Tudo sobre Marketing e Empreendedorismo

Auditoria de SEO: um guia de como iniciar e quais as ferramentas para análise

A auditoria de SEO é um passo importante para verificar os aspectos técnicos e o conteúdo educacional ou não do seu site. Com isso, é possível identificar problemas que possam prejudicar o seu desempenho nos motores de busca.

Para que seja eficaz, é preciso seguir algumas etapas, a fim de checar os pontos principais. Então, confira quais são os elementos mais relevantes e como corrigir os erros mais comuns. Além disso, conheça as ferramentas que podem ajudar nesse processo.

Guia Rápido

O que é auditoria de SEO?

Esse trabalho visa fazer uma checagem completa de uma página para ver se está de acordo com as boas práticas de SEO. Nesse sentido, ela deve abranger três frentes principais:

  • Quanto à parte técnica, por exemplo, erros de programação;
  • No que tange ao conteúdo, se agrega valor ao usuário;
  • Os aspectos externos, ou seja, a menção por meio de links em outros domínios.

Uma etapa prévia antes de iniciar a análise desses pontos é mapear como estão os seus resultados nos últimos tempos. Isso se faz a partir de dois aspectos que poderão servir de base para a auditoria, como se vê a seguir.

Verifique o tráfego orgânico

Com o Google Analytics é possível extrair relatórios sobre o número de visitantes orgânicos, ou seja, aqueles que não vêm por anúncios. Assim, dá para analisar por períodos e perceber se há alguma mudança.

A partir dessa análise, você pode cruzar eventuais períodos de queda ou alta no tráfego com as estratégias que adotou. Desse modo, pode saber o que rendeu bons resultados e o que precisa melhorar.

Acompanhe as suas palavras-chave

Outro ponto importante para a auditoria de SEO é ver como estão os resultados das palavras-chave que mais usa. Assim, pode identificar novas oportunidades e incluir em sua estratégia de marketing.

imagem de um tablet mostrando a tela inicial do Google
A auditoria de SEO é essencial para se manter bem colocado no Google, porque permite corrigir erros na página e no conteúdo. Imagem de PhotoMIX Company no Pexels

Ferramentas de auditoria de SEO

Um ponto crucial na auditoria de SEO é a análise de dados sobre o desempenho do site. Por isso, o uso de ferramentas de gestão torna esse trabalho muito mais fácil. Então, confira a seguir algumas sugestões de plataformas para esse fim.

SEMrush

Esse recurso fornece um relatório completo sobre uma página, inclusive, sobre aspectos técnicos. Para iniciar, é preciso criar um projeto e inserir os dados do domínio que vai analisar. Uma das funções que ele oferece é o Site Audit, que aponta entre outros dados:

  • Posição da página nos motores de busca;
  • Desempenho nas redes sociais;
  • Backlinks em outros sites;
  • Links quebrados;
  • Tráfego orgânico.

O sistema ainda traz sugestões de como melhorar o SEO da página, tanto on como off page. Assim, apesar de ser uma ferramenta paga, ela é bastante completa e facilita muito o trabalho de auditoria.

Screaming Frog

Uma ferramenta para auditoria de SEO gratuita, o Screaming Frog simula a ação do robô de buscas do Google. Nela dá para inserir até 500 endereços web para pesquisa e retorna com as principais informações. 

Com isso, dá para identificar, por exemplo, endereços removidos ou inválidos. Também é possível ver os detalhes das análises na aba Overview. Desse modo, quem trabalha com SEO consegue ter um panorama completo e planejar as ações necessárias.

Google Analytics

Esse é um serviço gratuito do Google, que monitora a página e fornece vários dados. Assim, é possível obter relatórios sobre acessos, tempo de navegação de usuários, bem como:

  • Taxa de rejeição, ou seja, quando uma pessoa deixa o site segundos após entrar;
  • Número de sessões abertas pelo usuário;
  • Dados sobre tráfego orgânico e mídias pagas;
  • Informações demográficas sobre os visitantes;
  • Conteúdos de melhor desempenho;
  • Velocidade de carregamento da página.

