Tudo sobre Marketing e Empreendedorismo

Como usar os fatores de rankeamento Google em favor do seu negócio?

Entenda de uma vez por todas o que são os fatores de rankeamento Google e qual a importância de trabalhar cada um deles na sua estratégia de SEO. Esses, por sua vez, são o que definem a força de cada uma das páginas dentro da SERP.

Para cada pesquisa feita, o algoritmo do buscador vai fazer uma varredura para tentar encontrar os melhores resultados para tal, a fim de melhorar a experiência do usuário. Então, são esses fatores que propiciam uma maior precisão do que você deseja encontrar.

Guia Rápido

O que são fatores de rankeamento Google?

Eles são os principais responsáveis pela exibição dos resultados das páginas do motor de busca. Por isso, é de suma importância que você trabalhe todos esses fatores para conseguir aparecer para mais pessoas.

A partir das otimizações feitas nesses elementos é que a sua página começa a ganhar força e posições nos mecanismos de pesquisa. Isso porque, o Google utiliza um algoritmo muito complexo para a classificação de sites e os pontos analisados podem passar dos 200.

Grupos de fatores de rankeamento Google

Muitos desses fatores de rankeamento Google não foram revelados pela própria empresa e foi necessário alguns estudos acerca do tema. Por isso, veja abaixo em quais grupos principais eles se dividem:

  • Fatores de domínio;
  • Página;
  • Conteúdo;
  • Fatores ligados ao site;
  • Interação dos usuários;
  • Backlinks ou uso de links de retorno;
  • Normas do algoritmo;
  • Sinais da marca;
  • Fatores refutados ou em desuso;
  • SPAM on e off page.

Vale destacar que todos estes grupos devem ser trabalhados com atenção e cada um possui a sua importância. Portanto, veja a seguir de forma mais detalhada o que significa cada um deles.

homem sentado, trabalhando em notebook
Trabalhar todos os fatores de rankeamento Google são fundamentais para conseguir aparecer para mais pessoas. Imagem de Benjamin Dada em Unsplash

O que são fatores de rankeamento Google para domínio?

Esse termo se refere aos fatores analisados no seu domínio pelo buscador para rankear melhor a sua página. Por sua vez, o domínio é o endereço que você digita na URL para chegar até determinada página, como: “www.exemplo.com.br/categoriadoconteúdo”.

Idade é um dos fatores de rankeamento Google?

A idade pode ser sim um desses fatores analisados no seu domínio para rankeamento. Isso porque, um site que está há alguns anos no ar tende a ter mais relevância nos motores de busca do que um conteúdo postado recentemente, por exemplo. Porém, a qualidade do texto soma-se a isso na hora de rankear.

Idade exata do domínio

Vale destacar que este ponto não é 100% garantia de funcionar, já que nem sempre a página mantém relevância ao longo dos anos. Então, vale a pena analisar o conteúdo e se preciso, fazer alterações para deixá-lo o mais atual possível.

Histórico como um dos fatores de rankeamento Google

Outro ponto que pesa muito entre os fatores que o Google analisa para rankear é o histórico do seu domínio. Em suma, se seu site já sofreu alguma pena por práticas questionáveis de SEO, ele pode estar com o posicionamento comprometido nas SERPs.

Palavra-chave no início do domínio

Incluir a palavra-chave no domínio ajuda a rankear ainda mais a sua página. Mesmo que o Google não entenda como algo muito relevante, se o fizer, prefira incluir no início do seu site. O motor de busca também dá menos importância hoje para websites que tenham a palavra-chave como nome do domínio para evitar práticas de SPAM.

Palavra-chave no subdomínio

O buscador pode analisar ainda este fator para entender do que se trata aquela página em questão. No entanto, não tem tanta importância como antes se acreditava, mas vale a pena inserir, já que não vai atrapalhar no rankeamento.

País do ccTLD é um dos fatores de rankeamento Google

Este é um dos fatores de rankeamento Google que usa dados de localização para posicionar melhor o seu site. Então, se este utilizar um domínio “.br”, será mais relevante para o público no Brasil.

Privacidade do WhoIs

A privacidade é um fator que o Google analisa por meio do protocolo WhoIs. O mesmo analisa os dados do site, que podem causar penalizações caso estejam protegidos, porém, isso só deve ocorrer se o motor de busca associar essa prática a outros possíveis problemas no histórico do seu domínio.

Quais são os fatores de rankeamento Google para página?

Com a mesma importância dos outros pontos, existem também os fatores de rankeamento Google para a página. Portanto, veja em seguida detalhes sobre cada um dos elementos neste grupo.

Velocidade de carregamento

Para garantir uma melhor experiência do usuário, o Google incluiu a velocidade de carregamento como fator de rankeamento, tanto no desktop como em aparelhos móveis. Agora, este é um dos principais pontos que serão analisados pelo algoritmo e você deve investir em melhorias nesse sentido.

AMPs nos fatores de rankeamento Google

Essa é uma forma de otimização para dispositivos móveis, a fim de fazer a página carregar mais rapidamente. Por isso, embora não seja um dos principais fatores de rankeamento Google, ajuda a ficar no topo dos resultados das pesquisas feitas com esses aparelhos.

Mobile-friendly

Em 2015, houve uma atualização no algoritmo do buscador para considerar o Mobile-Friendly como um fator analisado para rankear. Desde então, as páginas investem em um layout mais responsivo para celulares, bem como, tablets e estes tendem a ter um melhor desempenho nas SERPs.

Mobile First Index é um dos fatores de rankeamento Google

Um dos fatores de rankeamento Google é o Mobile First Index, que considera antes das demais as páginas que possuem otimização para aparelhos móveis. Logo, isso incentivou os sites a investirem nesse quesito e quem ganhou com isso foi o usuário.

Conteúdo escondido por CSS e JavaScript

Não é indicado colocar pontos cruciais na sua página escondidos por botões. Isso porque, o Google pode não ler tudo com a mesma atenção necessária, o que deve comprometer o rankeamento da sua página. Uma dica é deixar todos os dados importantes de forma clara e de fácil acesso para o usuário, já que o algoritmo tende a simular a experiência dele.

Canonical tag

Este é um recurso que você pode usar no seu site, caso haja alguma outra página que fale sobre o mesmo tema. Com isso, você evita uma possível penalização por conteúdos duplicados em seu domínio.

pessoa segurando um celular, mostrando a página inicial do google
Fatores de rankeamento do Google devem estar o mais claro possível na sua página para que essa apareça mais vezes. Imagem de Solen Feyissa em Unsplash

Links quebrados como um dos fatores de rankeamento Google

Um dos fatores de rankeamento Google é a leitura dos links. Porém, se estes estiverem “quebrados”, ou seja, levarem a uma página inexistente ou exibirem o erro 404, pode comprometer a experiência dos usuários e claro, o seu posicionamento.

Erros de HTML

Evitar erros de programação no site também promovem uma melhor experiência dos leitores na sua página. Portanto, faça testes para que não haja botões que não funcionem, o que pode comprometer a análise do algoritmo no seu site.

