Tudo sobre Marketing e Empreendedorismo

O que é PDV e quais são os principais tipos?

O PDV, ou ponto de venda, é uma ferramenta estratégica para as marcas que desejam ter mais sucesso em seus lucros. Isso porque, ele atua como um meio importante para receber os clientes, apresentar os produtos e convencer alguém a comprar.

Esse é o local ideal para auxiliar na tomada de decisão de compra e por isso, tem que ter todos os conceitos de marketing. Assim, veja a seguir mais detalhes sobre esse ambiente e entenda como fazer um ambiente interessante para interagir com os seus consumidores.

O que é PDV?

PDV é uma sigla para ponto de venda, um espaço que pode ser físico ou virtual, onde se faz o comércio dos produtos ou serviços. Dessa forma, há vários tipos e alguns dos mais comuns são:

  • Loja física;
  • Site;
  • Quiosques;
  • Marketplaces;
  • Redes sociais;
  • Supermercados.

Ele serve como um lugar onde os clientes conhecerão o que a empresa lhes oferece e com isso podem escolher se desejam ou não adquirir algo. Então, serve para aumentar as chances de fechar vendas com os clientes e precisa de estratégias para funcionar.

Para um PDV eficaz, é importante planejar cada etapa, desde a organização até as promoções. Por isso, essa é uma das ferramentas mais completas, já que está presente ao longo do dia a dia da empresa. Muitas vezes o ponto de venda pode se referir ao sistema de gestão, ou seja, também é um módulo de softwares ERP, que gerenciam todos os setores de uma empresa de forma integrada.

Porque o PDV é importante?

O PDV é o local onde as vendas ocorrem, por isso é um dos pontos mais importantes de qualquer comércio. No entanto, é um ambiente que também ajuda a convencer o cliente sobre a sua compra final.

Esse é um sistema muito crucial no ciclo de vendas e jornada de compras. Isso porque, antes de efetivar uma aquisição as pessoas passam por um processo de tomada de decisão nesse ponto e são influenciadas pelo seu redor.

Quando alguém vai adquirir algo, já reconhece uma necessidade e costuma pesquisar sobre isso. Por isso, o PDV age em um momento decisivo do processo, pouco tempo antes da compra ser efetuada.

Como ele atua? 

Esse é um setor capaz de encantar o consumidor e levá-lo a fazer uma compra valiosa. Dessa forma, se ele tiver alguma dúvida, conseguirá resolver se tiver um bom atendimento, ofertas e descontos. Portanto, o ponto de venda tem que se importar com:

  • Layout da vitrine;
  • Aroma do ambiente;
  • Organização da loja.

A intenção do PDV é ajudar a criar uma relação mais forte entre as duas partes. Então, é um método que ajuda o cliente a se sentir satisfeito com o valor gasto e com os benefícios obtidos.

Quais os principais tipos de PDV? 

Existem muitos estilos de negócios e é importante entender a diferença entre cada um deles. Isso porque, fica mais fácil saber qual deles é o ideal para a sua empresa e como cada um funciona.

Físico x Online

O PDV físico são as lojas com estrutura muito tradicionais e mais comuns, onde o consumidor vai até ela para fazer suas compras. Por isso, precisa de uma boa localização e tem que ter aspectos como:

  • Iluminação;
  • Organização;
  • Decoração.

Já o online é o e-commerce, onde se vê lojas virtuais e marketplaces. Assim, é uma forma de exibir os seus produtos e serviços no ambiente virtual e precisa considerar fatores como:

  • Arquitetura de informação;
  • Meios de pagamento;
  • Custo por clique;
  • Segurança de dados;
  • Design.

Nos dois casos, o PDV tem um papel crucial para convencer o cliente a efetuar a venda. Portanto, é uma ferramenta muito importante para quem quer fechar mais negócios e ter números melhores.

mulher fazendo compras em uma loja física
O PDV é o ambiente da sua loja e define boa parte da experiência do cliente. Imagem de Kampus Production.