O serviço ainda permite criar relatórios com aquilo que cada um entende ser mais importante. Por isso, dá para analisar cada ponto de modo isolado ou fazer um estudo amplo sobre o site.

Google Search Console

Mais um recurso do Google que pode ajudar na auditoria de SEO. Diferente do Analytics, o foco dessa ferramenta é trazer a visão do buscador sobre a sua página. Assim, ele destaca o desempenho nas pesquisas. 

Também fornece sugestões para corrigir problemas no site, bem como, formas de se destacar. Isso com a vantagem de ser um produto da própria empresa. Ou seja, sempre vai indicar as ações de acordo com a política do buscador.

Google PageSpeed Insights

Dentro das opções que o Google oferece para a gestão de página na web, essa está ligada à velocidade de carregamento. Aliás, esse é um dos aspectos técnicos que faz toda a diferença na experiência do usuário.

Ele usa uma ferramenta de coleta de dados, que é combinada às informações do navegador. Então, faz os cálculos sobre a velocidade com que o endereço carrega. Isso porque, o uso de mídias pode atrapalhar o desempenho.

A partir do resultado, o PageSpeed Insights traz as sugestões de como corrigir esses pontos. Por isso, é um excelente aliado na auditoria de SEO no aspecto técnico do site.

Ferramenta de teste de marcação de esquema do Google

Esse é um recurso recente que permite incluir por meio de um código HTML, a definição de termos que constam em sua página. O objetivo é tornar mais fácil a leitura pelo robô que faz a varredura das informações. 

Com a marcação, palavras que possam ter significado duplo, por exemplo, podem ser classificadas de acordo com o contexto. Isso ajuda a trazer visitantes qualificados para o domínio, ou seja, aqueles que buscam o que você oferece.

Por ainda ser uma ferramenta em fase de testes, não há evidência de sua relevância para o SEO. Mas, já que facilita a pesquisa com base na semântica, tende a rankear melhor o site.

homem sentando trabalhando em seu laptop
As ferramentas de auditoria de SEO fornecem dados sobre tráfego e aspectos técnicos para análise. Imagem de Myriam Jessier no Unsplash

O que você deve avaliar na auditoria de SEO do seu site?

Alguns cuidados com a estrutura da página na auditoria de SEO podem dar melhores resultados. Nesse sentido, confira os principais pontos e como resolver os problemas mais comuns.

Confira se o Google indexa apenas uma versão do seu site

O primeiro quesito é verificar se todas as versões do site direcionam para a página principal. Isto é, ao digitar o www, ele deve ir para o endereço completo, que inicia com https://jorgemoreno.net/.

Isso é importante por duas razões. Primeiro, porque o domínio https traz maior segurança à quem navega. Além disso, caso haja mais de uma versão da página indexada, a pesquisa demora mais, pois o buscador entende como se fossem itens diferentes.

Faça uma busca e delete as páginas ruins

Dentro do seu site, pode haver páginas com conteúdo que não gera interesse. Por isso, acabam por prejudicar o desempenho como um todo. Ao fazer a auditoria de SEO, é possível identificar quais delas recebem menos acessos, por exemplo.

Em um segundo momento, avalie o porquê aquele elemento apresenta resultados ruins. Entre os motivos que podem levar a isso, a depender do tipo de site que possui, veja algumas possibilidades:

  • Conteúdo antigo, como notícias;
  • Páginas com baixo SEO on page;
  • Endereços que contém apenas arquivos;
  • No caso de e-commerce, produtos antigos;
  • Falta de um material original.

Mesmo que se recomende a criação de conteúdo, nesse caso, a melhor escolha é remover as páginas. Afinal, elas não geram nenhum interesse no usuário e ainda retardam as pesquisas.