Posição da página na arquitetura do site

O ideal é deixar as suas páginas mais próximas que puder da home page do seu site para uma melhor análise dos fatores de rankeamento Google. Assim, investir em uma boa arquitetura do site ajuda a aparecer mais no motor de busca.

Categoria da página é um dos fatores de rankeamento Google

Evite incluir páginas no seu site que não tenham a ver com a categoria inserida. Portanto, uma dica é evitar, no caso das notícias, incluir artigos que não se enquadrem como tal, já que o Google também deve analisar esses pontos.

Idade da página

Para conteúdos que não precisam de atualizações constantes, a idade da página tende a ser um dos fatores de rankeamento Google. Assim, a aposta é um conteúdo que construa autoridade ao longo do tempo e seja feito com qualidade para que mais pessoas o acessem e se sintam satisfeitas com o resultado.

Visibilidade do conteúdo principal é um dos fatores de rankeamento Google

Este é um ponto analisado por especialistas e o documento de diretrizes do Google o coloca como um fator crucial para rankeamento. Assim, evite colocar qualquer conteúdo, mesmo que anúncios, em posições que comprometam a leitura e visualização do material do seu site.

Uso de rich snippets (dados estruturados)

Um ponto que causa divergência de opiniões é se um dos fatores de rankeamento Google são os Rich Snippets. Fato é que você precisa trabalhar esses dados, para conseguir atingir as primeiras posições ou até mesmo a posição 0 da página de resultados do buscador.

Como funcionam os fatores de rankeamento Google para conteúdo?

Estes fatores levam em conta o material ou conteúdo que a sua página oferece ao leitor. Mas, vale destacar que estes pontos também tem ligação com as otimizações de SEO on page, que são importantes para rankear. 

Palavra-chave na title tag

O title tag é um dos fatores de rankeamento Google mais importantes. Afinal, é ele quem informa ao algoritmo o tema principal daquele conteúdo e deve ser bem trabalhado para atrair mais atenção dos usuários.

Palavra-chave no início da title tag como fatores de rankeamento Google

A melhor forma de trabalhar a palavra-chave na sua title tag é adicionar a mesma no início do título e à esquerda. Com essa simples prática, o Google entende que aquele é um termo de relevância do conteúdo da página.

Palavra-chave na meta description

Incluir o termo na meta descrição da sua página também ajuda a atrair mais tráfego orgânico para seu site, pois gera o interesse do leitor sobre aquele conteúdo. Porém, não é um fator de rankeamento direto, mas ajuda a entender o sentido principal do material, já que a palavra-chave aparece em negrito nesta descrição.

Palavra-chave na tag H1 é um dos fatores de rankeamento Google

O H1 é o título principal do seu texto e a palavra-chave deve estar contida também neste local. Com isso, siga a mesma regra de adicioná-la bem no início do texto para posicionar melhor sua página.

Palavra-chave nas tags H2 e H3 entre os fatores de rankeamento Google

Esses são os demais títulos ao longo do site que aparecem de forma hierárquica e devem conter a palavra-chave, já que são fatores de rankeamento Google. Mesmo que não sejam tão relevantes assim, ajudam de forma positiva na experiência do leitor e na varredura do buscador, que reforçam a importância do termo no conteúdo como um todo.

Palavra-chave no conteúdo principal

Um ponto que merece destaque é que essa palavra-chave deve estar contida ao longo do texto principal. Com isso, é ideal para que o Google entenda qual o sentido principal do conteúdo da sua página.

pessoa acessando o google pelo seu celular
Entre os fatores de rankeamento Google está o uso de palavras-chave no corpo do texto. Imagem de Arkan Perdana em Unsplash

Palavra-chave no início do texto para os fatores de rankeamento Google 

É ideal ainda que este termo apareça no início da sua página, pelo menos nos 100 primeiros caracteres. Logo, uma boa dica é incluir logo na introdução do seu texto e tentar distribuir de forma natural ao longo do mesmo.

Palavra-chave na URL como um dos fatores de rankeamento Google 

Um dos fatores de rankeamento Google inclui a URL e para melhor posicionamento nas SERPs, o termo deve estar no endereço. Assim, mesmo que seja um pequeno detalhe e que não tem tanta força assim no algoritmo, ajuda o buscador a entender a relevância da palavra no material da página.

Palavra-chave nas imagens

Para as imagens, é ideal que a palavra-chave apareça como título do arquivo da mesma. Do mesmo modo, veja abaixo mais detalhes sobre a otimização SEO das imagens para melhor rankeamento:

  • Use texto alternativo;
  • Inclua a palavra-chave ao redor das imagens;
  • Escolha boas imagens, pois estas engajam e atraem mais usuários.

A prática é ideal para que o Google consiga entender o que há nas imagens, já que não consegue visualizar o mesmo. Assim, você consegue mesclar algo que ajuda na otimização e na acessibilidade da sua página.

TF-IDF é um dos fatores de rankeamento Google

Essa é uma nova técnica ou modelo para entender a relevância de um determinado termo no conteúdo. Logo, é um dos fatores de rankeamento Google e que te permite trabalhar sinônimos para as palavras-chave do seu texto, como forma de não medir apenas a densidade com que a mesma aparece.

Google Hummingbird

O termo se refere a uma das maiores atualizações que o motor de buscas já sofreu, ainda em 2013. Em outras palavras, o Google Hummingbird mudou de certa forma o enfoque das palavras-chave nas buscas, o que facilitou o entendimento da máquina na hora de exibir os resultados.

Agora, o Google é capaz de entender qual o sentido da sua pesquisa para entregar conteúdos mais relevantes e que atendam às necessidades do usuário.

Co-ocorrências

Por sua vez, as co-ocorrências se referem aos termos que aparecem junto da sua palavra-chave com maior frequência. Assim, ajudam ainda mais o Google a fortalecer a página com relação a determinado tema.

LSI keywords entre os fatores de rankeamento Google

Este termo se refere a um dos fatores de rankeamento Google que surgiu com a atualização Hummingbird do algoritmo. Do mesmo modo, é uma forma de indexar sua página que considera os sinônimos usados e a semântica do conteúdo como um todo.

Termos semânticos na tags, imagens e URLs

Você pode usar palavras de mesmo significado como tags e até mesmo na otimização da página como um todo. Desse modo, não irá comprometer o seu rankeamento e você ainda consegue produzir um texto menos robótico, que compreenda apenas a sua palavra-chave principal.

BERT é um dos fatores de rankeamento Google

O BERT é uma outra atualização de algoritmo mais recente e também é um dos fatores de rankeamento Google. Com ela, o motor de busca é capaz de entender como funciona a linguagem humana para compreender o sentido de determinada busca e é mais um avanço do buscador ao melhorar a experiência do usuário na web.

Intenção de busca

É preciso entender qual a intenção de busca dos usuários na hora de produzir um conteúdo. Assim, se o seu público deseja entender algo mais profundo sobre algum tema, entregue exatamente isso a ele.

O ideal é produzir conteúdos em seu domínio que correspondam a cada tipo de busca acerca de uma temática. Com isso, o Google vai entender que sua página é uma autoridade no tema e pode fazer com que seu material seja entregue a mais pessoas e esteja entre as melhores posições no ranking.