Loja própria x terceirizada x colaborativa

A empresa com espaço próprio é aquela que fica num imóvel ou plataforma, comprado ou alugado, mas sob a gerência da própria marca. Enquanto isso, no terceirizado a loja fica em um shopping ou em um marketplace, de modo que a infraestrutura é cedida por outros.

O último formato que um PDV pode ter é ser colaborativo, onde diferentes empresas dividem o mesmo ambiente e os custos por clique que ele tem. Dessa forma, é uma solução muito usada por marcas autorais e produtos artesanais que tem um perfil social.

Loja multimarca x exclusiva

O ponto de venda pode vender itens de diversas marcas, como lojas de eletrônicos ou supermercados. No entanto, também podem ser exclusivas e vender apenas produtos de uma única empresa.

Como gerenciar seu PDV?

Para cuidar de um PDV e obter sucesso é preciso usar boas estratégias de gestão. Por isso, algumas delas são as que estão logo abaixo e devem te guiar para um bom plano de ação.

Estude sua persona

Um passo muito importante para qualquer estratégia é conhecer o seu cliente ideal, ou seja, a persona. Assim, é crucial fazer pesquisas de mercados e conversar com seus clientes para entender seus interesses, comportamentos e rotinas.

A descrição da persona deve ser exata para um bom PDV, então deve contar quem ela é, o que busca na loja e todos os detalhes da sua jornada de compra. Dessa forma, é possível elaborar uma gestão capaz de agradar essa pessoa e representar vantagens para ela.

Integre vários canais

Hoje em dia, mesmo os negócios offline precisam ter uma boa presença virtual. Por isso, os pontos de vendas de cada lugar devem ser coerentes entre si, por isso, busque usar a mesma comunicação, que possa transmitir os valores da marca para seus consumidores.

A gestão entre os diferentes PDV também deve ter uma boa relação para que o cliente possa escolher onde comprar e como receber, por exemplo. Dessa forma, a integração de dados é algo essencial para garantir a melhor experiência possível.

Otimize os processos

É importante ter um software que otimize os processos do ponto de venda por meio de tarefas automáticas e dados que conversem entre si. Portanto, alguns aspectos que podem ser colocados no sistema são:

  • Fluxo de caixa;
  • Emissão de notas fiscais;
  • Registro de vendas.

Um software ERP é o mais comum de se usar, porque permite integrar as atividades do PDV com um bom controle de gestão. Então, eles permitem ter mais precisão na administração das empresas.

Saiba ler as métricas

Para entender se o seu plano vai bem é necessário ficar de olho nas métricas. Assim, alguns dados importantes para se acompanhar é o Retorno sobre Investimento (ROI) e o Custo de Aquisição de Clientes (CAC).

Em um ponto de venda físico é bom analisar o in-store analytics que mostra o perfil de seus clientes e a interação deles com a loja. Dessa forma, dá para entender muitos aspectos do dia a dia e escolher a melhor forma de melhorá-los.

Quais são as estratégias de PDV?

O ponto de venda é uma ferramenta poderosa para o marketing e para as conversões. Então, é uma das etapas que mais se destaca na reta final e é ideal para quem deseja vender mais, veja algumas estratégias usadas.

Merchandising

Esta é uma área responsável pela apresentação de produtos e serviços para incentivar os clientes a comprá-los no PDV. Dessa forma, seja em vitrines ou em páginas online, é um setor que precisa ser bem planejado para ter um forte impacto visual e estimular a venda.

Trade marketing

Aqui é onde se define a posição exata dos itens nas prateleiras e sites. Assim, usa muita estratégia para aumentar a visibilidade deles e com isso se destacar de concorrentes.

Marketing proporcional

No PDV, as percepções são um aspecto importante e por isso, o marketing proporcional se destaca. Isso porque, esse é um plano que consegue unir a percepção de valor da marca no que ela comercializa. Por isso, conta com várias ações como:

  • Descontos;
  • Ofertas;
  • Brindes;
  • Degustação;
  • Eventos;
  • Sampling.