De que forma você encontra páginas nocivas?

O Google Analytics oferece uma ferramenta para ver se há páginas ruins no seu site. Para isso, basta seguir um passo a passo simples, conforme detalhado na sequência:

  1. Na aba “Comportamento”, vá até conteúdo do site;
  2. Clique em “Todas as páginas”;
  3. Defina um período para analisar de ao menos três meses;
  4. Em seguida, ordene o número de visualizações.

As páginas com menor taxa de visitas são as que podem prejudicar o seu domínio. Outra forma de fazer essa análise é com o WordPress, ou o programa que usa para publicar os textos do site. 

Busque pelas publicações mais antigas, que têm as maiores chances de serem conteúdos desatualizados. Aliás, vale a pena estender o período de verificação. Assim, pode identificar se ela teve um bom desempenho e caiu ou se há um problema na origem.

O que fazer com as páginas nocivas?

Nesse ponto, há duas opções para lidar com esse tipo de página. Ou deletar o endereço, ou seja, remover do seu site, bem como, atualizar o conteúdo. A segunda alternativa funciona bem quando há uma queda abrupta no interesse do usuário. 

Pode ocorrer de uma notícia publicada ter deixado de despertar interesse. Ainda, uma informação sobre um produto, mas que já tem uma nova versão. Entretanto, se o conteúdo era bom, vale a pena reciclar, isto é, incluir novos dados. 

Com isso, pode-se renovar a frequência de visitas à página. Mas, se ao longo de todo o período as visitas eram baixas, o problema pode estar na qualidade. Então, o melhor é deletar.

Página web mobile friendly

Um aspecto essencial na auditoria de SEO é ver se o seu domínio se adapta aos acessos por dispositivos móveis. Isso porque, esse é um fator crucial para rankear bem nas pesquisas.

Não poderia ser diferente uma vez que a preocupação do Google é gerar uma melhor experiência ao usuário. Hoje em dia, a maior parte das pessoas usa o celular para acessar a internet, de fato, a atenção a esse ponto é essencial.

Como saber se a página está adequada para dispositivos móveis?

O próprio Google oferece uma ferramenta que escaneia a URL e diz se a página é mobile friendly. Caso aponte dificuldades para acesso nesse tipo de aparelho é preciso atuar para fazer as melhorias.

Entre as formas de trazer mais conforto ao usuário que visita pelo celular, vale cuidar da taxa de carregamento. Além disso, outros pontos que merecem atenção são, por exemplo:

  • Crie um design responsivo;
  • Tenha cuidado ao carregar imagens em um tamanho fácil de visualizar;
  • Use recursos textuais que facilitem a leitura, como bullet points.

Com essas ações, é possível melhorar a forma como as pessoas acessam a sua página. Como resultado, pode subir posições nas pesquisas e atrair mais visitantes para o seu site.

homem usando o celular para pesquisar algo no google
A auditoria de SEO deve se preocupar se o conteúdo é de fácil acesso em celulares. Imagem de Matheus Bertelli no Pexels

Como aumentar a velocidade do seu site na auditoria de SEO?

Um site mais rápido pode garantir um bom desempenho no rankeamento. Afinal, a maior parte dos usuários desiste de ficar em uma página que leva muito tempo para carregar. Com isso, o Google entende que o conteúdo não é bom e deixa de mostrá-lo em destaque.

Esse é um aspecto de vital importância. Então, para ver se sua página está de acordo, o primeiro passo é avaliar o tempo de carregamento. Para isso, pode usar o PageSpeed Insights ou outras ferramentas, como o GTmetrix.

Tais aplicações dão informações sobre a velocidade, bem como, o tamanho em bytes de cada item. Assim, fica mais fácil avaliar e entender onde é preciso fazer mudanças.

