Tudo sobre Marketing e Empreendedorismo

White Hat: como usar essa técnica a seu favor?

White Hat se refere às práticas éticas usadas para aumentar o alcance do site da sua empresa. Dessa forma, elas são as ações que o Google valoriza e utiliza como fatores para rankear ou penalizar páginas. 

A meta, acima de tudo, é entregar ao seu público materiais de qualidade. Ou seja, conteúdos que solucionem as dores da sua audiência. Para isso, é preciso otimizar a sua pesquisa de palavras-chave e title tags, por exemplo.

O que é White Hat?

É uma das táticas que fazem parte das práticas recomendadas pelo Google. Dessa forma, seus principais objetivos são obter uma boa posição na SERP e oferecer uma melhor experiência de conteúdo para o usuário.

Aplicar o White Hat significa planejar vários aspectos do seu material e do seu site, a fim de ter maior alcance para o seu público-alvo. Assim, é essencial para pessoas e empresas que desejam crescer de forma ética na internet.

Como fazer White Hat?

Existe um conjunto de técnicas que vão guiá-lo a construir um site de modo ético. Em primeiro lugar, vale destacar que a sua persona deve ser o foco ao aplicar essas táticas. Além disso, é muito importante que tenha atenção para o que está ligado ao seu nicho.

homem sentado, sorrindo, com um livro na mão
Há um conjunto de práticas de White Hat para aplicar e otimizar o seu site. Imagem de Andrea Piacquadio em Pexels

Quais as principais técnicas de White Hat?

As técnicas de White Hat incluem ações tanto na estrutura dos seus conteúdos quanto na do site. Por isso, entender o que fazer em cada uma é crucial para conseguir crescer de forma honesta e atrair mais clientes para o seu negócio.

Otimização e pesquisa de palavras-chave

A pesquisa de palavras-chave é um dos principais pilares para uma boa produção de conteúdo. Desse modo, é importante levar em conta o que é relevante para o Google e para o seu público. Assim, outras ações práticas para essa otimização são:

  • Definir palavras-chave negativas;
  • Usar termos menos pesquisados;
  • Conhecer ferramentas para pesquisa de termos chave.

Já as palavras-chave negativas são as que não devem ter o seu conteúdo como resultado. Definir esses termos é uma boa opção, porque evita que pessoas que não tem interesse no seus materiais visitem o site e abandonem a página, o que aumenta sua taxa de rejeição.

Title tag

É o título que aparece na SERP do Google e quando se compartilha o link nas redes sociais. Assim, ele deve ser atrativo e indicar com o máximo de precisão possível qual é o tema do artigo. Além disso, uma boa alternativa é usar a mesma frase na URL da página.

Vale destacar que ser original nessa parte é essencial. Aliás, quando possível, insira o nome da sua marca. Outra dica é usar a palavra-chave bem no início do título, à esquerda, porque é dessa forma que o usuário lê.

Link Building

É uma das estratégias de SEO mais importantes para o rankeamento e a relevância do seu site. Por isso, nesse aspecto, preze pela qualidade e não pelo número de backlinks para a sua página.

Ter um link do seu endereço na web em qualquer domínio não é algo positivo para o Google. Desse modo, você precisa investir em criar conteúdos que tenham potencial de aparecer em blogs relevantes do seu nicho.

Meta Description

É o pequeno texto que é exibido logo abaixo do title tag na SERP. De fato, ela serve para fazer uma breve introdução ao tema do seu conteúdo, mas não é um fator de rankeamento. Ainda assim, é crucial para a decisão do usuário em visitar sua página, então, faça isso:

  • Meta description coerente com o seu texto;
  • Seja direto;
  • Crie algo atrativo;
  • Use CTAs e gatilhos mentais.

A palavra-chave, sem dúvida, deve aparecer nela também. Usá-la no começo, assim como para o title tag, também é uma boa opção. Em síntese, esse é mais um recurso para atrair pessoas para as suas páginas.

Criação de conteúdo de alta qualidade

Os seus vídeos, ebooks e artigos devem ser originais e ter alta qualidade. Isso indica que não é apenas a gramática e o uso de termos chave que precisam estar corretos, mas também o conteúdo desses materiais.

Por esse motivo, seus textos não devem ser rasos, mas profundos e se for o caso, com o uso de dados científicos. Com isso, você mostra tanto para o usuário quanto para o Google a sua autoridade para abordar um tema.

Criar um bom conteúdo também é uma prática de White Hat. Afinal, tanto o visitante quanto o sistema vão ler seus materiais e avaliá-lo. Portanto, invista na criação de artigos, vídeos e outros formatos para que fiquem completos.

Faça guest posts

Guest posts são uma das maneiras de fazer link building em acordo com o guidelines do Google. Em síntese, ocorre quando você convida alguém que entende do tema para escrever para o seu blog ou vice-versa. Assim, a sua página pode ter:

  • Mais divulgação com uma pessoa influente da área;
  • Reconhecimento no mercado;
  • Geração de tráfego.

Nesse cenário, é essencial buscar parcerias que tenham um público parecido com o seu em gostos e estilo de vida, por exemplo. Desse modo, a sua marca pode se tornar mais conhecida e ganhar mais clientes. 

Insira seu site em Social Bookmarks

Social Bookmarks são sites em que é possível favoritar vários links. Afinal, com tanto conteúdo online disponível, nem sempre é fácil lembrar de todos. É para isso que esses recursos servem, além disso, podem ser compartilhados por um grupo.

Faça postagens em fóruns

Participar de fóruns também é uma forma de interagir com as pessoas e poder citar um link do seu site relevante para a discussão. Então, faça posts completos que, de fato, possam contribuir para o fórum.

Mantenha a navegação do site confortável

Ter um site simples, intuitivo e rápido para carregar é mais uma prática de White Hat. Portanto, evite deixar anúncios demais em exibição e use recursos para torná-lo mais ágil.

homem sentado, trabalhando em seu laptop
Ter um site simples para uso é uma das aplicações do White Hat. Imagem de Christina Morillo em Pexels

Qual a diferença entre White, Black e Gray Hat?

O Black Hat é um conjunto de práticas que prezam pelo aumento de tráfego e posição no ranking sem ética. Ou seja, usam táticas para enganar o algoritmo e não entregam conteúdos de qualidade.

Gray Hat, por sua vez, ocorre quando se usa práticas de Black e White Hat. Em síntese, pessoas que fazem isso, na verdade, procuram um atalho para divulgar seus negócios. Ainda assim, não é a melhor tática.

Origem dos termos White e Black Hat

Ambos os termos têm origem no velho faroeste, como os que aparecem em filmes antigos. Assim, quem usava o chapéu branco eram as pessoas do bem, os mocinhos da história. Enquanto isso, os bandidos usavam o chapéu preto.

Como aplicar a técnica de White Hat na sua estratégia?

Agora você já conhece as principais formas de crescer online de forma ética com o White Hat. Então, o inclua em suas estratégias, a fim de melhorar a posição do seu site no ranking do Google e atrair mais pessoas pela qualidade dos seus conteúdos.

Seja o primeiro a ser notificado, sempre que um novo artigo ser publicado

Deixe uma resposta

Usamos cookies para melhorar sua experiência neste site. Ao continuar no site, você concorda com essas condições. Sim Mais detalhes