EAT como um dos fatores de rankeamento Google

Embora seja um dos fatores de rankeamento Google, o EAT é medido com ajuda de especialistas no tema contratados pelo buscador. Por sua vez, se baseia nas Diretrizes do Google para essas pessoas que avaliam os conteúdos e a sigla significa:

  • Especialidade do autor;
  • Autoridade de quem escreveu o conteúdo;
  • Confiabilidade do material.

Vale destacar que este tipo de análise é mais voltada para páginas e conteúdos que têm grande impacto na vida das pessoas de forma direta, como artigos sobre saúde, finanças e até mesmo com teor jurídico.

celular mostrando a página inicial do google
A autoridade do conteúdo de sua página pode ser um dos fatores de rankeamento Google. Imagem de Edho Pratama em Unsplash

Profundidade do conteúdo

Produzir conteúdos mais completos e profundos causam um impacto muito grande na posição que sua página aparece na SERP. Por isso, é ideal tentar abordar todos os pontos de um tema no seu artigo, para tentar sanar todas as dúvidas do usuário como forma de trazê-lo de novo ao seu destino.

Comprimento do conteúdo

O tamanho do texto também pode ser um dos fatores de rankeamento Google. Nesse sentido, uma boa dica é criar materiais grandes, que possibilitem abordar todos os pontos sobre determinado tema para melhorar seu rankeamento, o que comprova ainda mais o fator anterior.

Originalidade do conteúdo

Criar textos grandes, mas que sejam cópias claras atrapalha mais do que ajuda na posição que sua página ocupa nas SERPs. Ou seja, crie um conteúdo que seja o mais original possível e evite penalizações por parte do Google.

Autoria do conteúdo entre um dos fatores de rankeamento Google

Embora seja confuso o entendimento sobre a autoria como um dos fatores de rankeamento Google, é ideal criar um texto único. Afinal, o buscador ainda valoriza bastante a autoria como diferencial em seu domínio.

Conteúdo duplicado

Investir na otimização do seu material para dispositivos móveis ao invés de criar uma outra página, evita o entendimento de que seu conteúdo está duplicado. Dessa forma, caso o Google tenha esta compreensão de que seu texto está duplicado na web, o seu domínio pode sofrer penalizações também.

Correção da linguagem

Um dos fatores de rankeamento Google é a linguagem do material. Logo, erros de gramática, sintaxe ou até mesmo de pontuação, poderão custar uma queda de posições de sua página nas SERPs.

Conteúdos “frescos” é um dos fatores de rankeamento Google

Criar dados com informações recentes é uma das melhores formas de rankear. Isso porque, de acordo com o tema, quanto mais fresco for o conteúdo, mais ele tende a aparecer para os usuários, enquanto os demais caem de posição no ranking do buscador.

Relevância das atualizações

Para deixar o conteúdo “fresco”, como fala a dica anterior, não precisa necessariamente postar algo novo. Por exemplo, atualizar o texto com algo recente pode ser uma ótima estratégia, porém, ela deve ser relevante, como um trecho inteiro e não só algumas palavras ou termos.

Frequência das atualizações

Atualizar seus dados com frequência pode ser um dos fatores de rankeamento Google, já que isso incentiva o mesmo a passar com mais frequência também na sua página. Com isso, ele percebe que sempre há novidades e coloca seu material na frente dos demais.

Lista de tópicos com link como um dos fatores de rankeamento Google

No caso do seu texto ter muitos títulos e tópicos ao longo dele é ideal fazer um índice no início dele com links que levem o usuário diretamente à cada um. Além disso, é uma ótima forma de atingir a posição 0 das SERPs e ser transformado em featured snippet.

Bullets e listas numeradas

Essa é uma ótima forma de melhorar a legibilidade do seu texto, já que deixa o mesmo o mais escaneável possível. Isso ajuda o usuário a entender que a leitura não será cansativa e permanece mais tempo em sua página.

Assunto dos links outbound

O uso de links outbound, que levam o leitor a outro domínio, é um dos fatores de rankeamento Google, mas esses devem ser de qualidade. Por sua vez, o assunto deve ter sentido com o texto principal, já que o buscador também analisa a semântica para entender mais ainda do que se trata o seu conteúdo.

Excesso de links outbound entre um dos fatores de rankeamento Google

Da mesma forma que o uso de links que complementam sua fala são fatores de rankeamento Google, o excesso pode fazer um efeito contrário, portanto, evite incluir muitas informações desnecessárias no seu texto.

Conteúdo suplementar útil

Você pode incluir conteúdos suplementares para melhorar a experiência do usuário na sua página. No entanto, este deve ser útil de alguma forma, para não tirar a atenção dos mesmos no conteúdo.

Otimização de imagens é um dos fatores de rankeamento Google

Para melhorar o rankeamento, uma boa forma de otimizar as imagens é comprimir a dimensão da mesma e manter um padrão de tamanho. Com essa preocupação, você ajuda a página a carregar mais rápido e ainda favorece o SEO do site.

pessoa sentada, analisando gráficos em seu laptop
O Google Analytics ajuda a monitorar o site e os fatores de rankeamento Google na sua página. Imagem de Myriam Jessier em Unsplash

Uso de conteúdo multimídia

Incluir conteúdos multimídia pode ser também um bom fator de rankeamento. Afinal, a experiência dos usuários é a maior preocupação do algoritmo e incluir gifs, imagens ou até vídeos, melhora a escalabilidade e podem complementar as informações do seu material.

Número de links internos na página como um dos fatores de rankeamento Google

Usar links internos também é um dos fatores de rankeamento Google, já que ajudam o algoritmo a entender como é a hierarquia do seu site. Assim, invista em um número razoável de links para o seu próprio domínio, mas não em excesso para evitar a dispersão do leitor.

Qualidade dos links internos da página

Vale deixar claro que não é apenas o uso dos links que serve para rankear. Então, sempre crie ligação entre artigos que tenham o mesmo sentido e que tenham certa autoridade com os mecanismos de busca.

Texto-âncora dos links internos da página

Esse tipo de texto base usado nos links internos serve para ajudar o Google a entender qual o sentido principal do mesmo. Com isso, faz a indexação correta para a palavra-chave certa na hora de exibir nas páginas de resultados.

Comprimento da URL é um dos fatores de rankeamento Google

O ideal é fazer URLs curtas para que o usuário entenda sobre o que se trata e até mesmo a leia. Do mesmo modo, pode ser um dos fatores de rankeamento Google, que tende a interpretar tudo na página.

Fontes e referências

Ao abordar assuntos importantes e que tratam diretamente das situações de vida das pessoas, cite sempre as referências ou a fonte da informação. Afinal, esses dados serão tratados em relatório com base nas diretrizes para avaliadores externos contratados pelo Google.

O que são fatores de rankeamento Google para site?

Os fatores de rankeamento Google para o site ou domínio analisam vários pontos, mas sempre com base na experiência que os usuários terão ao acessá-lo. Portanto, veja a seguir alguns desses aspectos analisados pelo robô:

  • Facilidade de navegação;
  • Histórico do domínio;
  • Clareza dos dados de contato.