Torne sua página web mais leve

Elementos muito pesados podem prejudicar o carregamento. Por isso, se a auditoria de SEO apontou esse problema, é preciso buscar formas de melhorar esse aspecto. Para isso, algumas sugestões são:

  • Comprimir arquivos antes de subir para a página;
  • Aumentar o uso de imagens ao longo do texto;
  • Verificar se há itens desnecessários que possam ser removidos.

Uma página leve e responsiva é muito mais atraente para o usuário. Portanto, é preciso se preocupar além do conteúdo, mas também com o viés técnico do site. Com isso, é possível entregar uma experiência mais agradável.

Aprimore o código do seu site

Um ponto que pode levar à demora para carregar é o código do domínio. Quanto mais complexo, mais tempo leva a leitura no navegador. Por isso, caso identifique esse problema, vale a pena buscar alguém que entenda do assunto. 

Com alguns ajustes, é possível tornar o código mais responsivo. Desse modo, o site ganha mais velocidade e passa a ter uma performance melhor nos mecanismos de busca.

Invista em uma boa hospedagem

No início, é normal buscar opções mais baratas para hospedar o seu domínio. Mas, à medida que o site cresce, vale a pena considerar o investimento em um serviço melhor. Isso porque, vai influenciar na agilidade para carregar a página, porque:

  • Possui maior espaço para hospedagem;
  • Comporta mais visitantes;
  • Maior taxa de transferência.

Ao escolher onde vai hospedar a sua página, leve em conta esses aspectos. Assim, poderá ter o serviço adequado ao fluxo de pessoas que visita o seu site todos os dias e ter mais resultados.

Auditoria de SEO: organize seu site de forma simples

Outro ponto importante para a auditoria de SEO é ver como o site está organizado. Isso define qual o caminho o visitante tem que percorrer para chegar à informação desejada. Quanto mais cliques tem de dar desde a página inicial, pior é a experiência.

Nesse cenário, o ideal é criar uma estrutura com menos camadas. Desse modo, facilita tanto para o leitor, como para o crawler de pesquisa. Além disso, outros aspectos que isso influencia são:

  • Encurtar os links da página, porque há menos sessões;
  • Quão mais próxima da home page, mais relevante é considerada;
  • Facilita a navegação.

Com isso, tente manter uma estrutura com até três níveis. Assim, da página inicial até os links para os setores principais e deles para os assuntos relacionados. 

Fique de olho nas páginas que o Google não indexa

Outro ponto crucial é buscar por páginas não indexadas, ou seja, que não são mostradas na pesquisa. Afinal, se o foco é dar mais visibilidade ao conteúdo, é essencial que seja de fácil acesso. Entre os motivos que pode levar a esse problema estão:

  • Casos em que o Google remove por não atender às diretrizes;
  • Existência de erros na página.

Com o Google Search Console, você pode verificar essas informações. Na auditoria de SEO é possível ver as páginas que possuem erros de indexação e corrigir o problema. Por vezes, pode ser algo simples, como a digitação incorreta de um código.

pessoa trabalhando no laptop, pesquisando algo no google
Os aspectos técnicos como velocidade de carregamento devem fazer parte da auditoria de SEO. Imagem de Luca Sammarco no Pexels

Como se dá a auditoria de SEO interna?

Passada a primeira etapa, é o momento de aprofundar a verificação do SEO para o conteúdo da página. Isso é muito importante, porque é um dos aspectos que o algoritmo de pesquisa leva em conta. 

Um bom material garante ainda mais acessos e permanência dos visitantes. Com isso, o mecanismo de busca também entende que a página é relevante e aumenta as chances de colocá-la entre as primeiras posições.

Otimize a experiência do usuário

Nesse contexto, é preciso focar em proporcionar uma boa experiência ao usuário. Isso significa que deve entregar aquilo que o visitante busca em suas pesquisas. Por isso, algumas dicas são:

  • Linguagem objetiva, que responda aos principais questionamentos;
  • Estrutura simples, que facilite a leitura em qualquer dispositivo;
  • Traga termos alternativos ao uso da palavra-chave principal.

