Tudo sobre Marketing e Empreendedorismo

O que é conteúdo interativo e como usar na sua estratégia de marketing digital?

O conteúdo interativo é uma das formas mais eficazes de gerar engajamento em seu público leitor. Afinal, ele é composto por ações que levam o usuário para dentro do mundo da publicação e proporciona diversão, imersão, além de geração de valor. 

Ele é um dos meios mais efetivos de se fazer Marketing de Conteúdo na internet nos dias atuais. Nesse sentido, os conteúdos dinâmicos estão presentes nas grandes estratégias para atrair pessoas, gerar compartilhamentos e demais interações. 

O que é conteúdo interativo?

A definição de conteúdo interativo se resume a qualquer tipo de produção que tenha mecanismos que permitam a participação do visitante. Assim, ele pode ser um quizz, um formulário ou até mesmo uma caixa de sugestões.

Esse tipo de recurso garante ao autor que o produz meios de receber feedbacks das pessoas que se interessaram por ele. Nesse sentido, tem-se vários jeitos de compreender a satisfação do público, por exemplo:

  • Botões de like, deslike e reações em publicações;
  • Caixa de perguntas e respostas no Instagram;
  • Aba de contato em um site ou blog.

Claro que, além dos contatos mais diretos e sérios, também é possível realizar conteúdo interativo com o foco na diversão do usuário. Como os testes de personalidade e as votações de melhor ou pior. 

Tenha em mente que um material desse tipo proporciona à empresa que o publica entender a relevância da sua marca. Afinal, ele indica quem realmente consumiu toda a publicação e se interessou a ponto de interagir com o conteúdo.

Quais os principais tipos de conteúdos interativos?

Conhecer os principais tipos de conteúdos interativos é essencial para saber qual é o mais adequado em relação à estratégia da sua empresa. Dessa forma, você estreita os laços com o público-alvo e mostra que a sua marca se importa com ele. 

Vale lembrar que para definir o que vai produzir é preciso ter em mente qual é o seu objetivo. Além disso, uma persona bem estabelecida vai garantir ao marketing as melhores escolhas relativas ao tipo de produto que será publicado. 

Não é preciso escolher entre um ou outro, ou seja, você pode usar vários, mas lembre-se de não poluir o layout. Portanto, confira a seguir os principais tipos de conteúdos interativos.

Quizzes

O Quiz é um tipo de conteúdo interativo que existe antes mesmo do mundo digital e você pode encontrar exemplos nos programas antigos de TV. Nesse sentido, ele é uma série de perguntas com alternativas para a resposta dos usuários sobre um tema em específico.

Ele é útil tanto para gerar proximidade com o cliente e disseminar a cultura da marca, quanto para educar a audiência sobre algo. Então, delimite o tema com cuidado e faça perguntas com várias opções interessantes de respostas. 

Um Quiz muito fácil e intuitivo não tem graça, afinal, o que gera o engajamento é justamente a capacidade da pessoa de acertar as questões. Portanto, é muito eficaz e cumpre bem o papel de gerar interações para o seu site ou blog. 

Calculadoras

As calculadoras são um tipo de conteúdo interativo com o objetivo de ajudar financeiramente um usuário que interage com um site. Nesse sentido, você pode fazer uma ferramenta que calcula gastos em um produto e compara com outros modelos do mercado.

Existem opções que ajudam os profissionais autônomos a determinar um preço para o seu serviço. Com isso, trata-se de um jeito informacional de gerar interação com o seu usuário e mostrá-lo que o seu conteúdo agrega valor em sua vida.

Vale lembrar que as calculadoras precisam ser feitas por função de dados e cálculos exatos. Afinal, você oferece ao leitor uma quantificação de algum produto, serviço ou planejamento.

Ebooks

Os ebooks são uma ótima forma de interação com o seu público-alvo, pois ele é mais rico do que um simples PDF. Isso porque, você consegue anexar ao produto uma série de imagens, vídeos e outras produções editoriais mais elaboradas.

É possível criar páginas editáveis para que os leitores preencham com informações ou respondam determinada pergunta. Além disso, os ebooks permitem que você tenha um bom leitor que te permite marcar o texto e salvar o progresso de leitura, como o Kindle. 