Vale destacar que quanto mais clara e aberta for a sua comunicação, maior é a chance de seu usuário retornar ao seu site. Por isso, veja esses e mais detalhes nos tópicos a seguir sobre o rankeamento.

Usabilidade do site

O seu site deve ser o mais simples e intuitivo possível, para que as pessoas não fiquem confusas na hora de buscar alguma informação ou conteúdo no mesmo. Em outras palavras, não ofereça barreiras aos usuários, porque esse é um dos fatores de rankeamento Google.

Reputação do site como um dos fatores de rankeamento Google

Esse ponto é importante, embora não seja usado de forma direta como um fator para rankear pelo Google. No entanto, o robô entende as referências e avaliações feitas à sua marca como forma de entender a autoridade do site.

TrustRank

O termo se refere à análise que o robô faz entre as ligações feitas por meio dos links para entender a confiabilidade do seu site. Logo, ele analisa os domínios que criam links até o seu, como também os websites para o qual você direciona os seus usuários.

Informações de contato entre um dos fatores de rankeamento Google

É ideal informar seus dados de contato de forma clara, pois isso é um dos fatores de rankeamento Google. Em suma, tende a ter uma avaliação mais rigorosa quando se trata de conteúdos YMYL, que podem impactar de forma direta pontos da saúde ou vida financeira do usuário que navega na mesma.

Termos de serviço e privacidade

Uma das formas que o Google usa para entender se seu site é confiável é analisar se existe uma política de privacidade ou termos para os usuários. Assim, é um diferencial na hora de rankear o conteúdo.

Arquitetura do site

Crie uma estrutura que beire a lógica no seu site, para que os usuários entendam de cara como funciona ao navegar. Por outro lado, ter uma arquitetura bem definida ajuda o Google a indexar todas as suas páginas e com certeza, tem influência na hora de rankear o site.

Breadcrumbs como um dos fatores de rankeamento Google

Os breadcrumbs são basicamente a indicação do caminho no site até chegar a tal página e funciona como: exemplo.com>blog>seo>fatores-de-rankeamento. Com isso, além de nortear o seu leitor, ainda contribui para o rankeamento do seu site.

pessoa pesquisando no google em seu laptop
Investir na arquitetura do site é um dos possíveis fatores de rankeamento Google. Imagem de Pixabay em Pexels

Uso do sitemap

O sitemap é um arquivo em .xml e que serve como um dos fatores de rankeamento Google. Isso porque, ele ajuda o rastreador do motor de busca a compreender novos conteúdos na estrutura do seu domínio e indexa todos eles de forma mais fácil.

Estrutura da URL entre os fatores de rankeamento Google

Crie uma estrutura na sua URL que seja clara, como nos demais campos do seu domínio. Portanto, uma dica é deixar a mesma o mais próximo disso possível: www.exemplo.com.br/fatores-de-rankeamento-do-google, para melhor compreensão dos usuários e do robô.

Disponibilidade do site

Evite deixar seu site por muito tempo fora do ar, mesmo em períodos de manutenção ou atualização. Essa prática pode levar o Google a entender que o mesmo foi excluído e até remover seu domínio entre as principais páginas do ranking.

Localização do servidor

O local onde o servidor físico se encontra pode ser também um dos fatores de rankeamento Google. Isso se dá porque o servidor em outra localidade pode impactar na velocidade de carregamento das páginas e até contribuir para o não posicionamento por uma questão de geolocalização.

Certificado SSL e protocolo HTTPS

Desde 2014, esses são fatores efetivos na hora de rankear uma página no motor de busca. Afinal, contribui não só para a otimização dos domínios como também para a segurança das pessoas ao acessarem.

Vídeos do YouTube é um dos fatores de rankeamento Google

Incluir vídeos do YouTube também ajuda na hora de rankear a partir dos resultados nesse formato. Mas, o Google não fala de forma direta que é um fator de rankeamento, embora dê para notar em análises mais detalhadas.

Quais são os fatores de rankeamento Google para usuário?

Neste caso, os fatores de rankeamento Google analisam os sinais dos usuários sobre a confiabilidade e autoridade de um site. Então, a partir das interações dos mesmos, o motor de busca faz uma avaliação prévia na hora de rankear.

RankBrain

RankBrain foi uma atualização feita pelo Google em seu algoritmo principal, a fim de simular um cérebro humano na hora de analisar as pesquisas. Em outras palavras, é capaz de entender o sentido de uma palavra para tentar direcionar o resultado mais preciso possível.

CTR orgânico para uma palavra-chave

Embora a taxa de cliques em um site não seja um fator de rankeamento direto, segundo o Google, ter um bom CTR orgânico em uma palavra-chave ajuda a atrair ainda mais acessos e esse pode sim ser um diferencial na hora de posicionar seu site no ranking.

CTR orgânico para todas as palavras-chave

O CTR Orgânico também pode ter influência nas demais páginas do seu site, pois acredita-se que o Google faça uma varredura em todas as palavras chave que compõem o seu domínio.

Taxa de rejeição como um dos fatores de rankeamento Google

Essa taxa pode ser um dos mais importantes fatores de rankeamento Google. Por exemplo, se alguém acessa seu site e não interage, não lê tudo até o fim e sai rápido da página, o Google pode entender que aquele domínio não merece aparecer para mais pessoas.

Tempo de permanência

Aqui vai mais um suposto fator de rankeamento, mas que é bem controverso e divide opiniões. Por sua vez, relata que o tempo que os usuários passam na sua página influencia em como o Google entende seu material.

Tráfego direto entre os fatores de rankeamento Google

O tráfego direto é um dos principais fatores de rankeamento Google. O termo se refere às pesquisas dos usuários que incluem a palavra-chave e o nome da sua empresa ou domínio, para ler o seu resultado como prioridade.

Visitantes frequentes

Gerar novos acessos de pessoas que já te visitaram antes ajuda muito no rankeamento orgânico do seu site. Com esse retorno dos usuários às suas páginas, o motor de buscas entende que existe algo de valor naquele domínio.

Favoritos do Chrome como um dos fatores de rankeamento Google

A quantidade de usuários que salva a sua página nos favoritos do Chrome são sim fatores de rankeamento Google, desse modo, o próprio buscador já revelou que usa esses dados para personalizar suas SERPs.

Comentários

É ideal incluir a opção de comentários em sua página e até estimular tal prática. Isso porque, essa interação pode ser usada pelo Google na hora de posicionar sua página no ranking do mecanismo de buscas.

laptop mostrando a página de pesquisa do google
Dados do tráfego e histórico de busca dos usuários podem ser fatores de rankeamento Google para o mesmo. Imagem de cottonbro studio em Pexels

Como funcionam os fatores de rankeamento Google para backlinks?

Os backlinks são elementos considerados como SEO off-page. Por isso, veja abaixo o que mais está contido nesta prática para entender mais sobre esse fator de rankeamento:

  • Técnicas de link building;
  • Autoridade com domínios de outras áreas.

Todos os pontos abaixo são levados em conta ainda na hora de posicionar organicamente suas páginas. Em suma, são todos fatores importantes e você deve analisar os detalhes com atenção.