Esses itens ajudam a pontuar bem nos algoritmos de pesquisa, uma vez que usam a inteligência artificial para interpretar o que está escrito. Por isso, já não basta fazer o uso massivo de uma palavra-chave para se destacar.

Por que investir em um conteúdo de qualidade na auditoria de SEO?

Esse é um dos fatores primordiais para se destacar na SERP. Afinal, a meta do Google é fornecer os resultados mais precisos aos usuários. Portanto, a auditoria de SEO deve ter um foco ainda maior a esse aspecto.

Para atingir esse objetivo, é preciso entregar algo que, de fato, agregue algo novo ao leitor. Além disso, o conteúdo deve se pautar em fontes seguras, ou seja, não pode conter informações falsas. Também é essencial que esteja sempre atualizado.

Introduções pequenas, porém explicativas

O papel da introdução no texto é antecipar, de forma muito simples e concisa, o porquê a pessoa deve continuar a leitura. Por isso, ela não deve ser longa, senão a pessoa vai pular esse trecho, ou até mesmo deixar a página.

Com isso, o ideal é que essa parte não tome mais do que seis linhas e em sentenças curtas. Isso é o suficiente para expor o tema e os principais tópicos do artigo.

Parágrafos curtos

Usar parágrafos com até quatro linhas torna a leitura mais fácil. Isso tem especial importância quando se pensa nos usuários que leem pela tela do celular. Por isso, o ideal é segmentar bem as frases para não tornar o texto cansativo.

Use intertítulos

A quebra de títulos ao longo do texto ajuda a estruturar o conteúdo de forma mais limpa. Também ajuda o leitor a se orientar e facilita a busca de um termo que é mais importante para ele. 

Outros elementos estruturais, como listas e bullet points também ajudam a tornar a leitura mais fluida. Então, é um ponto para ter atenção no momento da auditoria de SEO.

Aposte no uso de mídias

Incluir mídias, como imagens, vídeos ou gifs, por exemplo, aumentam o interesse de quem lê. Eles servem para trazer um descanso ao leitor em um texto muito longo. Além disso, geram um interesse visual e chamam a atenção para o conteúdo. 

A escolha do tipo de mídia para se usar também é um passo importante. Nesse sentido, as fotos ou outros elementos devem ter conexão com o tema tratado. O ideal é buscar um banco de imagens de boa qualidade e contraste, que sejam atrativas ao visual.

Elimine conteúdos de baixa qualidade

Outro ponto importante é avaliar se os conteúdos já publicados são relevantes, ou seja, se trazem informações de valor. Caso haja publicações desatualizadas ou que não façam mais sentido para o site, o melhor é excluir. 

Com isso, pode focar em atrair visitantes para as páginas que têm melhor desempenho. Mas, se não quiser eliminar os itens, considere atualizar e reformular com a aplicação das técnicas de SEO.

imagem de um gráfico de linhas que mostra um overview de um site
A auditoria de SEO interna verifica o conteúdo para se posicionar bem nas buscas. Imagem de Justin Morgan no Unsplash

Como melhorar o seu SEO on page na auditoria

O SEO on page reúne as táticas de otimização aplicadas dentro da própria página. Essa é a primeira medida a tomar para melhorar o desempenho, uma vez que depende apenas de sua própria ação. 

Algumas resoluções simples podem trazer ótimos resultados para rankear melhor nas pesquisas. Em resumo, envolvem o uso estratégico de palavras-chave, bem como, links e estruturação da página, como se vê a seguir.

Palavra-chave na title tag

A title tag é o termo que aparece nos títulos das pesquisas no SERP. Portanto, além de chamar a atenção, deve ter a palavra-chave logo no início. Isso porque, ao realizar uma busca, o Googlebot escaneia o conteúdo sempre da esquerda para a direita. 