Com atitudes que trazem benefícios aos clientes eles sentem mais interesse em comprar. Dessa forma, é um jeito muito prático de liberar estoque e atrair mais consumidores em datas sazonais.

Tecnologias

Os sistemas de gestão de PDV também são uma estratégia para incentivar que as vendas sejam feitas. Isso porque, eles tornam o processo mais rápido e eficaz, o que tende a gerar uma experiência mais satisfatória para quem deseja comprar.

mulher com uma tablet sentada no chão
O PDV virtual ou físico requer uma boa estratégia de marketing. Imagem de Mikhail Nilov.

Como usar o PDV para vender mais?

Existem várias táticas com a aplicação do ponto de venda que serve para colocar todas as estratégias em prática. Portanto, são ações simples, mas que fazem diferença na hora de instruir o cliente em suas compras, veja um pouco mais sobre elas a seguir.

Trabalhe com os preços

No PDV, o preço é uma das partes mais importantes e há marcas que optam por divulgar e outras que preferem escondê-los. Assim, na hora de optar por qual método usar é crucial definir o perfil da persona para saber ao que ela reage melhor.

Uma empresa bem conceituada pode se dar ao luxo de não tratar o valor como fator crucial. Isso porque, ela conta com alguns aspectos que são mais interessantes para quem os compra, como os status, por exemplo.

Construa um bom layout de PDV

O layout do PDV lida com os aspectos visuais de sua loja, sejam eles online ou físicos. Dessa forma, é crucial buscar por tendências que se destaquem nos elementos, que formem um conjunto harmônico e agradável.

Hoje em dia, a estética minimalista se destaca muito, mas isso depende do público que você pretende atingir. Então, esse é um setor que precisa de uma boa atenção para ser coerente com a sua identidade visual.

Tenha um ótimo atendimento 

Um aspecto que gera muitas críticas na relação entre clientes e marcas é o atendimento que eles recebem. Por isso, esse é um aspecto do PDV que tem que ter um bom treinamento, para que o padrão da marca seja alto e isso atraia novos consumidores.

É bom ir além de educação e simpatia, é importante saber tirar dúvidas e dar orientações corretas sobre os produtos. Assim, o ideal é não ter vendedores e sim consultores que possam agregar ao máximo a experiência.

Um bom atendimento no PDV não tenta empurrar um produto a qualquer custo e sim preparar a pessoa para o melhor uso dele. Então, alguns aspectos que ele deve considerar são os seguintes:

  • Saber como ele se relaciona ao cliente;
  • Não deixar dúvidas sobre seu uso;
  • Recomendar soluções.

Apesar desse aspecto ser mais presente nos locais físicos, é crucial que eles também estejam nas lojas virtuais. Isso porque, um atendimento humanizado e correto é ideal para aproximar ainda mais as partes e finalizar o ciclo de vendas.

Crie boas vitrines

No PDV, as vitrines são um ponto chave, já que é por meio delas que seus clientes têm o primeiro contato com a marca. Assim, sejam elas online ou físicas, é crucial que se tenha uma boa estratégia para destacar produtos e ofertas com maior giro.

Planeje o caminho do consumidor

Para organizar a estrutura da loja é essencial pensar no caminho que as pessoas percorreram desde o acesso até a compra final. Por isso, o ideal é que ele seja simplificado ao máximo para auxiliar o processo e fechar negócios.

As lojas virtuais precisam de um PDV com poucos passos para que os clientes finalizem a compra. Dessa forma, a intenção deve ser sempre facilitar o percurso com uma lógica simples e coerente. Nos locais físicos, o ideal é pensar em todos os pontos como corredores, sinalização e em como acessar a loja. Portanto, uma ideia é construir uma rota que faça sentido e possa agregar valor a quem deseja comprar. 