Alguns aparelhos de leitura de ebooks também possuem uma tela mais adequada do que a do computador. Assim, eles são mais confortáveis e ainda pode levar o seu conteúdo para onde quiser. 

pessoa sentada de forma despojada, lendo em seu tablet
Os ebooks são um ótimo jeito de criar conteúdo interativo. Imagem de Pexels no Pixabay.

Infográficos

Os infográficos são uma forma inteligente de distribuir informações em formato de imagens autoexplicativas. Nesse sentido, você consegue atribuir aos gráficos botões de interação, por exemplo, filtros e segmentação do conteúdo publicado. 

A atração do público por meio de uma produção visual que acompanha a identidade da sua marca é bem forte. Por isso, os infográficos é um tipo de conteúdo interativo com muito impacto em empresas que buscam educar determinado cliente sobre o seu nicho.

Você pode adicionar ao seu aspectos gráficos em movimento e quebrar a ideia de algo estático e sem graça. Por fim, também é interessante colocar a opção de download do conteúdo animado.

White Papers

Os White Papers são como ebooks ou textos informativos, porém, mais técnicos e detalhistas. Com isso, eles abordam um assunto de uma forma bem estruturada e com grandes possibilidades de interação.

Eles são publicados, em geral, nas páginas da internet e podem fazer links para outras abas tanto externas quanto internas. Contudo, o grande diferencial do White Paper é a capacidade de interagir com o próprio material por meio de gráficos, botões e vídeos.

Um White Power pode ser feito com o objetivo de informar, guiar ou educar alguém sobre determinado tema. Assim, é um ótimo tipo de conteúdo interativo para quem precisa trabalhar um assunto mais complexo, por exemplo. 

Landing Pages

A Landing Page está presente em grande parte das estratégias de Marketing Digital, afinal, ela busca converter um lead. Além disso, você consegue adicionar a ela uma série de blocos de ações do usuário, como:

  • Aba de dados para contato;
  • Vídeos anexados à página;
  • Gifs interativos.

O objetivo da Landing Page é também, fazer com que o visitante fique por mais tempo na página acessada. Para isso, ela conta com recursos textuais e outros tipos de linguagens que são planejadas pela equipe de Marketing de Conteúdo da empresa.

Lookbooks

Caso o objetivo do seu conteúdo seja apresentar um produto ou serviço, os Lookbooks são uma ótima opção. Afinal, são como álbuns fotográficos digitais que resumem todo o seu trabalho com fotos, legendas e botões de interação. 

Uma empresa que vende sapatos, por exemplo, pode fazer um Lookbook com as melhores ofertas da semana. Assim, tem-se a possibilidade de interação com um botão que levará o leitor à compra direta dos modelos listados. 

Esse tipo de conteúdo interativo pode ser feito em um site ou até mesmo ser estático em PDF. Por fim, entenda-o como um catálogo ou portfólio que representa os principais destaques de uma marca. 

Questionários

Os questionários podem ser confundidos com um Quiz, mas eles são mais focados na informação do que no entretenimento. Contudo, não deixam de ser um ótimo conteúdo interativo.

Uma empresa pode usá-los para elencar as principais dúvidas de uma pessoa em relação ao seu trabalho. Nesse sentido, as caixas de perguntas com várias alternativas são um bom exemplo para compor um material desse tipo.

Você pode colocar nos questionários um botão que gera o feedback para o usuário que o respondeu. Com isso, tem-se um contato da empresa com o cliente em potencial de forma indireta e isso pode solucionar as dúvidas mais básicas em relação ao negócio.

Biblioteca de recursos

A biblioteca de recursos é uma produção interativa que expõe ao usuário todos os serviços prestados pela empresa. Dessa forma, o cliente não precisa ir a fundo em pesquisas dentro da sua página para descobrir quais recursos o seu negócio possui.

É um jeito interativo de garantir o acesso às vantagens de contar com a sua firma. Assim, você garante ao usuário uma experiência agradável e elimina uma série de dúvidas acerca da sua marca.

Buscador de soluções

Um buscador de soluções é um meio de realizar perguntas e respostas para tirar uma dúvida do usuário. Nesse sentido, ele é usado para assuntos bem detalhados que necessitam de um tratamento mais direto, então, diferencia-se de um Quiz.