Nesse contexto, quanto mais próximo do início está o termo buscado, maiores as chances do algoritmo classificar bem o resultado. Outro ponto importante é que o título não deve ser muito longo. 

A medida entre 40 a 60 caracteres é a mais adequada, porque evita que apareça cortado nas pesquisas. Assim, são maiores as possibilidades de atrair o usuário até o seu domínio.

Uso da palavra-chave nas 100 primeiras palavras

Mesmo que o Google seja capaz de fazer uma busca com base em sinônimos, o uso da palavra-chave ainda é importante. Desse modo, ela deve ser distribuída de forma natural ao longo do texto. 

Ao posicionar logo no início, entre os 100 primeiros termos, ajuda a destacar o conteúdo. Afinal, a ideia do buscador é trazer os resultados que melhor atendam à intenção do usuário no momento da pesquisa.

Insira links internos e externos

Fazer menções a outros artigos pode contribuir para que seu material tenha mais qualidade. Afinal, o leitor pode descobrir outros termos que não conhecia. Mas, para isso é preciso tomar alguns cuidados, tais como:

  • Usar fontes seguras;
  • Linkar informações de sites que tenham relevância na rede;
  • Configurar sua página para que o link abra em uma nova aba;
  • Ter cuidado para que os assuntos sejam similares.

Outro cuidado importante para ter atenção na auditoria de SEO é ver se não há links quebrados. Isso pode ocorrer por falha de digitação ou mesmo porque a página de destino foi alterada. 

Caso identifique esse problema, é preciso corrigir ou substituir a linkagem. Isso porque, se o usuário clica e não encontra a informação, fica frustrado, o que impacta em sua experiência.

Limpe o mapa do site (sitemap)

O mapa do site é uma lista que contém todas as URLs de um domínio. Ele serve tanto para guiar o visitante como para tornar mais fácil a leitura pelo robô que faz as buscas pelo conteúdo. 

Para que a navegação seja simples, o ideal é que ele seja bem organizado e com poucas camadas. Assim, é possível evitar que haja páginas duplicadas ou com conteúdos de pouca relevância.

Aplique termos relacionados à palavra-chave

Muito embora o uso da palavra-chave ainda seja importante, também é bom variar os termos. Isso porque, muitas vezes o usuário não faz uma pesquisa exata. Assim, o algoritmo é capaz de interpretar expressões similares.

Na pesquisa, o que vale é o conteúdo e não apenas o número de vezes em que a palavra-chave aparece. Além disso, diversificar os termos deixa o texto mais atraente.

Otimize seu conteúdo para featured snippets

Na auditoria de SEO, outro ponto que pode ajudar a se destacar é otimizar os conteúdos para incluir featured snippets. Essas são caixas de texto que ganham destaque nas pesquisas e aparecem antes da primeira colocada nas buscas. 

Mesmo que a primeira posição tenha mais chances de aparecer nesses boxes de informação, eles podem vir de páginas mais distantes. Por isso, são uma boa oportunidade para aumentar o alcance de um site.

Entenda qual palavra-chave o featured snippets pede

Para ter sucesso nessa técnica, é preciso entender qual a informação principal de acordo com a palavra-chave. Assim, se é um termo que requer uma explicação, tente resumir em um parágrafo muito objetivo. 

Nos casos em que se busca um ranking com os melhores produtos, por exemplo, o conteúdo deve vir em outro formato. Organizar listas, de preferência com até 10 itens, é a melhor escolha nesses casos.

Atualize seu conteúdo com a resposta ideal

Outro ponto essencial para um bom desempenho nos motores de pesquisa é manter os snippets atualizados. Assim, se tratar sobre um produto que teve uma nova versão ou upgrade, o ideal é inserir esse novo dado. 

