Tudo sobre Marketing e Empreendedorismo

O employer branding cria uma empresa mais humanizada e próspera

O employer branding é um conjunto de estratégias a fim de criar uma imagem positiva sobre a empresa como empregadora. Assim, ele visa reter talentos.

O employer branding envolve ações que partem do setor de Recursos Humanos, mas envolvem a área de Marketing e Comunicação. Desse modo, o seu objetivo é fortalecer a reputação da marca como uma boa empregadora, para reter e atrair ótimos profissionais.

O que é employer branding?

Employer branding, ou “marca do empregador”,  é um conjunto de ações para criar uma boa imagem da organização como local de trabalho. Portanto, ele visa manter os membros mais talentosos, garantir crescimento e renome no mercado.

Além disso, também existe uma relação lado a lado com os processos de seleção, pois uma marca forte também atrai os melhores profissionais 

O que não é employer branding?

Aquilo que aparece no LinkedIn, por exemplo, não corresponde à imagem da marca empregadora, mas a uma ação pontual de Marketing para atrair novos candidatos. No entanto, embora sejam estratégias para melhorar a reputação, também não resumem o conjunto: 

  • um ambiente descolado; 
  • comunicação corporativa, newsletters ou outros tipos de comunicados; 
  • rankings de melhores funcionários; 
  • kits de onboarding e brindes da empresa.

Toda marca precisa de um diferencial na sua organização, contudo, aquilo que ela comunica, faz e como transmite as suas informações define tudo. Ou seja, você precisa de pessoas capazes de encontrar soluções para quem interage com o negócio.

Por meio da qualificação e do engajamento das equipes, é preciso um conjunto de ações para atender aos requisitos dos consumidores, fornecedores, parceiros e franqueados.  

Quais são as vantagens do employer branding?

Esse plano torna a seleção de candidatos mais simples, pois os melhores profissionais se esforçam para conseguir a vaga disponível. Por isso, essa ação gera também benefícios como: 

  • retenção e atração de talentos; 
  • maior número de candidaturas; 
  • redução nos custos para recrutar; 
  • aumento da produção; 
  • efeitos de Relações Públicas/Marketing; 
  • aumento das indicações. 

Da mesma forma, outro impacto é o aumento nas vendas, pois os clientes podem ter mais interesse por uma empresa que valoriza o ser humano.

Quem é o responsável pelo employer branding na empresa?

Trabalhar a marca do empregador é uma atividade que exige dedicação. Então, precisa-se de alguém que tenha um profundo conhecimento da cultura organizacional, das qualidades da empresa e das necessidades da equipe.

O profissional responsável deve estar conectado aos setores de Recursos Humanos e de Marketing. Desse modo, ele precisa ter uma visão ampla e estratégica do negócio e, além disso, identificar aquilo que possa contribuir com a organização.

Qual é a diferença entre branding e employer branding?

O employer branding difere do branding porque não é um tipo de gestão de marcas que se concentra na reputação externa da empresa. Ou seja, trabalhar a imagem do empregador inclui a combinação de dois fatores: 

  • os atributos que os seus colaboradores compartilham; 
  • a reputação que o mercado percebe em relação à organização.

branding trabalha a identidade da empresa para se comunicar com o público e é uma autêntica ação de Marketing. Porém, o trabalho sobre a marca empregadora, embora seja divulgado, parte dos Recursos Humanos.

Homem em escritório com ar de cansado debruçado sobre mesa de madeira com olhos fechados e notebooks à sua frente, além de papéis com dados impressos e colega de costas trabalhando ao fundo da imagem em desfoque
O employer branding cuida para que as condições de trabalho sejam humanizadas e motivadoras. Imagem de muntazar mansory no Pixabay.

Qual é a relevância do employer branding?

O employer branding cria uma ótima reputação da empresa entre a sua equipe e o seu público. Portanto, ele difere do endomarketing, pois inclui iniciativas que vão além de ações institucionais para melhorar a imagem interna da companhia. 

Dessa forma, é importante oferecer uma boa remuneração e benefícios atrativos para evitar a saída de funcionários que buscam melhores oportunidades em outros lugares. 

Por que pensar na imagem da marca do empregador?

Saber como aumentar o engajamento dos funcionários e ser vista como um local que oferece vantagens é essencial para a reputação da marca. Porém, é preciso definir uma proposta de valores e a missão da equipe antes de pensar em qual seria a melhor imagem. 

Quais são as principais ações de employer branding?

O employer branding exige um plano para que essa não seja uma ação que não produza o efeito esperado. Portanto, são necessários alguns passos para garantir os resultados que farão toda a diferença.

Tenha um objetivo claro  

Inicie com uma boa estrutura, porque você precisa ter a certeza que o seu setor de Recursos Humanos irá investir pontualmente em:  

  • atrair os melhores candidatos para as vagas; 
  • tornar o ambiente laboral mais agradável para reter os talentos;
  • identificar questões estruturais de cultura empresarial que precisam ser revistas.

Defina o time responsável pelo projeto, planeje as táticas e prepare as lideranças. Contudo, é crucial  ter alguém para acompanhar a sua eficácia, assim como traçar a imagem que se deseja passar na comunicação com o público.  