Ele pode ser um site ou alguma função dentro da própria página. Portanto, ele vai trazer o visitante para o conteúdo e guiá-lo dentro dele de um jeito interativo e, às vezes, até divertido. 

pessoa em pé, escrevendo em uma folha em cima da mesa
Os questionários são uma ótima forma de criar conteúdo interativo para o seu público. Imagem de buschelmangalleries no Pixabay.

Vídeos

Os vídeos são meios de comunicação eficazes em termos de apelo visual e sonoro. Afinal, a capacidade de criação nesse tipo de conteúdo interativo é bem maior do que um texto, por exemplo.

Vários canais no Youtube produzem materiais que se interligam e os botões dos vídeos realizam a interação entre eles. Nesse aspecto, é um recurso muito utilizado para engajar o lead e torná-lo um possível cliente. 

Os vídeos também são capazes de incluir links para conteúdos externos. Portanto, é uma ótima forma de gerar mais visitantes para os seus outros meios de comunicação com essa interação. 

Resultados de pesquisas

Para publicar resultados de pesquisas, as empresas, em geral, tentam simplificar as informações para o seu público. Afinal, os leitores podem não estar habituados com a forma na qual a marca expõe os dados e a interação ajuda a otimizar esse processo.

Você pode criar um site com o único objetivo de expor os resultados de uma pesquisa e colocar imagens com links, vídeos e até gifs. Além disso, os infográficos se enquadram dentro desse tipo de conteúdo interativo.

Mapas

Os mapas interativos são uma ótima forma de informar o seu público de um jeito simples e eficaz. Como é o caso do Google Maps e suas diversas funções dentro do espaço do site ou aplicativo, por exemplo:

  • A distância e o tempo entre um local e outro;
  • Rotas de transporte público;
  • Tempo de deslocamento a pé ou de bicicleta. 

Grandes aplicativos de transporte, como o Uber, usam os mapas para potencializar o seu serviço. Nesse sentido, tudo é feito para que a experiência do cliente seja a melhor possível dentro da proposta da empresa.

Quais os benefícios do uso do conteúdo interativo?

Um dos principais benefícios do uso do conteúdo interativo é a sensação de pertencimento do usuário. Com isso, ele se torna mais engajado e disposto a realizar as ações que refletem o objetivo da sua empresa na produção de um material.

As redes sociais, por exemplo, são grandes potências exploradas pelas equipes de Marketing de Conteúdo. Afinal, as interações dos comentários, das curtidas e outras funções, como o Instagram Stories, são diretas e muito divertidas.

O cliente se sente parte do contexto cultural da empresa e isso gera fidelidade. Além disso, esse tipo de produção tem uma série de benéficos para a sua marca, como:

  • Maior liberdade criativa para o conteúdo da empresa;
  • Grandes possibilidades de compartilhamento;
  • Acúmulo de informações importantes para feedbacks.

Um conteúdo interativo faz com que a empresa tenha em mente, com base nas ações do leitor, qual estratégia funciona ou não. Portanto, trata-se de um jeito eficaz de analisar as tendências do seu público.

Para compreender melhor os principais benefícios do uso desse tipo de material, é preciso analisar mais a fundo a relação com a audiência. Confira a seguir os principais pontos positivos para você e o seu cliente.

Alinhar experiência e conteúdo

O conteúdo, quando bem planejado e com boas opções de interação, oferece uma experiência diferenciada ao usuário. Dessa forma, cria-se a identidade da sua marca e faz com que o cliente se sinta parte dela também.

Boas interações fazem com que um visitante permaneça mais tempo na página e, assim, conheça mais a fundo o seu negócio. Além disso, você consegue captar mais dados sobre ele e gerar insights para criar personas e realizar outras estratégias. 

Aumentar o engajamento

Um conteúdo interativo pode aumentar o engajamento do seu público em relação ao seu site, blog ou produto. Afinal, você pode criar opções de compartilhar, curtir, comentar e gerar uma disseminação dos seus posts de uma forma natural. 