Com isso, oferece ao leitor sempre a informação mais completa e confiável. Por isso, sempre faça essa revisão de conteúdo com certa frequência, para garantir que não fique nada ultrapassado.

notebook mostrando a página de pesquisa do google
Na auditoria de SEO é essencial verificar o uso das palavras-chave e links internos para um melhor resultado. Imagem de cottonbro no Pexels

Busque por meta descrições duplicadas na auditoria de SEO

As ferramentas de busca do Google priorizam os conteúdos originais. Por isso, manter trechos em meta descrições repetidos em sua página pode ser prejudicial. Então, esse é um ponto para ter atenção na auditoria de SEO

Ferramentas como o Screaming Frog podem varrer as páginas que compõem o seu domínio em busca desse tipo de erro. Assim, fica mais fácil identificar e alterar aquilo que for preciso.

Confirme se seu site usa HTTPS na auditoria de SEO 

Um dos diferenciais para os motores de busca é se o site é seguro. Isso é demonstrado a partir da URL iniciada com https. A letra “s” ao final indica o fator de segurança do endereço. Aliás, ao usar o navegador Chrome, eles têm uma tag verde. 

Já as páginas que iniciam apenas com http e não contém o fator, pode causar receio no usuário. Para corrigir isso, é preciso possuir um certificado de segurança SSL. 

Esse tipo de certificação é emitido por entidades autorizadas para tanto. A função disso é garantir que aquele domínio, de fato, pertence à organização que o mantém online.

Por que você deve aproveitar melhor seus links internos?

Incluir links internos facilita a navegação do usuário, uma vez que no próprio texto ele encontra artigos que complementam o assunto. Além disso, é uma boa forma de aumentar a retenção das pessoas dentro do seu domínio. 

Outro ponto é que com esse plano de marketing é possível dar maior destaque aos seus melhores conteúdos. Ao trabalhar dentro de um nicho, sempre haverá termos relacionados entre si. 

Ao tratar de um tema mais específico, como a auditoria de SEO, por exemplo, o leitor pode querer se aprofundar sobre o que é SEO. Eis, então, uma boa forma de demonstrar o uso desse recurso.

Como ajustar os links quebrados?

Essa etapa é essencial, porque impacta de forma direta na experiência do usuário ao acessar uma página. Em parte, ao identificar as páginas não indexadas, já estará resolvido. Mas, podem haver outros links internos que demandam a revisão. 

Uma das ferramentas que pode auxiliar nessa pesquisa é o Broken Link Checker. Ele funciona de modo simples, basta inserir a URL e clicar em pesquisar. Então, ele traz toda a relação de links quebrados, bem como, o motivo do erro, entre os quais:

  • Site removido;
  • Falha ao carregar;
  • Erro 404.

Em seguida, é só verificar os pontos e substituir aqueles que apresentam problemas. Assim, garante que o usuário ao clicar no link consiga visualizar o conteúdo de forma correta.

O que é auditoria de SEO externa?

Dentro da auditoria de SEO é preciso se preocupar ainda com os fatores externos. Isso se refere a elementos que estão fora de sua página, mas que podem melhorar ou prejudicar o desempenho. Entre os principais deles estão:

  • Análise de backlinks, ou seja, as menções ao seu conteúdo em outras páginas;
  • Estudo da concorrência.

Esse cuidado é essencial, inclusive, para identificar novas oportunidades para o seu conteúdo. Então, confira a seguir os principais pontos para analisar em cada um deles.

Faça a análise dos backlinks

Ter o seu site mencionado em outros domínios pode gerar mais autoridade dentro do seu nicho. Contudo, há casos em que isso pode se tornar um problema, porque o Google interpreta como uma tentativa de iludir o algoritmo. 

Nesse cenário, é preciso verificar se essas páginas que fazem links para a sua tem boa reputação. Além disso, devem ser relevantes para o ramo em que atua. Para identificar os backlinks e sua origem, algumas ferramentas podem ajudar, como:

Com o resultado da busca, é hora de analisar em quais domínios seu site é mencionado. Assim, verifique se possuem autoridade, bem como, se as menções fazem sentido no contexto.

