, tome providências. A ação tem o poder direto de melhorar a sua renda.

Como alcançar a nota máxima no Google PageSpeed Insights?

A velocidade é a peça chave via PSI. Leve a sério o relatório de melhorias, quanto mais rápida for a otimização do site, maior nota ele terá. Para tanto, existem alguns elementos taxados como urgentes. 

1 – Menos código HTML

Um site antigo talvez não siga as boas práticas do Google. No entanto, o trabalho de otimização do código HTML não é tão complicado. Existem ferramentas que fazem o serviço de modo automático.

A queda na quantidade dos códigos HTML colabora com a melhor leitura e em menos tempo pelos robôs dos sites de busca. Faça uma revisão e limpe aqueles que aparecem de modo duplo, assim como as tags sem estratégia. Logo, isso colabora para a nota do site.

2 – Bom uso do cache

Entenda por recursos da sua página todos os elementos que são compreendidos e rastreados pelos buscadores. São as imagens, os scripts, bem como, as fontes, dentre outros exemplos.

A ideia de otimização do cache, então, é permitir que o navegador grave essas informações uma única vez. Dessa forma, ele acelera o carregamento de página e de seus recursos juntos. E isso, melhora a pontuação do seu domínio.

notebook, com uma tela mostrando algo referente a programação
O Google PageSpeed Insights é um parceiro da estratégia de SEO otimizada como foco na UX. Imagem de Sigmund no Unsplash

3 – Compressão de recursos

Você já deve ter navegado por um site em que a imagem demorava muito para carregar. Pois bem, não faça isso com as imagens do seu site, pense na UX.

Elas são as responsáveis por puxar a velocidade de carregamento para baixo. No entanto, a solução para otimizar esse problema tem o nome de compressores de imagem. Eles reduzem o tamanho, sem afetar a qualidade desse recurso.

O mercado oferta vários tipos de compressores e a grande maioria é gratuita. Com fotos menores, portanto, a pontuação do seu site no PSI sobe.

4 – AMP

O Accelerated Mobile Pages (AMP) é uma função do Google. Ele colabora com a otimização da página, a fim de melhorar a velocidade de carregamento nos dispositivos mobile. 

A meta é agilizar a experiência do usuário na versão móvel, a fim de eliminar recursos desnecessários para o formato. Os sites de busca do Google que apresentam o símbolo de raio ao lado da URL atendem a essa funcionalidade.

Como usar o Google PageSpeed Insights na sua estratégia de marketing?

Usar o dispositivo em seu plano de marketing implica em ganhos. O melhor é que são múltiplos os benefícios, a saber:

  • Melhoria do trabalho dos desenvolvedores WEB;
  • Otimização do trabalho de estratégia de SEO;
  • Melhoria no acesso à página;
  • Número de conversões maiores;
  • Aumento das vendas.

Tem-se ainda o reconhecimento da sua página como uma boa experiência de usabilidade e de potencial de compra. O foco não é atingir a nota 100. É aprender com as sugestões de melhoria e dessa forma, viabilizar novas possibilidades para o site.

Agora que você tem conhecimento sobre o assunto, reúna a equipe e extraia o melhor do Google PageSpeed Insights para o seu domínio.

Seja o primeiro a ser notificado, sempre que um novo artigo ser publicado

Deixe uma resposta

Usamos cookies para melhorar sua experiência neste site. Ao continuar no site, você concorda com essas condições. Sim Mais detalhes