PageRank é um dos fatores de rankeamento Google

Este é um dos mais importantes fatores de rankeamento Google a nível off-page. O PageRank é o responsável por avaliar o perfil dos links que possuem ligação com a sua página para saber como posicioná-la.

Naturalidade dos perfis de backlinks

Ter links que direcionam os usuários à sua página é muito bom, mas algumas práticas são entendidas pelo Google como Black Hat, que pode causar punições ao site. Com isso, não é bom para sua página receber diversos backlinks e de um só site, pois pode parecer algo forçado.

Quantidade de páginas com backlinks

O número de páginas e diversidade das mesmas que citam seu domínio ajuda na hora de rankear seu conteúdo. Porém, esse fator se associa aos demais, afinal, nenhum deles é capaz sozinho de levar sua página ao topo da SERP.

Diversidade de domínios com backlinks

Como dito de forma mais branda acima, a diversidade de domínios com links que direcionam ao seu é um dos mais importantes fatores de rankeamento Google. Vale lembrar que isso impacta de forma direta na posição orgânica do seu site.

Diversidade de tipos de domínios com backlinks

É importante também como fator de rankeamento os tipos de sites que citam o seu domínio. Assim, ter backlinks em fóruns, websites e blogs podem influenciar a maneira que o robô do algoritmo entende sua página.

Idade do domínio com backlinks

Um outro ponto muito importante entre os fatores de rankeamento Google é a idade do domínio que te citou. Afinal, o tempo que a página está no ar pode contribuir para a confiabilidade do mesmo.

Popularidade das páginas como um dos fatores de rankeamento Google

A popularidade dos domínios que te citaram é um ponto que ajuda seu site a rankear. Por isso, um website que recebe muitos backlinks usar um link para o seu domínio é uma ótima forma de aparecer mais.

Autoridade do site

Receber backlinks de sites com autoridade pode ser um dos melhores fatores de rankeamento Google. Vale destacar que o robô pode “dividir” essa autoridade entre os domínios.

Backlinks de páginas hub é um dos fatores de rankeamento Google

Páginas hub são locais em sites que dominam e centralizam seu material em um assunto. Então, receber links destes domínios pode ser um dos melhores fatores de rankeamento.

TrustRank do site

Sites com boa reputação no TrustRank e que direcionam usuários ao seu domínio ajudam o motor de busca a entender sua página como importante e confiável, além de favorecer um link juice.

Texto-âncora entre os fatores de rankeamento Google

O texto base ou âncora que direciona para o seu domínio, fala muito sobre a importância do seu site. Mas, como dito anteriormente, um número alto de backlinks e em pouco tempo pode ser entendido como prática maliciosa.

Alt text das imagens com backlink

Um dos importantes fatores de rankeamento Google é também o texto alternativo das imagens com backlinks. Assim, o robô também considera esses pontos na hora de entregar seu material.

Contexto do backlink como um dos fatores de rankeamento Google

O Google avalia, além da presença de links de direcionamento, o contexto e semântica dos mesmos. Logo, um link que direcione a uma página que não tenha relação com o texto original não terá muita relevância ao rankear.

Qualidade do conteúdo

A forma como um conteúdo é escrito é um dos fatores de rankeamento Google. Isso porque, materiais bem escritos, originais e relevantes são mais fáceis de aparecer.

Nicho da página é um dos fatores de rankeamento Google

Um ponto que o Google também analisa é a relação entre os nichos das páginas que se ligam por meio dos backlinks. Com isso, quanto maior a relação que o robô encontrar, maior autoridade deve atribuir à tal página.

pessoa sentada, trabalhando em seu laptop e no celular ao mesmo tempo
Ter boas ligações no seu nicho é um dos principais fatores de rankeamento Google. Imagem de Maxim Ilyahov no Unsplash

Nicho dos sites

Do mesmo modo que o anterior, o nicho do site em geral também oferece influência entre os fatores de rankeamento Google. Portanto, receber backlinks de páginas que tratam de determinado tema ajuda o motor de busca a segmentar seu material.

Co-ocorrências do backlink como um dos fatores de rankeamento Google

Outro fator que o Google entende na hora de construir confiança na sua página é a co-ocorrência de palavras no entorno dos backlinks. Desse modo, caso essas sejam comuns à sua palavra-chave, pode ajudar na construção de autoridade do seu domínio.

Posição do backlink na página

Vale destacar que você deve posicionar seu link no decorrer do conteúdo principal e não nos títulos. Bem como, distribuir bem ao longo do mesmo, para que o Google entenda melhor o sentido do mesmo.

Posição do backlink no conteúdo entre um dos fatores de rankeamento Google

Um dos melhores locais no seu texto para se inserir o backlink é nas primeiras 100 palavras. Com isso, o Google consegue fazer uma boa leitura e posicionar melhor seu site.

Backlinks da homepage

Os backlinks incluídos na página principal dão ainda mais autoridade para você. Dessa forma, facilita o entendimento do robô do Google e igualmente, a experiência das pessoas durante a navegação.

Backlinks de concorrentes é um dos fatores de rankeamento Google

Receber links de sites que falam do mesmo assunto e concorrem com os acessos do seu domínio são ótimas maneiras de rankear. O Google entende que essa prática é um sinal de que você possui muita autoridade no que produz.

Backlinks de sites esperados

O robô também considera este como um dos fatores de rankeamento Google. Logo, se você já recebeu backlinks de sites do seu nicho que o buscador já espera é uma forma lógica de posicionar seu material.

Backlinks de sites de má qualidade

Por sua vez, receber links de sites que já sofreram punição por Black Hat diminuem a chance de você ganhar posições. Portanto, pode-se usar ferramentas para analisar a qualidade dos backlinks que recebe.

Backlinks de publicidade como um dos fatores de rankeamento Google

Links com essa característica devem ser marcados como “sponsored” e não mais o “no follow”. Desse modo, a página com backlink tem mais chance de indexação dentro dos pontos analisados pelo buscador.

Backlinks de conteúdo (UGB) gerado por usuários

No caso de materiais gerados por usuários, use a tag UGB invés da “no follow”. Assim, a autoridade não será repassada, porém, não será completamente ignorado pelo buscador entre os fatores de rankeamento Google.

Links nofollow entre um dos fatores de rankeamento Google

Esse tipo de link ajuda o Google a entender que não deve endossar a página linkada. Mas, serve para o buscador entender a naturalidade do seu perfil de backlinks e também a autoridade de seu conteúdo.

Guest posts

O Guest Post pode ser tido ainda como um dos melhores fatores de rankeamento Google. Entretanto, apenas deve ter relevância entre sites e blogs que são autoridades dentro do seu nicho.

Excesso de redirecionamento 301

Evite usar muitos redirecionamentos de página do tipo HTTP 301. Isso porque, o Google poderá entender que não é mais para seguir o caminho dos links e a página final pode ficar sem indexação ou rankeamento.

Atributo link title é um dos fatores de rankeamento Google

Link Title é o texto que aparece ao usuário quando o mesmo passa o mouse por cima de algum tópico linkado. Embora o Google ainda não tenha se posicionado sobre a importância disso para rankear, sem dúvida melhora a navegação dos usuários.