As redes sociais tornam esse benefício mais evidente, pois os conteúdos com interação impactam diretamente no número de seguidores, por exemplo. Dessa forma, se constrói uma base de público que está interessado em seu perfil.

mulher morena, sorrindo enquanto segurava o celular
O conteúdo interativo melhora a experiência do usuário e garante a sua satisfação. Imagem de RobinHiggins no Pixabay.

Ter mais feedback dos usuários

Uma produção de conteúdo interativo tem como um dos seus objetivos a geração de feedbacks dos usuários. Para isso, tem-se formulários, questionários e o divertido Quiz. 

Dentro das redes sociais, eles são mais rápidos e instantâneos por função dos botões interativos. Por outro lado, eles não trazem tantas informações como uma aba de contato ou cadastro no site da empresa. 

Os feedbacks geram para o seu negócio uma série de dados relevantes acerca do seu cliente. Assim, eles são úteis para processos do marketing, como:

  • Criação de personas;
  • Insights sobre os conteúdos e suas características;
  • Definição de tom de voz e linguagem da marca.

É um dos maiores benefícios do conteúdo de engajamento, pois entender o seu público é essencial para gerar mais acessos e vendas. Com isso, seu time ficará especialista em criar textos e outros materiais que rendem tráfego orgânico para o seu site ou blog.

Otimizar conversões e geração de leads

As estratégias de marketing podem ser feitas com o objetivo de gerar mais leads ou nutrir os já abordados pela empresa com materiais educativos. Nesse aspecto, os feedbacks fazem com que as produções sejam, cada vez mais, otimizadas para essas pessoas.

Um lead bem informado e com noções do seu negócio é mais passível de se tornar um cliente fiel. Portanto, o conteúdo interativo é uma forma de animar o público e criar uma conexão mais humana com ele. 

5 dicas para produzir conteúdo interativo

Para produzir esse tipo de conteúdo você deve ter em mente, junto à sua equipe, qual o objetivo dele. Além disso, tenha a noção de como ele será publicado e onde será exposto, além de qual persona ele se baseia para gerar maior engajamento e conversão. 

Entenda as dores do seu público, ou seja, quais as dúvidas que fazem com que o dia a dia dele se torne mais complicado. Assim, a sua produção chega como uma solução para esses problemas. Enfim, confira a seguir cinco dicas para acertar em seu material.

1- Use conteúdos que você já tem

Faça uma análise dos conteúdos que você já tem e busque replicá-los de uma forma interativa. Por exemplo, um Lookbook que a sua empresa realizou, mas que não possui nenhum botão para download ou nenhum Quiz que o acompanha.

Busque aqueles que geram maior engajamento e faça um compilado interativo com eles. Nesse sentido, você pode fazer um ebook e adicionar recursos visuais animados, além de botões de guia de leitura dentro do próprio arquivo.

Essa dica é uma recomendação para aquelas empresas que já possuem uma grande quantidade de conteúdos postados. Por outro lado, em alguns casos, pode ser que a melhor opção seja trabalhar em novos materiais e não mexer nos antigos. 

2- Produza conteúdo interativo para cada etapa do funil de vendas

O seu conteúdo interativo deve ser feito com base na etapa do funil de vendas que o seu lead se encontra. Afinal, os objetivos da sua estratégia mudam de acordo com o processo do usuário em se tornar um cliente.

Materiais com grandes apelos visuais são interessantes para aqueles que não conhecem a sua marca. Por outro lado, já não são tão adequados para as pessoas que possuem conhecimento do seu serviço e buscam algo mais específico. Assim, as etapas do funil são:

  • Topo (descobrimento);
  • Meio (consideração e reconhecimento);
  • Fundo (ação de compra).

Quanto mais fundo o lead se encontra, mais o conteúdo deve ser voltado para expor os benefícios ao escolher a sua empresa. Nesse sentido, trata-se de um material que vai argumentar com o leitor a capacidade que a sua marca tem de solucionar as suas dores.

3- Crie conteúdo interativo e responsivo

Faça um conteúdo interativo responsivo que funciona em qualquer dispositivo e independente da etapa do processo de compra. Afinal, é comum que os clientes usem os seus celulares em todas as partes do funil de vendas. 

Um layout responsivo é aquele que consegue organizar as informações e os recursos visuais para todos os tipos de aparelhos. Além disso, ele deve ser trabalhado para se adaptar a qualquer dimensão de tela. 