Faça uma análise de como investir 

Toda solução precisa de uma boa análise, por isso, investigue acerca da visão atual da equipe sobre a imagem da empresa. Então, a melhor forma de fazer isso é ouvir as pessoas, até mesmo os mais críticos.

Liste os fatores que decorrem do investimento financeiro, como a remuneração e os benefícios e, também, os não mensuráveis ligados à cultura da empresa. Em seguida, questione sobre a relevância desses itens para cada um da equipe.  

Priorize a boa comunicação

Uma aplicação efetiva envolve que a sua companhia se comunique de forma eficaz com os seus empregados. É possível aperfeiçoar essa troca com algumas ações, por exemplo: 

  • produzir um material sobre a cultura do negócio, como o brand book
  • divulgar as boas práticas da empresa; 
  • elaborar um plano de recrutamento; 
  • treinar os gestores para atuarem mais perto do setor de RH e demais áreas.

É essencial ouvir a equipe também, pois a empresa precisa saber como ela vê a instituição e o que faz a diferença na sua opinião. Assim, manter um canal para permitir a comunicação e a expressão é muito importante.

Placa de madeira em formato de seta apontando para a direita com a frase DREAM JOB escrita na mesma e ao fundo o céu azul com algumas nuvens dispersas
O employer branding convencerá os seus colaboradores e candidatos de que a sua empresa oferece o emprego dos sonhos. Imagem de Gerd Altmann no Pixabay.

Defina qual é o perfil que a sua empresa deseja

Considere o que é preciso para identificar o melhor perfil para os cargos que elevarão o nível de excelência. Da mesma forma, torne possível que cada membro da equipe seja o autor da própria história.  

Porém, além de traçar o perfil-alvo, analise os anseios e as expectativas desse grupo, de modo que se encontre respostas para as seguintes perguntas: 

  • “como a minha empresa poderá satisfazer esse público?”; 
  • “o que esse grupo-alvo procura realmente para disputar uma vaga?”; 
  • “como agregar valor ao público-alvo da minha instituição?”. 

Em primeiro lugar, examine as respostas daqueles que já se encaixam nesse perfil. Com certeza, para reter e atrair os melhores, é preciso oferecer o que eles buscam como uma colocação atrativa no mercado.

Saiba que o marketing digital é um aliado do employer branding

O Marketing Digital possui técnicas eficazes para atrair novos talentos ou motivar a equipe que atua na companhia com as seguintes ações: 

  • atualize sempre as redes sociais e deixe-as atrativas; 
  • divulgue o dia a dia laboral com a publicação de vídeos e fotos; 
  • compartilhe a cultura da empresa na página de carreiras;

Outra ação importante é criar um blog corporativo que permita aos funcionários participarem com a produção de conteúdo, assim como e divulgarem os seus depoimentos.  

Defina a sua Employment Value Proposition – EVP

A Proposta de Valor ao Empregado expressa a visão da sua organização quanto à valorização e a contratação da sua equipe. Ou seja, significa benefícios e recompensas oferecidas conforme o desempenho e as expectativas dos profissionais em suas carreiras. 

As ações que promovem a marca do empregador têm o compromisso de cumprir a EVP. Caso contrário, a companhia perderá a credibilidade e a sua reputação estará manchada.

Construa uma cultura colaborativa na empresa

Esteja atento à cultura da companhia, que é o conjunto de hábitos, crenças, princípios e valores internos que direcionam o agir e o pensar da equipe. Por isso, é bom definir o foco dos costumes da instituição e compartilhá-los nos processos seletivos.  

Cuide para que o ambiente na empresa seja agradável

Garantir um ambiente laboral saudável é um meio de otimizar a produção e gerar bem-estar  para todos. Além disso, um local organizado e limpo, assim como os momentos de diversão, ajudam a melhorar as relações de trabalho.  

Saiba reconhecer os esforços dos colaboradores

Todas as tarefas realizadas por um colaborador contribuem muito para o crescimento da empresa, por menores que elas sejam. Portanto, faça elogios quando um trabalho for executado com primor, então, ele entenderá o seu valor e irá se engajar cada vez mais.  

Folha com pequenos quadrados em sua superfície com rostinho verde análogo à emoji com quadrinho marcado ao lado, acima de duas carinhas vermelhas com ar triste com quadros desmarcados à direita
O employer branding atua de modo a satisfazer as necessidades da equipe para que ela esteja mais engajada na produção. Imagem de Adrian no Pixabay.

Como usar o Marketing de Conteúdo no employer branding?

O  employer branding usa técnicas de forma que seja possível monitorar as citações da equipe sobre a empresa. Dessa forma, o Marketing de Conteúdo entra como uma ação proativa, para educá-los e garantir a eficácia da promoção.

Essas ações terão mais sucesso se houverem esforços para que a imagem da marca se mantenha positiva. Por isso, todos devem estar envolvidos nos processos internos, assim como os líderes.  

Estimule a sua equipe a produzir materiais sobre as iniciativas adequadas para resolver um problema específico da operação. Por fim, não se esqueça que o setor de Recursos Humanos lidera as ações, mas o êxito depende do Marketing e da Comunicação.

Usamos cookies para melhorar sua experiência neste site. Ao continuar no site, você concorda com essas condições. Sim Mais detalhes