Country Code TLD dos domínios com backlinks

Esse é um dos fatores de rankeamento Google que usa a localização para entender a relevância do material. Então, de acordo com esses dados, o motor de buscas entende qual região deve receber mais aquele conteúdo.

Palavra-chave no título da página como um dos fatores de rankeamento Google

Uma dica para melhorar o seu posicionamento é usar backlinks para páginas que contenham a palavra-chave do seu conteúdo no título H1 do texto. Contudo, isso deve ser associado a mais otimizações.

Velocidade de ganho de backlinks

A velocidade dos ganhos de link de referência pode causar um impacto bom ou péssimo no seu site. Afinal, este ganho deve ser natural e um número alto de citações pode levar o robô a entender isso como Black Hat e penalizar seu site.

homem sentado, trabalhando em seu laptop
Backlink é um dos fatores de rankeamento Google, mas não deve ser feito em excesso. Imagem de cottonbro studio em Pexels

Backlinks do Wikipedia

Usar backlinks do Wikipédia não traz nenhuma autoridade para a sua página, pois são do tipo “nofollow”. Mas, construir artigos de autoridade e ser citado pode ser uma boa forma de ser notado pelo Google.

Idade do backlink entre um dos fatores de rankeamento Google

A idade do link é algo muito controverso entre os profissionais de marketing e SEO. Isso porque, alguns podem interpretar que sites com backlinks mais antigos possuem sim a sua relevância, embora ser citado por novos domínios ajuda a entender que você continua a se atualizar.

Atualização da página

Isso confirma um pouco a tese acima, porque novas páginas te citarem é uma forma do Google perceber que seu site ainda é autoridade em dado tema. Do mesmo modo, diminui a relevância de sites que possuem backlinks mais velhos.

Número de links outbound da página é um dos fatores de rankeamento Google

Tente equilibrar o número de links de saída com o links internos para que o Google não confunda as informações. Nesse sentido, também crie redirecionamentos para seu domínio para rankear melhor.

Comprimento do conteúdo

Evite criar conteúdos rasos ou mais superficiais sobre um tema, principalmente se já houverem artigos completos sobre o mesmo. Por exemplo, o Google entende que um material mais longo tende a ser mais completo e se aprofundar mais nos tópicos.

Sitewide links entre um dos fatores de rankeamento Google

O termo se refere aos links repetidos que levam à páginas de contato, por exemplo. Então, o uso excessivo destes backlinks não influencia muito, porque o Google entende como um só link.

Quais são as regras do algoritmo para os fatores de rankeamento Google?

Alguns pontos são analisados como fatores de rankeamento Google, assim, veja abaixo algumas dessas regras do algoritmo para posicionar melhor suas páginas no ranking do buscador:

  • Histórico do usuário;
  • Localização do mesmo.

Vale deixar claro que esses pontos devem estar contidos dentro de uma estratégia bem definida. Portanto, não irá funcionar caso sua página deixe a desejar em quesitos como o SEO on page.

Localização do usuário nos fatores de rankeamento Google

A localização é um dos principais fatores de rankeamento. Isso porque, ele ajuda a direcionar resultados para a sua região em buscas por estabelecimentos próximos, por exemplo.

Histórico de navegação do usuário

O histórico dos usuários também são levados em conta pelo Google na hora de posicionar os resultados para o mesmo. Com isso, é uma forma de não padronizar a exibição para todos e sim para aquela pessoa em específico.

Histórico de buscas do usuário para os fatores de rankeamento Google

Este é um ponto que o buscador analisa entre os fatores de rankeamento Google. Afinal, o histórico de pesquisas do usuário serve para ajudar o mecanismo a interpretar melhor uma busca ambígua ou mais genérica.

Featured snippets

Páginas que chegam a essa posição, que aparecem antes dos resultados, expõem a qualidade do material e a autoridade que você construiu. Por isso, atingir os featured snippets pode ser até melhor que rankear entre os resultados orgânicos.

Buscas que exigem conteúdos frescos nos fatores de rankeamento Google

Alguns conteúdos tendem a rankear quando são mais recentes e isso pode ser explicado pelo avanço de determinados setores, como uma busca sobre qual o melhor lançamento de carros. Afinal, quando mais recente for a resposta sobre essa pergunta, mais deve aparecer.

Buscas que exigem conteúdos desambiguação

Em caso de dúvidas quanto à sua pergunta, o Google tende a apresentar alguns conteúdos que podem não ser relevantes. Porém, serve para fazer a desambiguação, ou seja, tirar o sentido duplo da pesquisa.

Buscas que exigem formatos específicos

Entre os fatores de rankeamento Google, estão as buscas por formatos específicos. Portanto, em caso de pesquisas por imagens ou vídeos, o motor de buscas deve rankear o que mais condiz com a procura.

Buscas que retornam muito spam

Algumas buscas tendem a gerar muito SPAM, o que não é interessante nem para o usuário nem para o Google. Por isso, a última atualização de 2014, visa remover os resultados nesse tipo de pesquisa.

Buscas transacionais entre os fatores de rankeamento Google

Entre os fatores de rankeamento Google está o de buscas no tipo transacionais. Logo, pesquisas por preços de produtos ou lojas tendem a oferecer resultados com links que levem à compra e não às informações sobre o tema.

imagem mostrando a página de pesquisa do google
As buscas dos usuários ajudam a definir os fatores de rankeamento Google para os mesmos. Imagem de visuals no Unsplash

Buscas locais

Para as buscas locais, o Google oferece a função de Local Pack, que deve exibir os primeiros três resultados mais relevantes de acordo com a geolocalização do usuário, em vez de páginas mais abertas na web.

SafeSearch para os fatores de rankeamento Google

Essa é uma ferramenta que impacta de forma direta nos fatores de rankeamento Google. Isso porque, ao ativá-lo, o usuário fica livre de conteúdos explícitos de várias formas, o que impacta no rankeamento para essas pessoas.

Sites YMYL

O termo se refere a sites que impactam de forma direta na vida das pessoas. Por isso, para sites que falam de saúde, finanças e até leis, o rankeamento se dá de forma mais rigorosa e nem todas as páginas serão exibidas.

Diversidade de domínios na SERP

É normal que o Google diversifique os resultados que aparecerão para você para que haja uma gama de opções e pontos de vista. Do mesmo modo, as escolhas de visualização vão influenciar nos resultados do mesmo em buscas futuras.

O que é o sinal de marca para o Google?

Os sinais de marca também são bons fatores de rankeamento Google. Afinal, mesmo que não haja uma referência clara sobre tal marca, o buscador entende quando entregar conteúdos que tenham relação com a mesma.

Citação da marca sem link nos fatores de rankeamento Google

Como dito acima, mesmo que não haja uma referência, o Google associa a citação à sua marca. Assim, ajuda ainda mais na construção de autoridade e presença digital da mesma.

Nome da marca no texto âncora

Usar o nome da marca em textos base que levem até o seu ajuda a mostrar a força do seu domínio para o mecanismo de busca, portanto, também são fatores de rankeamento Google.