Grande parte das ferramentas de produção de conteúdo já possuem automações para esse problema. Contudo, é sempre bom verificar a funcionalidade do seu site ou blog antes de publicá-lo e compartilhá-lo. 

pessoa sentada, trabalhando no laptop e no celular ao mesmo tempo
O conteúdo de interação responsivo é aquele que funciona em qualquer dispositivo e tamanho de tela. Imagem de Firmbee no Pixabay.

4- Otimize suas estratégias com os dados coletados

Conforme exposto antes, o conteúdo interativo é uma ótima forma de coletar dados do seu público-alvo. Com isso, você deve otimizar as suas estratégias por meio de:

  • Ferramentas de análise de dados;
  • Segmentação de informações para entender o público;
  • Evolução da comunicação e a linguagem da marca.

Os resultados precisam gerar insights e os profissionais de marketing devem estar preparados para isso. Além disso, a otimização das estratégias por meio de dados permite uma geração de personas mais assertivas.

Existem plataformas gratuitas que permitem que a sua empresa analise as métricas necessárias para criar novas ideias. Portanto, opção é o que não falta para compreender os feedbacks gerados pelo conteúdo interativo.

5- Capture os dados de contato dos visitantes

Todas as formas de materiais interativos possibilitam a coleta de dados de contato por parte do usuário. Por exemplo, o download de um ebook em troca do e-mail da pessoa interessada. 

As abas de contato de um site também são ótimas para isso e você pode pedir o número de telefone de quem deseja tirar dúvidas. Nesse sentido, um bom conteúdo interativo pode dar vida a uma campanha de e-mail marketing, aliás.

Lembre-se de sempre informar quais são as vantagens que o usuário possui ao lhe oferecer os dados. Portanto, trata-se de um contrato de confiança entre as duas partes no qual ambas saem ganhando.

5 exemplos de conteúdo interativo

Para enriquecer as opções de criação de conteúdo interativo é importante buscar referências de projetos já criados. Dessa forma, confira cinco exemplos desse tipo de troca que funcionam muito bem.

Print Technology

Existem sites interativos que proporcionam ao usuário soluções em relação às reproduções de imagens e vídeos de determinada página. Nesse sentido, ela pode ser feita de forma digital ou concreta e você pode fazer isso sem realizar o download do conteúdo.

Save the Rainforest

O site Save the Rainforest, traduzido para Salve a Floresta Tropical, é uma ferramenta de uma ONG de intercâmbio cultural. Nesse sentido, é possível realizar uma série de interações, como:

  • Acionar o chat para realizar perguntas;
  • Curtir e compartilhar as imagens do site;
  • Enviar dados para contato direto com o projeto.

Ele também possui um Lookbook interativo em seu domínio. Dessa forma, as pessoas conseguem visualizar o que é feito na ONG e se interessar cada vez mais pelo projeto.

O website também é composto por uma série de publicações com notícias e informações. Além disso, é possível comentar nesses materiais e compartilhar em diversas redes sociais ou receber o link.

Por último, ele ainda conta com um formulário de inscrição para aqueles que se interessam pela ONG e desejam fazer parte dela. É um ótimo exemplo de conteúdo interativo que se utiliza dos recursos visuais fotográficos.

TAG

A TAG é um serviço de curadoria de livros que oferece, mensalmente, uma caixa com produtos do mundo literário. Nesse aspecto, o seu site é bem interativo e conta com chat, vídeos e um layout que conduz a leitura do usuário de forma intuitiva. 

Ela também conta com espaços explicativos para as principais dúvidas relacionadas ao serviço que oferece. É um ótimo exemplo de uma landing page funcional e interativa. 

Me Poupe

A Me Poupe é uma plataforma que oferece serviços financeiros como quitação de dívidas, economia e investimentos. Nesse sentido, o seu site é inteiramente formado por conteúdo interativo, como:

  • As seções de tipos de serviços;
  • Os simuladores do serviço prestado;
  • Destaques e banners animados;
  • Podcast que pode ser ouvido na própria página.

Com o uso de cores bem chamativas, a Me Poupe cria um mundo de opções dentro de uma página só. Assim, você resgata a atenção do cliente e faz com que ele se mantenha muito tempo no seu site. 