Tenha ações sensoriais

O PDV tende a explorar muito a visão, mas outros sentidos também podem ser trabalhados ao longo da compra. Assim, o marketing sensorial é uma boa proposta para quem deseja atrair novas vendas. É possível usar músicas, olfato, paladar e a experiência de tocar para chamar a atenção das pessoas. Então, pense em meios que combine com a proposta da marca e invista nisso para incentivar a interação.

Use hot points

No PDV, os pontos focais (hot points) são uma ferramenta crucial. Isso porque, são eles que atraem o olhar para as vitrines ou para um produto ou serviço que se destaca do resto. Por isso, é preciso deixar sempre evidente ao olhar, sem precisar de um grande trabalho.

Para fazer isso, o ideal é usar elementos distintos como uma boa iluminação e organização. Assim, essa é uma etapa onde o marketing tem grande influência e precisa funcionar para oferecer o máximo de detalhes.

caixa de uma loja
Hoje em dia, usar o PDV é a melhor forma de garantir bons resultados nas suas vendas. Imagem de iMin technology.

Trabalhe com o psicológico

O marketing e as vendas usam o PDV para acionar gatilhos mentais e fazer com que as pessoas tomem as decisões desejadas. Dessa forma, uma frase pode ser o suficiente para ativar sensações que levem ao negócio. Um bom exemplo é definir que há um tempo limite e que a promoção está no fim, o que força a uma decisão imediata. Além disso, a exclusividade também é um aspecto que tende a chamar atenção.

Organização do PDV

A organização do PDV é uma área importante, porque é por meio dela que se transmite a primeira impressão. Dessa forma, alguns aspectos que se destacam são a limpeza, o layout e a disposição dos produtos.

Um bom trabalho precisa considerar que ninguém gosta de perder tempo para achar o que deseja. Por isso, quanto mais organizado e claro for o negócio, melhor será a compra da pessoa e mais sucesso o PDV apresenta.

Crie promoções

É necessário atrair as pessoas para a sua loja e a melhor forma de fazer isso é por meio de ações promocionais. Portanto, o ideal é proporcionar uma experiência única que incentive a compra e que os faça querer voltar.

Já é comum se usar essa estratégia para PDV em datas comemorativas. Mas, quem quer se destacar tem que buscar ir além e criar ofertas em épocas sazonais de pouco movimento para atrair ainda mais pessoas.

Use o cross-merchandising

O cross-merchandising é um jeito para apresentar os produtos em uma melhor disposição e por meio disso convencer o comprador a efetuar a compra. Dessa forma, é um meio muito prático para aumentar o ticket de venda com itens que não eram sua necessidade inicial, mas agradam. 

No PDV é comum se posicionar os chamados produtos complementares bem próximos um do outro. Assim, quem quiser fazer um churrasco vai encontrar carvão e cerveja perto do açougue em quase todos os supermercados.

A estratégia funciona bem para os locais físicos e para os onlines também. Isso porque, eles permitem que a ideia da compra seja completa e a torna mais valiosa devido ao complemento levado pelos clientes.

Use o PDV em sua marca para ter mais sucesso

O PDV é um ambiente que precisa ser bem trabalhado por quem deseja resultados melhores para marketing e vendas. Portanto, esse é um local onde as chances de propiciar uma boa experiência aos seus clientes se tornam ainda maiores.

É importante ressaltar que ele funciona de modo online e físico, mesmo com estratégias distintas. Então, o ideal é usar o máximo de ferramentas e planos para conseguir ampliar as suas vendas. O seu intuito é que as pessoas se sintam bem recebidas e que possam finalizar o processo de um jeito rápido e eficaz. Assim, o PDV é crucial para quem deseja se tornar uma marca ainda mais segura no mercado. 

Leia mais: artigos e notícias relacionados

Usamos cookies para melhorar sua experiência neste site. Ao continuar no site, você concorda com essas condições. Sim Mais detalhes