Buscas pela marca no Google entre os fatores de rankeamento Google

Quanto mais pessoas buscarem pela sua marca de forma explícita, mais o Google vai entender que a sua página ou marca são relevantes dentro de determinado nicho.

Buscas pela marca com uma palavra-chave

Outra boa forma de construir mais confiabilidade é por meio de pesquisas de usuário com sua marca e uma palavra-chave. Por exemplo, uma busca da seguinte forma: Exemplo de marca + fatores de rankeamento Google, ajuda o buscador a entender a força do seu material.

Páginas e perfis atuantes nas redes sociais

Invista na criação e movimentação de perfis nas principais redes sociais, pelo menos, para que o Google entenda que sua marca existe e é relevante dentro de um cenário e, automaticamente, posicioná-la melhor.

Menção da marca nas principais notícias

Quando a sua marca aparece em notícias relevantes, o buscador também pode entender como um dos fatores de rankeamento Google e também pode posicioná-la melhor após análise.

Cadastro da empresa no Google Meu Negócio

Esse é um outro ponto que pode ser entendido como fator para rankear. Afinal, criar um perfil da sua empresa e permitir feedbacks de clientes é uma boa maneira do Google te entender como relevante.

Quais são os tipos de spam on page nos fatores de rankeamento Google?

Existem várias práticas que o Google entende como SPAM e que são passíveis de punição. Assim, o foco é o combate ao Black Hat para tentar remover da SERP páginas que não tem relevância nem valor para os usuários.

Conteúdo de baixa qualidade

Desde 2011, o foco das atualizações dos algoritmos é combater ainda conteúdos copiados ou que servem apenas para distribuir links para outros sites. Por isso, esse tipo de texto que não agrega dificilmente deve rankear.

Conteúdo oculto para os fatores de rankeamento Google

Muitas pessoas usam práticas não recomendadas como fatores de rankeamento Google. Em suma, alguns deles colocam fontes brancas em fundo de mesma cor ou até reduzem a fonte para o tamanho mínimo. Ao perceber isso, o Google não deve apresentar mais aquele material aos usuários.

Conteúdo malicioso

Sites com conteúdos maliciosos tendem a sofrer punições severas do motor de buscas. Algumas delas incluem o uso de arquivos malware em downloads ou instalação dos mesmos no PC dos usuários.

Links para sites de má reputação

O uso de links é um dos principais fatores de rankeamento Google. Sempre analise, então, a reputação de uma página antes de levar seus usuários até a mesma.

tablet mostrando a página inicial do google
Monitore as páginas que direcionam links para seu site para não atrapalhar os fatores de rankeamento Google. Imagem de Firmbee em Pixabay

Cloaking entre os fatores de rankeamento Google

Essa é uma das mais conhecidas práticas de Black Hat e que podem custar caro, então evite-a. Por sua vez, ela consiste na criação de uma página falsa, que exibe um conteúdo para as pessoas e outra para o robô, pelas mais diversas intenções que imaginar.

Redirecionamentos maliciosos

A prática em questão também causa punições. Afinal, ela visa levar os usuários até locais onde o Google não rastreia, o que é entendido como prática suspeita pelo mesmo.

Keyword stuffing para os fatores de rankeamento Google

Essa é uma prática antiga e que muita gente ainda faz. Ela consiste em empilhar palavras-chave em um texto, como uma forma de forçar o Google a entender aquele material como relevante.

Keyword stuffing em meta tags

Jamais exceda ou force o uso de palavras-chave na sua title tag ou qualquer outro tópico em seu texto. A justificativa é simples, pois o Google pode entender a prática como spam.

Popups de página inteira entre os fatores de rankeamento Google

A técnica é também um dos fatores de rankeamento Google, mas no sentido de que este será combatido e não deve aparecer. Isso porque, desde 2016, o buscador bane esse tipo de exibição de páginas, já que dificultam a vida de quem acessa em dispositivos móveis.

Anúncios excessivos acima da dobra

Esta é uma prática a se evitar, já que o Google também pode entendê-la como SPAM. Por isso, posicionar muitos anúncios acima da barra de rolagem dificulta a visualização do usuário e também o rankeamento de sua página.

Doorway pages para os fatores de rankeamento Google

Outro ponto que pesa como um dos fatores de rankeamento Google é a presença de vários sites que não geram nenhum valor aos usuários e direcionam sempre ao mesmo lugar.

Parked domains

Estas são páginas que o Google ignora na hora de rankear, afinal são páginas estacionadas e que não contém nenhum material em seu interior e servem apenas para registrar um domínio.

Programas de afiliados entre os fatores de rankeamento Google

Participar destes programas não influencia na forma que o seu site é rankeado. No entanto, links em excesso e que não tem nenhum valor para os usuários serão entendidos como SPAM.

Links de afiliados escondidos

O uso de links de parceiros e afiliados de forma camuflada também é uma prática que o Google não aceita. Isso porque, é uma maneira de tentar burlar o algoritmo e apresentar aos usuários uma página que não tem valor.

Conteúdo automatizado para os fatores de rankeamento Google

Essa é uma prática que, certamente, será descoberta pelo algoritmo e sofrerá punição. Por sua vez, consiste em publicar um conteúdo gerado de forma automática, que não contribui com a experiência das pessoas na web.

Excesso de links nofollow

Mesmo que esses links não compartilhem autoridade entre as páginas, o uso em excesso pode ser entendido como SPAM. Então, influenciam na interpretação dos demais fatores de rankeamento Google.

Endereço IP marcado como spam

Endereços IP marcados como spam no server podem atrapalhar o rankeamento de sua página, caso esteja hospedada lá. Porém, se forem apenas alguns endereços no servidor, o problema pode não ser tão grave.

Spam gerado por usuários entre os fatores de rankeamento Google

Postagens de usuários que contêm SPAM também são uma forma de atrapalhar os fatores de rankeamento Google. Por isso, monitore com frequência o que está sendo publicado na sua página, mesmo que não seja por pessoas de sua equipe.

página inicial do google. A imagem mostra uma lupa em cima do nome google
Evite spam para que seu site não seja comprometido na análise dos fatores de rankeamento Google. Imagem de 422737 em Pixabay

Como funciona o spam off page para o Google?

Algumas práticas de Black Hat de terceiros também podem ter impacto direto na sua página. Portanto, veja abaixo como evitar problemas dessa natureza no seu domínio.

Compra e venda de backlinks

O Google entende essa prática como não natural e que visa influenciar as pessoas a acessarem algo que pode não gerar valor. Em suma, se houver sinais dessa prática, o buscador poderá penalizar as páginas envolvidas, o que prejudica os fatores de rankeamento Google.

Troca de backlinks para os fatores de rankeamento Google

A prática ajuda sim no seu rankeamento, mas o excesso sempre será combatido pelo robô do algoritmo, seja ele detectado em qualquer lugar. Isso porque, a prática vai contra as diretrizes do buscador.

Esquemas de links temporários

Mesmo que haja entre as páginas uma prática para exibir de forma temporária os backlinks, o Google consegue identificar a inclusão e exclusão desses, então você também estará passível de punições.