Eles possuem um espaço reservado para as produções de conteúdo de seus colunistas, além de vídeos e notícias. Além disso, você consegue assinar uma newsletter e para isso, basta informar o seu e-mail. 

KitKat

O site da grande marca de chocolates Kit Kat é um ótimo exemplo de conteúdo interativo. Afinal, ele possui um catálogo que você consegue arrastar para o lado e navegar por ele dentro da mesma página. 

Ele possui imagens que, ao passar o mouse por cima delas, tem-se a abertura de novas informações do produto, como o preço e os sabores. Além disso, grande parte dos recursos visuais do domínio são animados. 

pessoa trabalhando no laptop, enquanto ao seu lado, havia uma xícara de café
Aproveite as ferramentas de edição de imagem e vídeo para criar conteúdo interativo que engaje. Imagem de picjumbo_com no Pixabay.

Principais ferramentas para criar conteúdo interativo

A produção de conteúdo com interação pode ser otimizada por ferramentas que são usadas pelas equipes de Marketing de Conteúdo. Nesse sentido, confira a seguir as principais e as suas características. 

Ion

O Ion é uma ferramenta que permite que o usuário escolha uma série de layouts, além de recursos de forma simples e direta. Além disso, ela também faz análises do conteúdo interativo criado para mensurar resultados e desempenho.

A plataforma conta com um espaço de criação no canto direito da tela e a visualização do material no lado esquerdo. Por fim, trata-se de um mecanismo muito fácil de ser manuseado e pode ser útil para a sua produção.

Dot

O Dot é uma plataforma de criação que torna a sua produção de materiais mais enriquecedora. Nesse aspecto, ele cria conteúdo interativo como questionário ou calculadora. 

Ele conta com templates próprios e você decide qual usar para desenvolver o seu recurso interativo. Por fim, é simples de se usar e trabalha com um layout bem intuitivo.

Thinglink

A Thinglink é uma plataforma que permite a criação de infográficos, mapas e outros recursos interativos. Nesse sentido, ela também trabalha com a inserção de imagens e vídeos no seu conteúdo.

Typeform

O Typeform é uma ferramenta de criação de formulários que conta com ótimos exemplos de pesquisas e enquetes. Além disso, ele possui integração com o Google Analytics, HubSpot e outros mecanismos de muita utilidade para campanhas de marketing de modo geral. 

Quizur

A ferramenta Quizur tem como foco a criação de quizzes para o seu conteúdo interativo. Portanto, ele trabalha com base em várias possibilidades de perguntas e temas. 

Mapme

O Mapme é uma plataforma de criação que permite o anexo de imagens, vídeos e outros recursos visuais. Além disso, ele permite uma seleção de cores e ícones. 

O que é gamificação e como usar no seu conteúdo interativo?

A gamificação é a estratégia de aplicar mecanismos de jogos de videogame fora do seu contexto. Nesse sentido, um conteúdo interativo pode ser composto por dinâmicas e mecânicas que trazem a sensação de diversão.

Ela é usada tanto para educar crianças nas escolas quanto para gerar engajamento em produções mais sérias. Portanto, trata-se de uma tática bem flexível de criatividade. 

Como usar o conteúdo interativo na sua estratégia de marketing?

Para usar esse tipo de interação na sua estratégia de conteúdo é preciso, antes de tudo, definir um objetivo. Após isso, alinhe os seus materiais às mídias que serão publicadas e às personas que são o alvo da sua empresa.

Busque a ajuda de ferramentas de criação, assim como aquelas que analisam dados e informações relevantes. Com isso, você garante que a sua marca tenha:

  • Conteúdo relevante e que engaja;
  • Identidade visual e diferencial;
  • Relação de fidelidade com os clientes.

Esses são um dos grandes pilares de uma campanha para o seu negócio. Portanto, entender a importância das suas características e estratégias, como o conteúdo interativo, é o que garante um caso de sucesso.

Seja o primeiro a ser notificado, sempre que um novo artigo ser publicado

Deixe uma resposta

Usamos cookies para melhorar sua experiência neste site. Ao continuar no site, você concorda com essas condições. Sim Mais detalhes