Avalie a concorrência

Um outro passo na auditoria de SEO que pode trazer muitas ideias é analisar a concorrência. O foco é entender o que outras páginas têm feito e que pode ser aplicado ao seu caso. 

No SEMrush, por exemplo, você pode fazer a análise de um domínio dentro do mesmo nicho. Assim, saberá quais palavras-chave têm maior volume de buscas. Isso pode contribuir para o seu marketing de conteúdo.

imagem de uma tela mostrando um diagnóstico de uma página do Google
As ferramentas para auditoria de SEO podem trazer ideias com base nas ações da concorrência. Imagem de Justin Morgan no Unsplash

Como usar o Core Web Vitals na auditoria de SEO?

As Core Web Vitals são novas métricas do Google que tem como foco aprimorar a experiência do usuário. Em resumo, elas se preocupam com três fatores principais, que são:

  • Velocidade;
  • Interatividade;
  • Estabilidade visual.

As ferramentas como o Google Search Console e PageSpeed Insights, inclusive, já contam com relatórios sobre esses itens. Isso é sinal de que é um ponto essencial para se adequar na auditoria de SEO.

Entre os índices, o LCP é o primeiro deles e considera o tempo total de carregamento da página. Assim, a marca ideal, de acordo com a empresa, é de no máximo 2,5 segundos. Caso fique acima de 4 segundos, indica que é preciso melhorar.

Já o FID ou First Input Delay mede o tempo de resposta da página após uma ação do usuário. Por fim, o CLS verifica problemas de dimensionamento de mídias. Uma das formas de evitar é definir tamanhos padrão nesses casos.

O que você deve fazer depois da auditoria de SEO do seu site?

Feitas todas as etapas da auditoria de SEO é essencial avaliar os resultados. Afinal, eles vão servir de guia para as ações futuras. Assim, evita-se cometer os mesmos erros na página.

A partir dessa análise, também é possível saber quais os pontos que demandam maior grau de atenção. Então, pode definir onde vai concentrar os esforços. Ainda é essencial que, após as mudanças, faça o acompanhamento para saber se surtiram efeito. 

Esse tipo de trabalho, portanto, deve ocorrer de forma periódica. Até porque, os mecanismos de busca estão em constante mudança. Mas, algumas tendências tendem a se firmar, por exemplo:

  • Investir em um site mais responsivo;
  • Usar palavras-chave sem excessos;
  • Criar conteúdos de qualidade;
  • Otimizar os recursos da página para dar mais velocidade;
  • Simplificar códigos para facilitar as pesquisas.

Tais itens, sem dúvida, terão um papel essencial para obter mais destaque nas pesquisas. Portanto, são pontos que merecem atenção de quem trabalha com marketing digital, bem como, SEO e quer melhorar os resultados.

Defina novas metas

Com a auditoria de SEO também é possível identificar o que a concorrência tem feito de diferente. Então, isso pode servir para montar sua estratégia futura e incluir novas palavras-chave.

Também pode pensar em qualificar melhor os backlinks e obter referências de quem possui maior autoridade. Tudo isso, a fim de subir a posição do seu domínio nas buscas e conquistar mais usuários.

Esteja atento às novidades

O Google, que é o maior mecanismo de buscas da internet, está em constante atualização. Por isso, é essencial estar atento às novas versões, em especial, no que vai impactar no algoritmo. 

Um dos focos é entregar ao usuário uma boa experiência. Então, ele privilegia em suas pesquisas aquelas páginas onde o visitante gasta mais tempo. Afinal, isso demonstra que, de fato, ele encontrou o que procurava.

Seja o primeiro a ser notificado, sempre que um novo artigo ser publicado

Deixe uma resposta

Usamos cookies para melhorar sua experiência neste site. Ao continuar no site, você concorda com essas condições. Sim Mais detalhes