Backlinks em larga escala entre os fatores de rankeamento Google

Adotar essa prática em larga escala também pode ser entendido como uma prática que atrapalha os fatores de rankeamento Google. Logo, evite-a mesmo em caso de postagens de convidados.

Backlinks repentinos para os fatores de rankeamento Google

Um aumento sem explicação de links de retorno para seu domínio é uma das formas que o Google entende como fraude. Por isso, jamais use essa estratégia para posicionar melhor sua página.

Muitos backlinks de baixa qualidade

Controle também as entradas de links que tenham origem em locais onde são detectados muitos Black Hats. Isso porque, a prática pode atrapalhar os fatores de rankeamento Google para o seu domínio, que será associada a essas páginas nocivas.

Backlinks em widgets entre os fatores de rankeamento Google

Os backlinks nos widgets podem ser entendidos pelo robô do algoritmo como algo superficial para o usuário. Por isso, não é algo que ajuda na forma como sua página será posicionada.

Muitos backlinks do mesmo IP

Receber muitos backlinks do mesmo local pode levar o buscador a entender que você está sendo referenciado por uma rede privada de domínios. Logo, também pode influenciar nos fatores de rankeamento Google.

Backlinks de press release para os fatores de rankeamento Google

O uso de backlinks em excesso nos textos de imprensa também são vistos como algo artificial. Em outras palavras, jamais utilize links em excesso para nenhum tipo de material, muito menos este.

Texto âncora otimizado em excesso

Usar materiais em excesso com backlinks nas palavras principais também pode ser considerado SPAM fora da página pelo robô do algoritmo do Google.

Site hackeado entre os fatores de rankeamento Google

Caso ocorra um problema como esse na sua página, busque recuperá-lo o quanto antes. Afinal, se o Google entender que não há interesse em retomá-la, poderá excluir a mesma das SERPs.

Rejeição de backlinks duvidosos

Você pode usar aplicações do próprio Google para manter seu site livre desse tipo de link, assim, é mais fácil manter a sua confiabilidade entre o público e o robô do algoritmo.

Pedido de reconsideração para os fatores de rankeamento Google

Caso um site passe por punições por algum motivo específico, o Google dá a chance do mesmo corrigir todos esses problemas e entrar com um pedido. Caso seja aceito, o mesmo poderá retomar suas posições.

símbolo do google
O mecanismo de buscas analisa a confiabilidade dos sites como fatores de rankeamento Google. Imagem de xvector em Freepik

Fatores refutados ou ultrapassados são fatores de rankeamento Google?

Alguns fatores de rankeamento Google se tornaram obsoletos com o passar dos anos e atualizações. Em contrapartida, não dá para desconsiderar os mesmos como relevantes, pois o SEO poderá mudar de novo e novamente entendê-los como relevantes. Porém, veja abaixo com o que, no momento, você não precisa se preocupar.

Palavra-chave no TLD

O Google não se opõe às palavras-chave contidas nas terminações dos sites. Do mesmo modo, já declarou de forma aberta que todas elas são vistas da mesma forma e com o mesmo peso pelo mecanismo.

Duração do registro do domínio

A duração do domínio também não é mais um dos fatores de rankeamento Google. Afinal, mesmo que websites maliciosos durem pouco tempo, os sites responsáveis que também têm domínio assim não podem ser associados a eles.

Uso do Google Analytics e Google Search Console

Mesmo que sejam ferramentas do próprio buscador, associar suas contas do Google Analytics e no Search Console ao seu site, não ajudam o mesmo a rankear melhor e mais rapidamente.

A autoridade do domínio e autoridade da página

Esses fatores desenvolvidos pela Moz não tem tanta importância assim entre os fatores de rankeamento Google, afinal se tratam de uma simulação de como o algoritmo vê a página no buscador apenas.

Prioridade da página no sitemap

Criar uma estrutura bem feita no arquivo sitemap.xml pode ajudar na indexação das páginas de forma hierárquica. Entretanto, representantes do Google já fizeram pronunciamentos oficiais de que isso não é levado em conta para rankear.

Tags do WordPress

As tags do WordPress não são fatores de rankeamento Google, mesmo que muita gente pense assim. Logo, estes têm valor apenas na definição de temas dentro da plataforma.

Densidade da palavra-chave

A quantidade de vezes que a sua palavra-chave aparece não é mais um fator analisado na hora de rankear seu site. Isso porque, há novas formas do algoritmo entender qual o tema e sentido principal do seu post.

Nível de leitura

O nível de leitura não é um dos fatores de rankeamento Google como se acreditava. Por sua vez, ele dividia os níveis entre básico, intermediário e avançado, mas não teve continuidade.

Backlinks de domínios .edu e .gov

Receber backlinks de sites com esses domínios não te oferece mais ou menos autoridade, vale destacar isso para que você entenda que todas essas terminações são iguais perante o robô do buscador.

Frequência de atualizações do site

O número de postagens que você faz em determinado período de tempo não é um dos fatores de rankeamento Google, afinal, a técnica não funciona sem um mínimo de otimização nas páginas.

Meta descriptions duplicadas

Este é um fator que pode comprometer a otimização do site e até levar o Google a entender o mesmo como plágio. Mas, por sua vez, para o rankeamento não sofre influência, segundo representantes da empresa.

Pogo-sticking

O Google não entende a prática de acessar o site e clicar nos links de saída como fator para rankear. No entanto, poderá influenciar nos dados de como os usuários se comportam na sua página.

Sites bloqueados

A extensão que antes era usada para bloquear sites gerava controvérsia entre os profissionais de SEO. Porém, por via das dúvidas, foi descontinuada e não há certeza de que fossem mesmo fatores de rankeamento Google.

Backlinks com redirecionamentos 301

Este foi um dos pontos que representantes do Google já falaram que não ajudam nem atrapalham no seu rankeamento, isso porque, são tratados como um backlink como qualquer outro.

Preferência por grandes marcas

O Google já declarou que o tamanho e importância das marcas não são fatores de rankeamento Google como muitos pensavam. Mas, são importantes no caso dos backlinks para construção de autoridade.

notebook em cima da mesa, do lado de um caderno e uma caneca de café
Alguns dados como meta description duplicadas não precisam de tanta atenção entre os fatores de rankeamento Google. Imagem de rawpixel.com em Freepik

Como subir sua página no ranking do Google com estratégia

Para conseguir ganhar posições de forma orgânica é ideal ter em mente uma estratégia bem detalhada. Por sua vez, essa pode passar por diversos pontos do SEO, como você pode ver a seguir:

  • Invista em domínio de confiança;
  • Otimize sua página e conteúdos multimídia;
  • Deixe o tempo passar.

O tempo é uma boa forma de conseguir engajar, mas isso só acontece se seu material for de confiança. Então, se esforce no marketing de conteúdo, bem como, na posterior produção, a fim de deixar os seus materiais completos para ganhar uma posição de destaque nas buscas.

Seja o primeiro a ser notificado, sempre que um novo artigo ser publicado

Deixe uma resposta

Usamos cookies para melhorar sua experiência neste site. Ao continuar no site, você concorda com essas condições. Sim Mais detalhes